A maior rede de estudos do Brasil

Quanto à aplicação da lei penal no espaço, o Brasil adota o Princípio da Territorialidade (artigo 5º do Código Penal). No entanto, diz-se que ele é “m

Quanto à aplicação da lei penal no espaço, o Brasil adota o Princípio da Territorialidade (artigo 5º do Código Penal). No entanto, diz-se que ele é “mitigado” por outros princípios. Quais são eles? Explicite seus respectivos conteúdos.

1 resposta(s)

User badge image

Diego

Há mais de um mês

O princípio de territorialidade prevê a aplicação da lei nacional ao fato praticado no território do próprio país. 

O princípio da nacionalidade cogita da aplicação da lei do país de origem do agente, pouco importando o local onde o crime foi cometido.

Pelo princípio da competência universal (ou da justiça cosmopolita), o criminoso deve ser julgado e punido onde for detido, segundo as leis desse país, não se levando em conta o lugar do crime, a nacionalidade do autor ou o bem jurídico lesado.

Pelo princípio de proteção , aplica-se a lei do país ao fato que atinge bem jurídico nacional, sem nenhuma consideração a respeito do local onde foi praticado o crime ou da nacionalidade do agente. 

Pra concluir há o princípio da representação subsidiário, que determina a aplicação da lei do país quando, por deficiência legislativa ou desinteresse de outro que deveria reprimir o crime, este não o faz, e diz respeito aos delitos cometidos em aeronaves ou embarcações.

Porém não existe legislação que adote apenas um dos princípios supra citados, o que ocorre é a adoção preferencial de um deles com bases e fundamentos retirados dos outros no que couber.

Espero ter atendido a pergunta.  Abraço!!

O princípio de territorialidade prevê a aplicação da lei nacional ao fato praticado no território do próprio país. 

O princípio da nacionalidade cogita da aplicação da lei do país de origem do agente, pouco importando o local onde o crime foi cometido.

Pelo princípio da competência universal (ou da justiça cosmopolita), o criminoso deve ser julgado e punido onde for detido, segundo as leis desse país, não se levando em conta o lugar do crime, a nacionalidade do autor ou o bem jurídico lesado.

Pelo princípio de proteção , aplica-se a lei do país ao fato que atinge bem jurídico nacional, sem nenhuma consideração a respeito do local onde foi praticado o crime ou da nacionalidade do agente. 

Pra concluir há o princípio da representação subsidiário, que determina a aplicação da lei do país quando, por deficiência legislativa ou desinteresse de outro que deveria reprimir o crime, este não o faz, e diz respeito aos delitos cometidos em aeronaves ou embarcações.

Porém não existe legislação que adote apenas um dos princípios supra citados, o que ocorre é a adoção preferencial de um deles com bases e fundamentos retirados dos outros no que couber.

Espero ter atendido a pergunta.  Abraço!!

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes