A maior rede de estudos do Brasil

Qual é natureza do processo de impeachment ?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

Há divergência doutrinária a respeito da natureza jurídica do processo de impeachment: há quem entenda que o instituto tem natureza criminal, natureza mista, e natureza política.

Para Brossard, o instituto possui feição política, "originando-se de causas políticas, objetivando resultados políticos, bem como instaurado e julgado segundo critérios políticos, embora não exclua, obviamente, a utilização de critérios jurídicos".

José Afonso da Silva também entende ser o processo de natureza político-administrativa.

Francisco Sá Filho, por sua vez, o considera possuidor de uma natureza mista, tanto política como criminal.

Pontes de Miranda defende a natureza criminal do instituto. Para ele, os crimes de responsabilidade são figuras delituais penais.

Sepúlveda Pertence, no julgamento do MS nº 20.941-DF, entendeu o seguinte:

"Não obstante convencido de que o processo de impeachment é um mecanismo jurisdicional de aplicação de sanção punitiva, e, sob esse ângulo, um instituto de forma penal, não mais lhe contesto a natureza essencialmente política, que o distingue nitidamente dos mecanismos processuais da jurisdição criminal do Poder Judiciário.

Nós entendemos da mesma maneira que este último. 

Há divergência doutrinária a respeito da natureza jurídica do processo de impeachment: há quem entenda que o instituto tem natureza criminal, natureza mista, e natureza política.

Para Brossard, o instituto possui feição política, "originando-se de causas políticas, objetivando resultados políticos, bem como instaurado e julgado segundo critérios políticos, embora não exclua, obviamente, a utilização de critérios jurídicos".

José Afonso da Silva também entende ser o processo de natureza político-administrativa.

Francisco Sá Filho, por sua vez, o considera possuidor de uma natureza mista, tanto política como criminal.

Pontes de Miranda defende a natureza criminal do instituto. Para ele, os crimes de responsabilidade são figuras delituais penais.

Sepúlveda Pertence, no julgamento do MS nº 20.941-DF, entendeu o seguinte:

"Não obstante convencido de que o processo de impeachment é um mecanismo jurisdicional de aplicação de sanção punitiva, e, sob esse ângulo, um instituto de forma penal, não mais lhe contesto a natureza essencialmente política, que o distingue nitidamente dos mecanismos processuais da jurisdição criminal do Poder Judiciário.

Nós entendemos da mesma maneira que este último. 

User badge image

Júlia Melgar

Há mais de um mês

No que se refere à natureza jurídica do impeachment, a doutrina nacional tradicionalmente apresenta três correntes doutrinárias: 1) política: defendida por Paulo Brossard, Michel Temer e Carlos Maximiliano; 2) penal: sustentada por Pontes de Miranda (na obra Comentários à Constituição de 1946); e 3) mista: sustentada por José Frederico Marques (na obra Da competência em matéria penal). De acordo com o entendimento jurisprudencial de parte do STF e da doutrina, o impeachmentpossui natureza político-administrativa, conforme julgamento de HC 69.647-3. Todavia há também entendimentos do próprio STF entendendo ter o impeachment natureza penal, conforme ADIn 834-0/MT e ADIn 1.628/SC.
User badge image

LUCIANA MATIAS

Há mais de um mês

Natureza Política, com certeza.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas