A maior rede de estudos do Brasil

Qual a definição de retroalimentação negativa e positiva? de exemplos


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A expressão inglesa feed-back (traduzida como “retroalimentação”) é usada para indicar a regulação de uma glândula pelo seu próprio produto final. O feed-back é negativo porque o aumento do produto final inibe a atividade da glândula.


Um exemplo de feed-back negativo é o controle exercido pela hipófise sobre a glândula tireoide. A hipófise produz um hormônio trófico, a tireotrofina, que estimula a tireoide a liberar os hormônios tiroxina e triiodotironina. Quando esses hormônios atingem determinada concentração no sangue, passam a inibir a produção de tireotrofina pela hipófise.


Quando a taxa de tireotrofina no sangue diminui, diminuem também as taxas de tiroxina e triiodotironina no sangue. Desfaz-se, assim, o efeito inibitório sobre a hipófise, que aumenta a produção de tireotrofina, reiniciando o ciclo regulatório.


Outro exemplo de feed-back negativo no sistema endócrino é a regulação da produção dos hormônios calcitonina e paratormônio, respectivamente, pelas glândulas tireoides e paratireoides. Esses dois hormônios são responsáveis pela manutenção dos níveis normais de cálcio na circulação em torno de 9 a 11 mg por ml de sangue.

A expressão inglesa feed-back (traduzida como “retroalimentação”) é usada para indicar a regulação de uma glândula pelo seu próprio produto final. O feed-back é negativo porque o aumento do produto final inibe a atividade da glândula.


Um exemplo de feed-back negativo é o controle exercido pela hipófise sobre a glândula tireoide. A hipófise produz um hormônio trófico, a tireotrofina, que estimula a tireoide a liberar os hormônios tiroxina e triiodotironina. Quando esses hormônios atingem determinada concentração no sangue, passam a inibir a produção de tireotrofina pela hipófise.


Quando a taxa de tireotrofina no sangue diminui, diminuem também as taxas de tiroxina e triiodotironina no sangue. Desfaz-se, assim, o efeito inibitório sobre a hipófise, que aumenta a produção de tireotrofina, reiniciando o ciclo regulatório.


Outro exemplo de feed-back negativo no sistema endócrino é a regulação da produção dos hormônios calcitonina e paratormônio, respectivamente, pelas glândulas tireoides e paratireoides. Esses dois hormônios são responsáveis pela manutenção dos níveis normais de cálcio na circulação em torno de 9 a 11 mg por ml de sangue.

User badge image

Gabriel

Há mais de um mês

Retroalimentação negativa: é quando há uma resposta fisiologia no sentido de suprimir o desequilibrio e levando a homeostasia. Ex: quando a pressao arterial cai, o sistema hormonal, urinario..., atuam pra aumentar esta! Retroalimentacao positiva: é quando há uma contribuição no desequilibrio, soma-se a este. Ex: as contrações uterinas mais forte e evidentes ao longo do tenpo!

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas