A maior rede de estudos do Brasil

Qual a diferença entre competência tributária e capacidade tributária ativa?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

Segundo Irapuã Beltrão, "competência é o poder de legislar, de criar o tributo. A capacidade tributária é o poder de cobrar, fiscalizar e arrecadar o tributo. A competência tributária é indelegável. O que é delegável são as funções de arrecadar, fiscalizar e executar. Então, a capacidade tributária ativa pode ser delegada, e somente às pessoas jurídicas de direito público.

Nesse ponto, quando a norma legal do art. 7º do Código menciona tais pessoas jurídicas de direito público, envolver não apenas os demais entes políticos, mas também as autarquias e as fundações instituídas e mantidas pelo poder público com essa característica."

"Art. 7º A competência tributária é indelegável, salvo atribuição das funções de arrecadar ou fiscalizar tributos, ou de executar leis, serviços, atos ou decisões administrativas em matéria tributária, conferida por uma pessoa jurídica de direito público a outra, nos termos do § 3º do artigo 18 da Constituição."

"Em última análise, a capacidade tributária ativa é a atribuição de figurar no liame obrigacional tributário na qualidade de sujeito ativo, ou seja, de titular de direito subjetivo de cobrar o tributo. Sendo assim, claro está que se trata de uma realidade ontologicamente distinta da competência tributária, com ela não se confundindo.

Destarte, por imperativo constitucional, a competência tributária, que se identifica exclusivamente com a atribuição de editar leis em matéria tributária, não pode ser transferida."

"De outra feita, a capacidade tributária ativa, traduzida na prerrogativa de figurar como sujeito ativo na relação jurídica tributária, pode ser outorgada pela lei competente a outro ente que não o titular da competência impositiva, até mesmo para uma pessoa de direito privado, desde que exerça finalidade pública.

Como resultado do exercício da competência tributária surge a capacidade tributária ativa. Assim, compreende-se em tal sentido a capacidade de ser sujeito ativo da obrigação tributária, ou seja, de ser o responsável por cobrar, arrecadar e fiscalizar o cumprimento da obrigação tributária, por parte dos contribuintes. Não se confunde com a competência tributária e, na forma do art. 7º do CTN pode ser delegada.

Para distinguir, vale lembrar que a competência tributária existe antes mesmo do nascimento do tributo, sendo uma definição constitucional que especifica quem terá o poder de tributar quais fatos econômicos. Ou seja, qual ente político tem aptidão para legislar, em matéria tributária.

Já a capacidade tributária ativa, por sua vez surge como um fruto daquele e, com isso, após exercida a competência tributária, depois de elaborada a lei do tributo. Deve ser percebida como a aptidão de ser um sujeito ativo da relação jurídico-tributária."

Segundo Irapuã Beltrão, "competência é o poder de legislar, de criar o tributo. A capacidade tributária é o poder de cobrar, fiscalizar e arrecadar o tributo. A competência tributária é indelegável. O que é delegável são as funções de arrecadar, fiscalizar e executar. Então, a capacidade tributária ativa pode ser delegada, e somente às pessoas jurídicas de direito público.

Nesse ponto, quando a norma legal do art. 7º do Código menciona tais pessoas jurídicas de direito público, envolver não apenas os demais entes políticos, mas também as autarquias e as fundações instituídas e mantidas pelo poder público com essa característica."

"Art. 7º A competência tributária é indelegável, salvo atribuição das funções de arrecadar ou fiscalizar tributos, ou de executar leis, serviços, atos ou decisões administrativas em matéria tributária, conferida por uma pessoa jurídica de direito público a outra, nos termos do § 3º do artigo 18 da Constituição."

"Em última análise, a capacidade tributária ativa é a atribuição de figurar no liame obrigacional tributário na qualidade de sujeito ativo, ou seja, de titular de direito subjetivo de cobrar o tributo. Sendo assim, claro está que se trata de uma realidade ontologicamente distinta da competência tributária, com ela não se confundindo.

Destarte, por imperativo constitucional, a competência tributária, que se identifica exclusivamente com a atribuição de editar leis em matéria tributária, não pode ser transferida."

"De outra feita, a capacidade tributária ativa, traduzida na prerrogativa de figurar como sujeito ativo na relação jurídica tributária, pode ser outorgada pela lei competente a outro ente que não o titular da competência impositiva, até mesmo para uma pessoa de direito privado, desde que exerça finalidade pública.

Como resultado do exercício da competência tributária surge a capacidade tributária ativa. Assim, compreende-se em tal sentido a capacidade de ser sujeito ativo da obrigação tributária, ou seja, de ser o responsável por cobrar, arrecadar e fiscalizar o cumprimento da obrigação tributária, por parte dos contribuintes. Não se confunde com a competência tributária e, na forma do art. 7º do CTN pode ser delegada.

Para distinguir, vale lembrar que a competência tributária existe antes mesmo do nascimento do tributo, sendo uma definição constitucional que especifica quem terá o poder de tributar quais fatos econômicos. Ou seja, qual ente político tem aptidão para legislar, em matéria tributária.

Já a capacidade tributária ativa, por sua vez surge como um fruto daquele e, com isso, após exercida a competência tributária, depois de elaborada a lei do tributo. Deve ser percebida como a aptidão de ser um sujeito ativo da relação jurídico-tributária."

User badge image

odair

Há mais de um mês

Competência tributária é a delimitação da matéria a ser legislada pelo entre federativo (União, Estados/D.F. e Municípios) que a Constituição delimita

Capacidade tributária ativa é a atribuição das funções de arrecadar ou fiscalizar tributos, ou de executar leis, serviços, atos ou decisões administrativas em matéria tributária, conferida por uma pessoa jurídica de direito público a outra.

Competência tributária é indelegável e capacidade tributária ativa é delegável

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas