A maior rede de estudos do Brasil

Cabe perdas e danos num contrato inválido? Explique e exemplifique

Se possível coloque artigos.


1 resposta(s)

User badge image

Bruno Ferreira

Há mais de um mês

Depende do tipo de inválidade no contrato, fora isso sim, cabe perdas e danos, porque na linguagem técnico-jurídica, perdas e danos é a expressão corretia, indicando, assim, a soma de prejuízos e interesses que "deve ser ressarcida por aquele a quem se imputa a responsabilidade do ato ou do fato que tenha produzido os prejuízos e evitado os interesses". Ocorreu um caso aqui em Uberlândia, em que um cara tinha feito um contrato, que constava multa de $ 10,000 $ por dia de atraso, um dia ele foi pagar, só que a mulher do caixa da empresa bancária Caixa, esqueceu de dar baixa na dívida, então o banco tomou o dinheiro da conta do cara, o homem recorreu e o banco reconheceu o erro, só que, só o reembolsou com apenas 800 reais que é previsto em lei, né. O cara foi recorrer na justiça, mas o contrato dele era antijurídico, fazendo o processo ir para o proprietário do contrato, então cada caso é um caso. 

Depende do tipo de inválidade no contrato, fora isso sim, cabe perdas e danos, porque na linguagem técnico-jurídica, perdas e danos é a expressão corretia, indicando, assim, a soma de prejuízos e interesses que "deve ser ressarcida por aquele a quem se imputa a responsabilidade do ato ou do fato que tenha produzido os prejuízos e evitado os interesses". Ocorreu um caso aqui em Uberlândia, em que um cara tinha feito um contrato, que constava multa de $ 10,000 $ por dia de atraso, um dia ele foi pagar, só que a mulher do caixa da empresa bancária Caixa, esqueceu de dar baixa na dívida, então o banco tomou o dinheiro da conta do cara, o homem recorreu e o banco reconheceu o erro, só que, só o reembolsou com apenas 800 reais que é previsto em lei, né. O cara foi recorrer na justiça, mas o contrato dele era antijurídico, fazendo o processo ir para o proprietário do contrato, então cada caso é um caso. 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes