A maior rede de estudos do Brasil

Como os quimiorreceptores periféricos atuam na modulação dos centros respiratórios?

Explique os fatores que atuam na modulação dessa resposta.

Fisiologia I

UNIDERP - ANHANGUERA


2 resposta(s)

User badge image

Vitor Chinelli

Há mais de um mês

Olá Mayara Dias, os quimiorreceptores periféricos detectam diferencas de concentração de ions no nosso corpo. Por exemplo diferença de concentração de o2 e co2... os quimiorreceptores funcionam em sinergia no sistema tampão do nosso corpo, modulando as diferenças de concentração, sendo ativados ou não a depender da demanda do sistema corporal... outrora em casos de aumento do co2 no sangue, o sistema respiratório vai aumentar seu trabalho, e irá ocorrer uma taquipneia, vai haver maior complacência e elastância pulmonar no qual empurrará mais sangue para o coração e consequentemente para o sistema arterial aumentando o debito cardiaco. A nivel de seios carótideos temos barrorreceptores e quimiorreceptores os barorreceptores irão detectar um aumento mesmo que pouco signitifcativo de pressão e os quimiorreceptores os niveis de CO2 E OH (ÁCIDO E BASES) respectivamente. Ativando a via sensoriorrespiratória pneumotáxica que vai enviar uma resposta aferente ao cortex cerebral que irá modular e verificar a melhor estratégia, se é baixar o drive respiratório promovendo uma bradipneia ou se aumenta a eliminação desses ions pelo sistema tampão, logo enviam respostas de modulação para o pulmão, coração e rim, estes em sinergia vc vai ter um bom controle do sistema respiratório. O cortex que vai determinar a melhor estrátegia a ser compreendida.

CONTROLE QUÍMICO DA RESPIRAÇÃO 

Quimiorreceptores
São receptores envolvidos com a percepção dos teores de O2 e CO2 e H São subdivididos quanto à sua localização anatômica em: Periféricos
São subdivididos anatomicamente em CAROTÍDEOS E AÓRTICOS, embora fisiologicamente desempenhem a mesma função. 
Centrais
Estão localizados bilateralmente na face ventral do bulbo e são banhados pelo líquido cefalorraquidiano.
 
Cordialmente, 
João Vitor.
Graduando de Fisioterapia
Universidade Católica do Salvador
 

Olá Mayara Dias, os quimiorreceptores periféricos detectam diferencas de concentração de ions no nosso corpo. Por exemplo diferença de concentração de o2 e co2... os quimiorreceptores funcionam em sinergia no sistema tampão do nosso corpo, modulando as diferenças de concentração, sendo ativados ou não a depender da demanda do sistema corporal... outrora em casos de aumento do co2 no sangue, o sistema respiratório vai aumentar seu trabalho, e irá ocorrer uma taquipneia, vai haver maior complacência e elastância pulmonar no qual empurrará mais sangue para o coração e consequentemente para o sistema arterial aumentando o debito cardiaco. A nivel de seios carótideos temos barrorreceptores e quimiorreceptores os barorreceptores irão detectar um aumento mesmo que pouco signitifcativo de pressão e os quimiorreceptores os niveis de CO2 E OH (ÁCIDO E BASES) respectivamente. Ativando a via sensoriorrespiratória pneumotáxica que vai enviar uma resposta aferente ao cortex cerebral que irá modular e verificar a melhor estratégia, se é baixar o drive respiratório promovendo uma bradipneia ou se aumenta a eliminação desses ions pelo sistema tampão, logo enviam respostas de modulação para o pulmão, coração e rim, estes em sinergia vc vai ter um bom controle do sistema respiratório. O cortex que vai determinar a melhor estrátegia a ser compreendida.

CONTROLE QUÍMICO DA RESPIRAÇÃO 

Quimiorreceptores
São receptores envolvidos com a percepção dos teores de O2 e CO2 e H São subdivididos quanto à sua localização anatômica em: Periféricos
São subdivididos anatomicamente em CAROTÍDEOS E AÓRTICOS, embora fisiologicamente desempenhem a mesma função. 
Centrais
Estão localizados bilateralmente na face ventral do bulbo e são banhados pelo líquido cefalorraquidiano.
 
Cordialmente, 
João Vitor.
Graduando de Fisioterapia
Universidade Católica do Salvador
 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes