A maior rede de estudos do Brasil

quem são os legitimados genericos e especificos para uma ação direta de inconstitucionalidade?

Alguém sabe?

2 resposta(s)

User badge image

Nilson

Há mais de um mês

Podem propor a ação direta de inconstitucionalidade e a ação declaratória de constitucionalidade:

I - o Presidente da República;

II - a Mesa do Senado Federal;

III - a Mesa da Câmara dos Deputados;

IV - a Mesa de Assembléia Legislativa ou da Câmara Legislativa do Distrito Federal;

V - o Governador de Estado ou do Distrito Federal;

VI - o Procurador-Geral da República;

VII - o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil;

VIII - partido político com representação no Congresso Nacional;

IX - confederação sindical ou entidade de classe de âmbito nacional.

Podem propor a ação direta de inconstitucionalidade e a ação declaratória de constitucionalidade:

I - o Presidente da República;

II - a Mesa do Senado Federal;

III - a Mesa da Câmara dos Deputados;

IV - a Mesa de Assembléia Legislativa ou da Câmara Legislativa do Distrito Federal;

V - o Governador de Estado ou do Distrito Federal;

VI - o Procurador-Geral da República;

VII - o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil;

VIII - partido político com representação no Congresso Nacional;

IX - confederação sindical ou entidade de classe de âmbito nacional.

User badge image

Especialistas PD

Há mais de um mês

Legitimados genéricos ou universais são aqueles que podem propor a ADI sem que precisem demonstrar interesse de agir. É o caso do Presidente da República, Mesa da Câmara, Mesa do Senado, PGR, Partido Político com representação no Congresso e o Conselho Federal da OAB.

Por outro lado, legitimados específicos ou não universais são aqueles que precisam demonstrar interesse de agir, ou seja, pertinência temática. É o caso do Governador dos Estados e DF; Mesa das Assembleias estaduais e distrital; confederação sindical ou entidade de classe de âmbito nacional.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes