A maior rede de estudos do Brasil

Princípios de FNP?

Conceituar

CinesioterapiaESTÁCIO

8 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder a essa questão devemos pôr em prática nossos conhecimentos sobre Cinesioterapia.


A FNP busca ajudar o paciente a atingir a máxima funcionalidade, através do uso e do reforço dos músculos neurologicamente inibidos. Os princípios são: Resistência, Irradiação do Esforço, Contato Manual, Posição corporal, Comando verbal, Visão, Tração e Aproximação, Estiramento, Sincronização de Movimentos e Padrões de facilitação.


Portanto, a FNP ajuda o paciente a atingir a máxima funcionalidade, através do uso e do reforço dos músculos neurologicamente inibidos.

Para responder a essa questão devemos pôr em prática nossos conhecimentos sobre Cinesioterapia.


A FNP busca ajudar o paciente a atingir a máxima funcionalidade, através do uso e do reforço dos músculos neurologicamente inibidos. Os princípios são: Resistência, Irradiação do Esforço, Contato Manual, Posição corporal, Comando verbal, Visão, Tração e Aproximação, Estiramento, Sincronização de Movimentos e Padrões de facilitação.


Portanto, a FNP ajuda o paciente a atingir a máxima funcionalidade, através do uso e do reforço dos músculos neurologicamente inibidos.

User badge image

Kátia

Há mais de um mês

Indo direto ao ponto:

 

Enfoque terapêutico positivo: reforçando e utilizando o que o paciente pode fazer, em nível físico e psicológico.

Objetivo primário: Todo tratamento é facilitar o paciente a alcançar seu mais alto nível funcional.

Resistência: Será aplicada de acordo a necessidade do paciente, a qual é tida como ótima. A resistência é usada no tratamento para facilitar a habilidade do músculo em se contrair; aumentar o controle motor; ajudar o paciente a adquirir consciência dos movimentos e aumentar a força muscular. A aplicação da resistência dependerá do tipo de contração muscular a ser resistido. Sendo que a contração isotônica (dinâmica): o paciente tem intenção de produzir movimento. O qual pode ser feito de forma concêntrica: o encurtamento do músculo agonista produz movimento. E de forma excêntrica: uma força externa, gravidade ou resistência, produz o movimento. Restringe-se tal movimento pelo alongamento controlado do agonista. Quando realizado a contração isotônica mantida: o paciente tem intenção de produzir movimento, mas este é impedido por uma força externa (geralmente resistência). E a isométrica (estática): a intenção de ambos, tanto do terapeuta quanto do paciente, é de que nenhum movimento ocorra. Deve-se ressaltar que a resistência a contrações musculares concêntricas e excêntricas deve ser sempre ajustada para permitir que o movimento ocorra de forma suave e coordenada. A resistência a uma contração mantida deve ser controlada para sustentar a posição de estabilização. Quando resistindo a uma contração isométrica, a resistência deve aumentar e diminuir gradualmente, impedindo assim que o movimento ocorra. É fundamental que a resistência não cause dor ou fadiga indesejada. Tanto o terapeuta quanto o paciente devem evitar inspirações mantidas. Inspirações e expirações controladas durante o tempo podem aumentar a força e a amplitude do movimento do paciente.

Irradiação e reforço: propagação da resposta ao estimulo.

Contato manual: Aumenta a força e guia o movimento com toque e pressão. O mesmo tem a finalidade de estimular os receptores cutâneos e de pressão do paciente. Deve informar ao paciente a correta direção do movimento. As mãos do terapeuta posicionam-se para aplicar uma pressão oposta à direção do movimento. As faces laterais dos braços e das pernas são consideradas superficiais neutras e devem ser sustentadas.

Para controlar o movimento e resistir à rotação, o terapeuta utiliza o contato lubrical. Neste caso, a pressão advém da flexão das articulações metacarpofalangianas, permitindo aos dedos do terapeuta uma adaptação ideal à parte corporal que esta sendo trabalhada. O contato lumbrical proporciona ao terapeuta um bom controle do movimento, sem causar dor ao paciente pelo apertar.

Comando verbal: Utiliza palavras e tom de voz apropriado para direcionar o paciente quando ao movimento desejado.

Visão: Guia o movimento e aumenta o empenho.

Tração e aproximação: o alongamento ou a compressão dos membros e do tronco facilita o movimento e a estabilidade. Porém a necessidade de discenirmento quanto a escolha pois, a tração é a leve separação das superfícies articulares e parece inibir a dor e facilitar o movimento durante a execução dos padrões de movimento. Ela é mais freqüentemente aplicada durante padrões flexores (antigravitarios). Já a aproximação, ou compressão das superfícies articulares, por meio de compressão manual ou apoio de peso, estimula a co-contração dos agonistas e antagonistas, favorecendo a estabilidade dinâmica e o controle postural mediante mecanorreceptores articulares e musculares.     

Estiramento: o uso do alongamento muscular e do reflexo de estiramento facilita a contração e diminui a fadiga.

Sincronização de movimentos: promove sincronismo e aumenta a força da contração muscular por meio da sincronização para ênfase.

Padrões de facilitação: movimentos sinérgicos em massa são componentes do movimento funcional normal.

Com todos os princípios acima compreendidos, deve-se ressaltar que para a execução do Kabat deve-se realizá-lo em que o movimento escolhido explane os três planos de forma simétrica e harmoniosa. Ou seja, o movimento escolhido deve passar pelo plano frontal, sagital e transversal. Os quais respectivamente realizam movimento de abdução e adução. Flexão e extensão e rotações.  

 

Qualquer outra informação a mais basta solicitar. Bom estudo.

User badge image

Estudante

Há mais de um mês

A Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva (FNP) tem o objetivo primário de facilitar o paciente a alcançar o mais alto nível funcional reforçando e utilizando o que ele pode fazer.

O termo FNP denota a diminuição da resistência neural através de um estímulo, onde um segundo movimento será realizado sobre uma resposta mais facilmente. Pensando nisso, pode-se entender a FNP como um conjunto de métodos utilização para promover, melhorar e acelerar a resposta neuromuscular através da estimulação proprioceptiva, em outras palavras, melhorar a coordenação neuromuscular.               

Esse método é indicado para o aumento da força e resistência a fadiga muscular, facilitar a estabilidade, mobilidade, controle muscular e a coordenação de movimentos. Pode ser usada desde as fazes iniciais do tratamento, mesmo durante a cicatrização dos tecidos, até a fase final de reabilitação.               

Sua principal característica é o uso de diagonais de movimento. Essas diagonais envolvem movimentos multiarticulares e multiplanares. Parte do princípio de que grupos musculares mais fortes de um padrão diagonal facilitariam a responsividade de grupos musculares mais fracos.               

A FNP possui alguns princípios básicos para os procedimentos devem ser levados em consideração, dentre eles:

Contatos manuaisdevem ser feitas na musculatura agonistas ou nos tendões;

Resistência máxima: maior possível que permita o paciente realizar o movimento sem dor;

Alongamento: deve ser rápido para facilitar o reflexo de estiramento (deve ser evitado durante a fase de cicatrização).

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Para responder a essa questão devemos pôr em prática nossos conhecimentos sobre Cinesioterapia.


A FNP busca ajudar o paciente a atingir a máxima funcionalidade, através do uso e do reforço dos músculos neurologicamente inibidos. Os princípios são: Resistência, Irradiação do Esforço, Contato Manual, Posição corporal, Comando verbal, Visão, Tração e Aproximação, Estiramento, Sincronização de Movimentos e Padrões de facilitação.


Portanto, a FNP ajuda o paciente a atingir a máxima funcionalidade, através do uso e do reforço dos músculos neurologicamente inibidos.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas