A maior rede de estudos do Brasil

Quais são as proteínas do complemento que formam o MAC?


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O MAC, ou complexo de ataque a membrana, é uma proteína que pertence ao sistema imunológico e tem como objetivo atacar a membrana das bactéria, no caso, agente patógeno que invasores. Essa estrutura proteica se acopla à membrana da bactéria e vi abrir um caminho para a livre troca de partículas entre o interior da bactéria e o organismo invadido, e, se obtiver sucesso, "matar" o organismo invasor. O complexo de ataque à membrana (MAC) é composto por quatro proteínas sendo elas: C5b, C6, C7, eC8. Essas diversas proteínas atuam em conjunto para o processo de ataque ao organismo invasor (bactéria).
O MAC, ou complexo de ataque a membrana, é uma proteína que pertence ao sistema imunológico e tem como objetivo atacar a membrana das bactéria, no caso, agente patógeno que invasores. Essa estrutura proteica se acopla à membrana da bactéria e vi abrir um caminho para a livre troca de partículas entre o interior da bactéria e o organismo invadido, e, se obtiver sucesso, "matar" o organismo invasor. O complexo de ataque à membrana (MAC) é composto por quatro proteínas sendo elas: C5b, C6, C7, eC8. Essas diversas proteínas atuam em conjunto para o processo de ataque ao organismo invasor (bactéria).
User badge image

Junio

Há mais de um mês

Via Alternativa

Esta via foi denominada alterna por razões históricas, por ter sido descoberta após a via clássica. A ativação desta via inicia-se a partir da hidrólise espontânea tiol-éster localizada na cadeia alfa do componente C3, gerando o C3(H20).Esta molécula exibe sítios reativos que permite a ligação de uma proteína plasmática, fator B (fB), formando o complexo C3(H2O)B. O fB então é clivado por uma enzima denominada fator D (fD). Esta clivagem origina 2 fragmentos Ba e Bb. O fragmento Bb fica ligado a C3(H2O), gerando o C3(H2O)Bb, que na presença de íons Mg++, tem atividade serino-protease, clivando o C3 em C3a e C3b. Assim como o C3(H2O), C3b também apresenta sítio de ligação com o fB. Formando o complexo C3bBb, após clivagem do fB em fBb e fBa pelo fD. O C3bBb atua então como C3 convertase, clivando mais moléculas de C3, formando C3bBb3b que cliva C5 em C5a e C5b. O fragmento C5b permanece ligado ao complexo e os outros componentes (C6,C7, C8 e C9)se ligam para a formação MAC

Complexo de Ataque à Membrana (MAC)

A clivagem de C5 pela C5-convertase produz C5a, que é lançado nas vizinhanças do plasma onde é uma potente anafilatoxina (como C3a) e uma agente quimiotático para neutrófilos; C5b, que serve como uma âncora para a formação de uma única estrutura composta por C6, C7 e C8.

O complexo resultante C5b-6-7-8 guia a polimerização de até 18 moléculas de C9 em um tubo inserido na bicamada lipídica da membrana plasmática. Esse tubo forma um canal permitindo a passagem de íons e pequenas moléculas. Água entra na célula por osmose e a célula sofre lise.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas