A maior rede de estudos do Brasil

Qual a importância do Direito Civil no contexto social?

Gostaria de Saber se alguém sabe mim dizer qual a importância do Direito Civil no contexto social com enfase para o direito das obrigações?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Passei Direto

Há mais de um mês

O homem é um ser social e político, vivendo em grupos, em sociedades. É natural que no seio destes grupos haja conflitos, desentendimentos e interesses divergentes. No entanto, o homem sente necessidade de segurança e busca a harmonia social. Para que a sociedade subsista é necessário que os conflitos sejam resolvidos e para tanto, o homem dispôs de vários meios com o intuito de controlar as ações humanas e trazer um equilíbrio à sociedade. São os instrumentos de controle social. O Direito, criação humana, é um destes instrumentos, cujo principal objetivo é viabilizar a existência em sociedade, trazendo paz, segurança e justiça.

Existem diversos meios que servem para regular a condutas dos membros da sociedade visando à harmonia da vida social. Entre eles podemos destacar a religião, a moral, as regras de trato social e, obviamente, o Direito.

Paulo Nader (2007, p.31) afirma que “o mundo primitivo não distinguiu as diversas espécies de ordenamentos sociais. O Direito absorvia questões afetas ao plano da consciência, própria da moral e da religião, e assuntos não pertinentes à disciplina e equilíbrio da sociedade, identificados hoje por usos sociais.”

No entanto, é certo que hoje não podemos confundir as diferentes esferas normativas. Cada instrumento de controle social possui uma faixa de atuação, um objetivo específico.

A faixa de atuação do Direito é regrar a conduta social, visando à ordem e o bem comum. Por este motivo, ele irá disciplinar apenas os fatos sociais mais relevantes para o convívio social. Ele irá disciplinar, principalmente, as relações de conflitos e, quanto às relações de cooperação e competição, somente onde houver situação potencialmente conflituosa.

As normas jurídicas possuem uma “estrutura imperativo-atributiva, isto é, ao mesmo tempo em que impõem um dever jurídico a alguém, atribuem um poder ou direito subjetivo a outrem”. 

Dante Alighieri, em sua obra “Da Monarquia”, assim conclui: “o direito é uma porção real e pessoal, de homem para homem que, conservada, conserva a sociedade, corrompida, corrompe-a.”

O homem é um ser social e político, vivendo em grupos, em sociedades. É natural que no seio destes grupos haja conflitos, desentendimentos e interesses divergentes. No entanto, o homem sente necessidade de segurança e busca a harmonia social. Para que a sociedade subsista é necessário que os conflitos sejam resolvidos e para tanto, o homem dispôs de vários meios com o intuito de controlar as ações humanas e trazer um equilíbrio à sociedade. São os instrumentos de controle social. O Direito, criação humana, é um destes instrumentos, cujo principal objetivo é viabilizar a existência em sociedade, trazendo paz, segurança e justiça.

Existem diversos meios que servem para regular a condutas dos membros da sociedade visando à harmonia da vida social. Entre eles podemos destacar a religião, a moral, as regras de trato social e, obviamente, o Direito.

Paulo Nader (2007, p.31) afirma que “o mundo primitivo não distinguiu as diversas espécies de ordenamentos sociais. O Direito absorvia questões afetas ao plano da consciência, própria da moral e da religião, e assuntos não pertinentes à disciplina e equilíbrio da sociedade, identificados hoje por usos sociais.”

No entanto, é certo que hoje não podemos confundir as diferentes esferas normativas. Cada instrumento de controle social possui uma faixa de atuação, um objetivo específico.

A faixa de atuação do Direito é regrar a conduta social, visando à ordem e o bem comum. Por este motivo, ele irá disciplinar apenas os fatos sociais mais relevantes para o convívio social. Ele irá disciplinar, principalmente, as relações de conflitos e, quanto às relações de cooperação e competição, somente onde houver situação potencialmente conflituosa.

As normas jurídicas possuem uma “estrutura imperativo-atributiva, isto é, ao mesmo tempo em que impõem um dever jurídico a alguém, atribuem um poder ou direito subjetivo a outrem”. 

Dante Alighieri, em sua obra “Da Monarquia”, assim conclui: “o direito é uma porção real e pessoal, de homem para homem que, conservada, conserva a sociedade, corrompida, corrompe-a.”

User badge image

Tatiane

Há mais de um mês

Olá Thaissa, tudo bem?

Já concebido em um conceito filosófico, o homem é entendido como um "ser social". Isto decorre da sua necessidade de conviver em grupos, da sua incapacidade de viver sozinho - desde os primórdios das civilizações. Ao viver em conjunto, formando a sociedade, o homem necessitará de uma norma para regular suas relações privadas com os seus iguais - até porque a vida em conjunto gera conflitos.Em aspecto jurídico, o Direito Civil é este conjunto de normas que rege os vínculos pessoais ou patrimoniais entre entidades/pessoas privadas, sejam estas de carácter privado ou público. Seu escopo máximo é ordenar, regular, proteger, defender e tutelar os interesses privados de ordem moral e patrimonial sob a égide jurídica. Tema de devida importância, os institutos civis tiveram regulamentação na Constituição Federal de 1988, marcando a devida importância do Direito Civil no contexto social amparado por um Estado Democrático de Direito. 

Dos devidos institutos regulamentados pelo Código Civil, as obrigações - amplamente ligadas à ideia de dever - podem ser concebidas como uma acepção moral ou jurídica. Quando estas se dão na esfera ius, uma lei específica tutela a existência de um dever jurídico, de caráter transitório, com prestação efetivamente econômica - negativa ou positiva, gerando recíprocos direitos e deveres.

A socialidade, eticidade e efetividade, amparadas pelo devido instituto, revelam-se característicamente ligadas à função social do direito, presente na construção da dignidade do homem; pois, ao tutelar o devido adimplesmento das obrigações na esfera social, a norma não somente aplaca os conflitos emergentes desta, mas contribui para a formação de uma sociedade justa e igualitária.

Bons estudos!

User badge image

Rafael

Há mais de um mês

A direito civil tem uma grandiosa importancia no seio das relações juridicas e sociais. No que tange as relações juridicas, o respectivo diploma impõe obrigações, deveres e restrições aos particulares. agora no que diz respeito ao ambiente social, o direito civil tem como objetivo educar, ensinar, aperfeiçoar a vida em coletivo, estruturando de forma etica e moral por meio dos seus dispositos legais. 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas