A maior rede de estudos do Brasil

Para brincar é preciso ter brinquedo?

PedagogiaHumanas / Sociais

5 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O ato de brincar é de extrema importância para o desenvolvimento das crianças. É através dessas brincadeiras que elas desenvolvem coordenação, se tornam curiosas, aprendem novas formas de fazer as coisas, interagem socialmente, etc.


No geral, as brincadeiras partem da criatividade das crianças, ou seja, da sua imaginação. Nesse sentido, o ato de brincar não necessita de um brinquedo e, inclusive, muitos educadores defendem o menor uso desses objetos no aprendizado da criança.


Isso ocorre porque quanto menos brinquedo houver em uma brincadeira, maior o estimulo a criatividade infantil e, com isso, maior o desenvolvimento cognitivo da criança. É da ausência de brinquedos que a criança é capaz de construir, imaginar, criar regras, desfazer, opinar, etc.


Portanto, para brincar não é preciso ter brinquedo.

O ato de brincar é de extrema importância para o desenvolvimento das crianças. É através dessas brincadeiras que elas desenvolvem coordenação, se tornam curiosas, aprendem novas formas de fazer as coisas, interagem socialmente, etc.


No geral, as brincadeiras partem da criatividade das crianças, ou seja, da sua imaginação. Nesse sentido, o ato de brincar não necessita de um brinquedo e, inclusive, muitos educadores defendem o menor uso desses objetos no aprendizado da criança.


Isso ocorre porque quanto menos brinquedo houver em uma brincadeira, maior o estimulo a criatividade infantil e, com isso, maior o desenvolvimento cognitivo da criança. É da ausência de brinquedos que a criança é capaz de construir, imaginar, criar regras, desfazer, opinar, etc.


Portanto, para brincar não é preciso ter brinquedo.

User badge image

Valquíria

Há mais de um mês

Não, a criança entende que qualquer pedaço de pano vira boneca e qualquer tampa de panela vira volante. o lúdico não se limita ao brinquedo, o brinquedo é apenas mais das peças de um mundo imaginário, onde ate o tapete da vovó vira o tapete do Aladim e sai voando.

User badge image

Camila

Há mais de um mês

Acho que não necessariamente, pois o brincar está ligado a qualquer tipo de brincadeira que a criança mesmo cria ou algum colega a ensina ou a algum objeto que ela mesmo pega e aquilo como em um passe de mágica vira um brinquedo. Um cabide, por exemplo, pode se transformar em um instrumento musical o qual a criança pega e brinca de tocá-lo como se aquilo fosse verdadeiramente um instrumento. E isso é importante porque dá o poder à criança para tomar decisões, expressar  sentimentos e valores, conhecer a si, os outros e o mundo,  repetir ações prazerosas, partilhar brincadeiras com o outro, expressar sua individualidade e identidade, explorar o mundo dos objetos, das pessoas, da natureza e da cultura para compreendê-lo, usar o corpo, os sentidos, os movimentos, as várias linguagens para experimentar situações que lhe chamem a atenção, solucionar problemas e criar.

 

 

 

User badge image

Andre

Há mais de um mês

O ato de brincar é de extrema importância para o desenvolvimento das crianças. É através dessas brincadeiras que elas desenvolvem coordenação, se tornam curiosas, aprendem novas formas de fazer as coisas, interagem socialmente, etc.


No geral, as brincadeiras partem da criatividade das crianças, ou seja, da sua imaginação. Nesse sentido, o ato de brincar não necessita de um brinquedo e, inclusive, muitos educadores defendem o menor uso desses objetos no aprendizado da criança.


Isso ocorre porque quanto menos brinquedo houver em uma brincadeira, maior o estimulo a criatividade infantil e, com isso, maior o desenvolvimento cognitivo da criança. É da ausência de brinquedos que a criança é capaz de construir, imaginar, criar regras, desfazer, opinar, etc.


Portanto, para brincar não é preciso ter brinquedo.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas