A maior rede de estudos do Brasil

A interação AG-AC acontece de que forma?

Imunologia BásicaUNINASSAU ARACAJU

2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A ligação do antígeno com o anticorpo se dá pela formação de múltiplas ligações não-covalentes entre radicais do antígeno e aminoácidos do anticorpo, do local de união. Embora as forças de atração envolvidas nestas uniões (especialmente pontes de hidrogênio, forças eletrostáticas, forças de Van der Waals) sejam individualmente fracas, em comparação com as ligações covalentes, a multiplicidade das ligações resulta em uma energia de ligação suficientemente forte.


A força de ligação entre anticorpo e antígeno é denominada afinidade. Esta força é comumente representada pela dissociação constante, ou seja, o Kd, é capaz de descrever a concentração dos antígenos necessária para ocupar os locais de ligação de ½ das moléculas de anticorpos presentes em uma solução com anticorpo.


Para anticorpos específicos para antígenos naturais, o Kd usualmente varia de 10-7 a 10-11M. O soro de um indivíduo imunizado conterá uma mistura de anticorpos com diferentes afinidades ao antígeno de determinado patógeno.

A ligação do antígeno com o anticorpo se dá pela formação de múltiplas ligações não-covalentes entre radicais do antígeno e aminoácidos do anticorpo, do local de união. Embora as forças de atração envolvidas nestas uniões (especialmente pontes de hidrogênio, forças eletrostáticas, forças de Van der Waals) sejam individualmente fracas, em comparação com as ligações covalentes, a multiplicidade das ligações resulta em uma energia de ligação suficientemente forte.


A força de ligação entre anticorpo e antígeno é denominada afinidade. Esta força é comumente representada pela dissociação constante, ou seja, o Kd, é capaz de descrever a concentração dos antígenos necessária para ocupar os locais de ligação de ½ das moléculas de anticorpos presentes em uma solução com anticorpo.


Para anticorpos específicos para antígenos naturais, o Kd usualmente varia de 10-7 a 10-11M. O soro de um indivíduo imunizado conterá uma mistura de anticorpos com diferentes afinidades ao antígeno de determinado patógeno.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas