A maior rede de estudos do Brasil

Realize um resumo em uma lauda apresentando as principais diferenças metodologicas quanto ao ensino da lingua portuguesa para ouvintes e surdos

PedagogiaAnhanguera

5 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A Educação Especial é sustentada pela Lei de Diretrizes e Bases, LDB, no capítulo V, e é relatada como “a modalidade de educação escolar oferecida preferencialmente na rede regular de ensino, para educandos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação.”


Durante muito tempo, os surdos foram considerados incapazes de aprenderem a língua portuguesa pelo fato de não ouvirem e não adquirirem a linguagem oral. Essa realidade começou a mudar depois de 1960 em que o ensino passou a se utilizar de gestos, no Brasil denominada LIBRAS (língua brasileira de sinais).


Assim, diferente do ensino para ouvintes, os surdos aprendem a língua portuguesa por meio da LIBRAS, cuja as principais diferenças são:

  • Enquanto a linguagem oral apresenta ambiguidades, a LIBRAS as excluem;

  • A LIBRAS atribui um valor linguístico para as expressões faciais, enquanto que para linguagem oral isso não é relevante

  • Na linguagem oral a escrita é alfabética, enquanto na linguagem de sinais não.

A Educação Especial é sustentada pela Lei de Diretrizes e Bases, LDB, no capítulo V, e é relatada como “a modalidade de educação escolar oferecida preferencialmente na rede regular de ensino, para educandos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação.”


Durante muito tempo, os surdos foram considerados incapazes de aprenderem a língua portuguesa pelo fato de não ouvirem e não adquirirem a linguagem oral. Essa realidade começou a mudar depois de 1960 em que o ensino passou a se utilizar de gestos, no Brasil denominada LIBRAS (língua brasileira de sinais).


Assim, diferente do ensino para ouvintes, os surdos aprendem a língua portuguesa por meio da LIBRAS, cuja as principais diferenças são:

  • Enquanto a linguagem oral apresenta ambiguidades, a LIBRAS as excluem;

  • A LIBRAS atribui um valor linguístico para as expressões faciais, enquanto que para linguagem oral isso não é relevante

  • Na linguagem oral a escrita é alfabética, enquanto na linguagem de sinais não.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

A Educação Especial é sustentada pela Lei de Diretrizes e Bases, LDB, no capítulo V, e é relatada como “a modalidade de educação escolar oferecida preferencialmente na rede regular de ensino, para educandos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação.”


Durante muito tempo, os surdos foram considerados incapazes de aprenderem a língua portuguesa pelo fato de não ouvirem e não adquirirem a linguagem oral. Essa realidade começou a mudar depois de 1960 em que o ensino passou a se utilizar de gestos, no Brasil denominada LIBRAS (língua brasileira de sinais).


Assim, diferente do ensino para ouvintes, os surdos aprendem a língua portuguesa por meio da LIBRAS, cuja as principais diferenças são:

  • Enquanto a linguagem oral apresenta ambiguidades, a LIBRAS as excluem;

  • A LIBRAS atribui um valor linguístico para as expressões faciais, enquanto que para linguagem oral isso não é relevante

  • Na linguagem oral a escrita é alfabética, enquanto na linguagem de sinais não.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

A Educação Especial é sustentada pela Lei de Diretrizes e Bases, LDB, no capítulo V, e é relatada como “a modalidade de educação escolar oferecida preferencialmente na rede regular de ensino, para educandos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação.”


Durante muito tempo, os surdos foram considerados incapazes de aprenderem a língua portuguesa pelo fato de não ouvirem e não adquirirem a linguagem oral. Essa realidade começou a mudar depois de 1960 em que o ensino passou a se utilizar de gestos, no Brasil denominada LIBRAS (língua brasileira de sinais).


Assim, diferente do ensino para ouvintes, os surdos aprendem a língua portuguesa por meio da LIBRAS, cuja as principais diferenças são:

  • Enquanto a linguagem oral apresenta ambiguidades, a LIBRAS as excluem;

  • A LIBRAS atribui um valor linguístico para as expressões faciais, enquanto que para linguagem oral isso não é relevante

  • Na linguagem oral a escrita é alfabética, enquanto na linguagem de sinais não.

User badge image

Renata

Há mais de um mês

Carol da uma olhada no facebook Professores da Educação Infantil.Curte essa pag

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas