A maior rede de estudos do Brasil

Quais os requisitos para que o contrato de trespasse seja eficaz perante a terceiros?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Paduan Seta Advocacia Verified user icon

Há mais de um mês

Conforme previsto no artigo 1.144, do Código Civil:

Art. 1.144. O contrato que tenha por objeto a alienação, o usufruto ou arrendamento do estabelecimento, só produzirá efeitos quanto a terceiros depois de averbado à margem da inscrição do empresário, ou da sociedade empresária, no Registro Público de Empresas Mercantis, e de publicado na imprensa oficial.

Sendo assim, são dois os requisitos para que o Contrato de Trespasse seja eficaz perante terceiros:

  1. Ser averbado no Registro Público de Empresas Mercantis
  2. Ser publicado na imprensa oficial

Conforme previsto no artigo 1.144, do Código Civil:

Art. 1.144. O contrato que tenha por objeto a alienação, o usufruto ou arrendamento do estabelecimento, só produzirá efeitos quanto a terceiros depois de averbado à margem da inscrição do empresário, ou da sociedade empresária, no Registro Público de Empresas Mercantis, e de publicado na imprensa oficial.

Sendo assim, são dois os requisitos para que o Contrato de Trespasse seja eficaz perante terceiros:

  1. Ser averbado no Registro Público de Empresas Mercantis
  2. Ser publicado na imprensa oficial
User badge image

André

Há mais de um mês

Olá Laryssa, veja bem:

Primeiramente vamos entender o que é o trespasse. 

O Trespassa nada mais é do que a alienação (ou seja, a compra - venda) do estabelecimento comercial. *

*Entende-se por estabelecimento comercial, o que traz o Artigo 1142 do Código Civil. " CC, Art. 1.142. Considera-se estabelecimento todo complexo de bens organizado, para exercício da empresa, por empresário, ou por sociedade empresária."

O Trespasse pode ocorrer de diversas formas, um exemplo disso é a Recuperação Judicial e da livre alienação, desde  que sejam seguidos os requisitos específicos para garantir a eficácia contratual. 

Respondendo sua pergunta, para que o trespasse seja considerado eficaz perante a terceiros, é indispensável a quitação total do débito contraido pela Empresa -  de forma antecipada - ou que haja uma concordância tácita ou expressa dos credores, no prazo máximo de 30 (trinta) dias a contar de da notificação.

Espero ter ajudado.

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas