A maior rede de estudos do Brasil

na prorrogacao do prazo de vencimento da duplicata, o devedor paga multa?

Se o devedor perder o prazo de pagar a duplicada, qual o beneficio que  credor terá na hipoótese de prorrogação desse prazo? 


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Paduan Seta Advocacia Verified user icon

Há mais de um mês

Segundo a lei das duplicatas, lei 5.474/68, a previsão é que é possível a prorrogação do vencimento da duplicata, sem qualquer previsão de multa:

Art. 11. A duplicata admite reforma ou prorrogação do prazo de vencimento, mediante declaração em separado ou nela escrita, assinada pelo vendedor ou endossatário, ou por representante com podêres especiais.

Parágrafo único. A reforma ou prorrogação de que trata êste artigo, para manter a coobrigação dos demais intervenientes por endôsso ou aval, requer a anuência expressa dêstes.

Podemos afirmar que a reforma da duplicara, inclusive no que tange a prorrogação de seu vencimento, é de faculdade do credo, o que já é em si um benefício, poder escolher quanto a prorrogação ou não de um prazo de vencimento. Isto porque a duplicata é um título emitido pelo credor. 

Segundo a lei das duplicatas, lei 5.474/68, a previsão é que é possível a prorrogação do vencimento da duplicata, sem qualquer previsão de multa:

Art. 11. A duplicata admite reforma ou prorrogação do prazo de vencimento, mediante declaração em separado ou nela escrita, assinada pelo vendedor ou endossatário, ou por representante com podêres especiais.

Parágrafo único. A reforma ou prorrogação de que trata êste artigo, para manter a coobrigação dos demais intervenientes por endôsso ou aval, requer a anuência expressa dêstes.

Podemos afirmar que a reforma da duplicara, inclusive no que tange a prorrogação de seu vencimento, é de faculdade do credo, o que já é em si um benefício, poder escolher quanto a prorrogação ou não de um prazo de vencimento. Isto porque a duplicata é um título emitido pelo credor. 

User badge image

Tuany

Há mais de um mês

Caberá incidência de juros (multa) em cima do valor. É só analisar friamente em um caso concreto: Você é a credora, e eu sou a devedora. A duplicata tem prazo de vencimento na data do dia 5 e eu não efetuei o pagamento por falta de dinheiro, logo, me encontro em mora com o credor (que é você). Nessa situação você poderá incluir a multa sob forma de juros para que eu pague até a data do novo vencimento, em troca da prorrogação da data original.


Espero ter ajudado.


abs.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas