A maior rede de estudos do Brasil

Mandado de Segurança é um direito ou uma garantia? Por quê?

Mandado de Segurança


5 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

Segundo Luma Queiroz e Maria Edith Zuba Santana, o Mandado de Segurança é garantia fundamental e pela sua natureza visa a proteger de forma preventiva ou repressiva os danos causados aos direitos fundamentais.

É uma ação constitucional que possui por escopo a proteção de direitos líquidos e certos contra ato de autoridade ou de quem exerça funções públicas.

"Art. 1o da Lei 12.016/09. Conceder-se-á mandado de segurança para proteger direito líquido e certo, não amparado por habeas corpus ou habeas data, sempre que, ilegalmente ou com abuso de poder, qualquer pessoa física ou jurídica sofrer violação ou houver justo receio de sofrê-la por parte de autoridade, seja de que categoria for e sejam quais forem as funções que exerça."

Segundo Luma Queiroz e Maria Edith Zuba Santana, o Mandado de Segurança é garantia fundamental e pela sua natureza visa a proteger de forma preventiva ou repressiva os danos causados aos direitos fundamentais.

É uma ação constitucional que possui por escopo a proteção de direitos líquidos e certos contra ato de autoridade ou de quem exerça funções públicas.

"Art. 1o da Lei 12.016/09. Conceder-se-á mandado de segurança para proteger direito líquido e certo, não amparado por habeas corpus ou habeas data, sempre que, ilegalmente ou com abuso de poder, qualquer pessoa física ou jurídica sofrer violação ou houver justo receio de sofrê-la por parte de autoridade, seja de que categoria for e sejam quais forem as funções que exerça."

User badge image

daiane_nagoski@hotmail.com

Há mais de um mês

O mandado de segurança é uma garantia para assegurar o direito "líquido e certo" entre outras hipóteses previstas no artigo. Assim como o habeas corpus é uma garantia do direito da liberdade.

 

User badge image

Bruno Ferreira Barbosa

Há mais de um mês

Depende. Na acepção técnica, é a expressão tomada em 2 sentidos: a) Exprime a ação intentada pela pessoa no sentido de ser assegurado em um direito líquido e certo, que não esteja amparado por habeas data ou habeas corpus, ameaçado ou violado por ato de autoridade, manifestamente incostitucional, ilegal ou ainda por abuso de poder. b) Quer, restritivamente, a expressão significar a ordem emanada do juiz, em virtude do deferimento do pedido, para que se suspenda o ato, ou seja o mesmo revogado.

User badge image

Pâmela Stephanie Sell

Há mais de um mês

é uma garantia. Sua finalidade é proteger os direitos individuais e da coletividade que não são amparados por habeas corpus nem habeas data, devido a uma ação ou omissão de uma autoridade, de forma ilegal ou por abuso de poder. Em outras palavras, é o instrumento que combate atos abusivos e ilegais do próprio Estado. A ação está prevista no rol dos direitos e garantias fundamentais do artigo 5º da Constituição

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas