A maior rede de estudos do Brasil

O dissídio pode ser classificado como sendo de natureza econômica, jurídica ou de greve...

Ano: 2015 Banca: FGV Órgão: PGE-RO Prova: Analista da Procuradoria - Processual

 

■ O dissídio pode ser classificado como sendo de natureza econômica, jurídica ou de greve.

 

Em relação ao dissídio coletivo de natureza jurídica, é correto afirmar que:

 

a) suas cláusulas possuem extratividade;

 

b) prescinde do comum acordo;

 

c) serve para a criação de normas jurídicas para uma categoria;

 

d) seu prazo máximo de vigência é de 2 anos;

 

e) pode ser instaurado de ofício pelo Presidente do Tribunal.

 

 


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Paduan Seta Advocacia Verified user icon

Há mais de um mês

a) suas cláusulas possuem extratividade;

INCORRETO. Conforme previsto na Súmula 277, do TST, há ultratividade, e não extratividade:

Súmula 277 do TST. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO OU ACORDO COLETIVO DE TRABALHO. EFICÁCIA. ULTRATIVIDADE. As cláusulas normativas dos acordos coletivos ou convenções coletivas integram os contratos individuais de trabalho e somente poderão ser modificadas ou suprimidas mediante negociação coletiva de trabalho.

b) prescinde do comum acordo;

CORRETO. Conforme previsto na Constituição Federal, há necessidade de comum acordo em caso de dissídio coletivo de natureza econômica, mas não nos de natureza jurídica, que nada é dito na legislação e, portanto, é permitido:

Art. 114. Compete à Justiça do Trabalho processar e julgar:

(...)

§ 2º Recusando-se qualquer das partes à negociação coletiva ou à arbitragem, é facultado às mesmas, de comum acordo, ajuizar dissídio coletivo de natureza econômica, podendo a Justiça do Trabalho decidir o conflito, respeitadas as disposições mínimas legais de proteção ao trabalho, bem como as convencionadas anteriormente.

c) serve para a criação de normas jurídicas para uma categoria;

INCORRETO. Na verdade, o dissídio coletivo de natureza jurídica serve para a interpretação de normas jurídicas para uma categoria, e não para a sua criação.

d) seu prazo máximo de vigência é de 2 anos;

INCORRETO. Conforme previsto no artigo 868, da CLT, o Tribunal que fixará a data, que não poderá ser superior a 4 anos:

Parágrafo único - O Tribunal fixará a data em que a decisão deve entrar em execução, bem como o prazo de sua vigência, o qual não poderá ser superior a 4 (quatro) anos.

e) pode ser instaurado de ofício pelo Presidente do Tribunal.

INCORRETO. O entendimento é de que não poderá ser instaurado de ofício pelo Presidente do Tribunal, pois não há autorização prevista na Constituição Federal.


Sendo assim, a opção correta é a Letra B.

a) suas cláusulas possuem extratividade;

INCORRETO. Conforme previsto na Súmula 277, do TST, há ultratividade, e não extratividade:

Súmula 277 do TST. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO OU ACORDO COLETIVO DE TRABALHO. EFICÁCIA. ULTRATIVIDADE. As cláusulas normativas dos acordos coletivos ou convenções coletivas integram os contratos individuais de trabalho e somente poderão ser modificadas ou suprimidas mediante negociação coletiva de trabalho.

b) prescinde do comum acordo;

CORRETO. Conforme previsto na Constituição Federal, há necessidade de comum acordo em caso de dissídio coletivo de natureza econômica, mas não nos de natureza jurídica, que nada é dito na legislação e, portanto, é permitido:

Art. 114. Compete à Justiça do Trabalho processar e julgar:

(...)

§ 2º Recusando-se qualquer das partes à negociação coletiva ou à arbitragem, é facultado às mesmas, de comum acordo, ajuizar dissídio coletivo de natureza econômica, podendo a Justiça do Trabalho decidir o conflito, respeitadas as disposições mínimas legais de proteção ao trabalho, bem como as convencionadas anteriormente.

c) serve para a criação de normas jurídicas para uma categoria;

INCORRETO. Na verdade, o dissídio coletivo de natureza jurídica serve para a interpretação de normas jurídicas para uma categoria, e não para a sua criação.

d) seu prazo máximo de vigência é de 2 anos;

INCORRETO. Conforme previsto no artigo 868, da CLT, o Tribunal que fixará a data, que não poderá ser superior a 4 anos:

Parágrafo único - O Tribunal fixará a data em que a decisão deve entrar em execução, bem como o prazo de sua vigência, o qual não poderá ser superior a 4 (quatro) anos.

e) pode ser instaurado de ofício pelo Presidente do Tribunal.

INCORRETO. O entendimento é de que não poderá ser instaurado de ofício pelo Presidente do Tribunal, pois não há autorização prevista na Constituição Federal.


Sendo assim, a opção correta é a Letra B.

User badge image

Ricardo

Há mais de um mês

b) prescinde do comum acordo;
 

DISSÍDIO COLETIVO ECONÔMICO:

* Comum acordo

* Reivindicar novas condições de trabalho

* Sentença constitutiva

 

DISSÍDIO COLETIVO JURÍDICO:

* Sem comum acordo

* Interpretar normas jurídicas

* Sentença declaratória

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas