A maior rede de estudos do Brasil

Direito Processual do Trabalho

Carlos trabalhou para a empresa ABC e foi dispensado sem justa causa, sem ter recebido a totalidade das verbas trabalhistas que lhe era devida. Procurou assistência da comissão previa que tinha atribuição para examinar a situação. Foi celebrado acordo entre Carlos e o representante de seu empregador, com eficácia liberatória geral e sem qualquer ressalva as partes saíram satisfeitas. Posteriormente Carlos ajuizou ação trabalhista postulando a condenação da empresa em verbas não requeridas perante a comissão de conciliação, sob o argumento de que fora objeto da demanda submetida à comissão de forma que não seria necessário ressalvar parcelas que não tinham sido requeridas. Tendo em vista a situação apresentada indique os argumentos para a defesa da empresa ABC. Fundamentando sua argumentação na CLT


2 resposta(s)

User badge image

Taisa Oliveira

Há mais de um mês

Já que foi celebrado acordo entre Carlos e o representante do empregador da empresa ABC. Subentende-se que Carlos aceitou a proposta feita pela empresa, saindo o mesmo satisfeito com a proposta.

Já que foi celebrado acordo entre Carlos e o representante do empregador da empresa ABC. Subentende-se que Carlos aceitou a proposta feita pela empresa, saindo o mesmo satisfeito com a proposta.

User badge image

Paduan Seta Advocacia

Há mais de um mês

O argumento para defender a empresa ABC é que, já que não houve qualquer ressalva no acordo com Carlos, não poderá reclamar quaisquer outras verbas, conforme previsto na própria CLT:

Art. 625-E. Aceita a conciliação, será lavrado termo assinado pelo empregado, pelo empregador ou seu proposto e pelos membros da Comissão, fornecendo-se cópia às partes.

Parágrafo único. O termo de conciliação é título executivo extrajudicial e terá eficácia liberatória geral, exceto quanto às parcelas expressamente ressalvadas

Apenas caso houvesse ressalvas é que Carlos poderia reclamar verbas não requeridas perante a Comissão.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes