A maior rede de estudos do Brasil

Como pode saber que a nossa perfuracao ja estamos na camada que ouro

Mineralogia GeralCATOLICASC

1 resposta(s)

User badge image

Sara

Há mais de um mês

Pelo que entendi, você quer determinar, em uma atividade de sondagem para ouro, quando é interceptada uma camada litológica hospedeira do mineral...

Primeiro: Como a sondagem é um dos métodos mais caros de atividade exploratória, em projetos auríferos nunca se determina onde sondar sem que sejam realizados estudos prévios de geofísica e também de geoquímica em amostras de mapeamento superficial, sedimentos de corrente, investigação em poços, trincheiras e de malhas de solo.

Outras commodities permitem a construção de modelos a partir de dados mais simplificados, mas, mesmo considerando apenas as mineralizações de ouro, a determinção da gênese do depósito influencia muito na definição da pesquisa.

Quando se determina o investimento em sondagem, é necessário que se tenha um modelo prévio, no qual já estejam identificados: rocha hospedeira sã e intemperizada; direção e mergulho da rocha sã; geologia e estratigrafia regional e local; 

Quando o modelo oferece o mínimo em confiabilidade, pode-se programar campanhas de sondagem com a localização, inclinação e profundidade dos furos, sendo que seu número também dependerá da área a ser considerada na pesquisa e da etapa do projeto em que você está trabalhando. (exploração? Adição de recursos?  Conversão de recursos? pré-lavra?)

Quando se tem um modelo do depósito, (mesmo sendo um modelo inicial) tem-se determinado por geofísica o comportamento do corpo mineralizado em profundidade. Associando essa informação com conhecimentos estratigráficos locais, já se determina quais as litologias sotopostas e sobrepostas pela mineralização. Além de se considerar os objetivos da sondagem, é claro...

Porém, furos limítrofes de malhas de sondagem costumam ser integralmente amostrados e geoquimicamente testados a fim de que se construa o conhecimento apurado das características da mineralização.

Sei que é meio complexo e que dispus muita informação... mas, espero ter ajudado.

Pelo que entendi, você quer determinar, em uma atividade de sondagem para ouro, quando é interceptada uma camada litológica hospedeira do mineral...

Primeiro: Como a sondagem é um dos métodos mais caros de atividade exploratória, em projetos auríferos nunca se determina onde sondar sem que sejam realizados estudos prévios de geofísica e também de geoquímica em amostras de mapeamento superficial, sedimentos de corrente, investigação em poços, trincheiras e de malhas de solo.

Outras commodities permitem a construção de modelos a partir de dados mais simplificados, mas, mesmo considerando apenas as mineralizações de ouro, a determinção da gênese do depósito influencia muito na definição da pesquisa.

Quando se determina o investimento em sondagem, é necessário que se tenha um modelo prévio, no qual já estejam identificados: rocha hospedeira sã e intemperizada; direção e mergulho da rocha sã; geologia e estratigrafia regional e local; 

Quando o modelo oferece o mínimo em confiabilidade, pode-se programar campanhas de sondagem com a localização, inclinação e profundidade dos furos, sendo que seu número também dependerá da área a ser considerada na pesquisa e da etapa do projeto em que você está trabalhando. (exploração? Adição de recursos?  Conversão de recursos? pré-lavra?)

Quando se tem um modelo do depósito, (mesmo sendo um modelo inicial) tem-se determinado por geofísica o comportamento do corpo mineralizado em profundidade. Associando essa informação com conhecimentos estratigráficos locais, já se determina quais as litologias sotopostas e sobrepostas pela mineralização. Além de se considerar os objetivos da sondagem, é claro...

Porém, furos limítrofes de malhas de sondagem costumam ser integralmente amostrados e geoquimicamente testados a fim de que se construa o conhecimento apurado das características da mineralização.

Sei que é meio complexo e que dispus muita informação... mas, espero ter ajudado.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes