A maior rede de estudos do Brasil

o aumento da oferta de moeda pode elevar o nivel de emprego, mas provoca pressoes inflacionarias.esta assertiva e verdadeira ou falsa justifique sua r

Macroeconomia IESTÁCIO

2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

De acordo com o modelo clássico, a demanda não é efetiva, ou seja, não é capaz de alterar o nível de emprego. Segundo os clássicos, a economia sempre opera em pleno emprego, sendo que uma política monetária expansionista (aumento de oferta de moeda) só tem reflexo no aumento dos preços.

A demanda agregada, uma relação entre demanda de bens e nível de preços, no modelo clássico é derivada da teoria quantitativa da moeda.

Para determinada quantidade ofertada de moeda, Mo, quanto maior o P, menor será o o estoque real de moeda , portanto menor será o poder de compra, e menor será a quantidade de bens que poderá ser adquirida.

De acordo com o modelo clássico, a demanda não é efetiva, ou seja, não é capaz de alterar o nível de emprego. Segundo os clássicos, a economia sempre opera em pleno emprego, sendo que uma política monetária expansionista (aumento de oferta de moeda) só tem reflexo no aumento dos preços.

A demanda agregada, uma relação entre demanda de bens e nível de preços, no modelo clássico é derivada da teoria quantitativa da moeda.

Para determinada quantidade ofertada de moeda, Mo, quanto maior o P, menor será o o estoque real de moeda , portanto menor será o poder de compra, e menor será a quantidade de bens que poderá ser adquirida.

User badge image

Wiliam

Há mais de um mês

Verdadeiro.

taxas de juros mais baixas aumentam o consumo, o que estimula os empresários a aumentar os preços. Esta última relação será tanto mais forte quanto mais intenso for o crescimento da demanda pelos produtos e serviços.

Quando os empresários produzem mais, além de contratar mais pessoas, eles também compram mais insumos importados. Desse modo, gastam dólares que poderiam ser utilizados para pagar a dívida externa.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas