A maior rede de estudos do Brasil

A fosforilação da glicose a partir dr fosfato inorganico é uma reação termodinamicamente desfavoravel. Como é possivel a sua realização na celula ?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

fosforilação  é o processo bioquímico que envolve a adição de fosfato a um composto orgânico. Exemplos incluem a adição de fosfato à glicose para produzir monofosfato de glicose e a adição de fosfato ao difosfato de adenosina (ADP) para formar trifosfato de adenosina (ATP). A fosforilação é realizada através da ação de enzimas conhecidas como fosfotransferases ou quinases.


Embora a fosforilao seja uma modificao p-traduo prevalente para regular a funo da protea, esta ocorre apenas nas cadeias laterais de tr aminoidos, serina, treonina e tirosina, em culas eucariicas. Esses aminoácidos têm um grupo nucleofílico que ataca o grupo fosfato terminal no trifosfato de adenosina doador de fosforila universal (ATP), resultando na transferência do grupo fosfato para a cadeia lateral do aminoácido .


Esta transferência é facilitada pelo magnésio , que quela os grupos γ e β-fosfato para reduzir o limiar para a transferência de fosforilo para o grupo nucleofílico. Essa reação é unidirecional devido à grande quantidade de energia livre que é liberada quando a ligação fosfato-fosfato no ATP é quebrada para formar o difosfato de adenosina (ADP) e realizar a fosforilação da glicose.

fosforilação  é o processo bioquímico que envolve a adição de fosfato a um composto orgânico. Exemplos incluem a adição de fosfato à glicose para produzir monofosfato de glicose e a adição de fosfato ao difosfato de adenosina (ADP) para formar trifosfato de adenosina (ATP). A fosforilação é realizada através da ação de enzimas conhecidas como fosfotransferases ou quinases.


Embora a fosforilao seja uma modificao p-traduo prevalente para regular a funo da protea, esta ocorre apenas nas cadeias laterais de tr aminoidos, serina, treonina e tirosina, em culas eucariicas. Esses aminoácidos têm um grupo nucleofílico que ataca o grupo fosfato terminal no trifosfato de adenosina doador de fosforila universal (ATP), resultando na transferência do grupo fosfato para a cadeia lateral do aminoácido .


Esta transferência é facilitada pelo magnésio , que quela os grupos γ e β-fosfato para reduzir o limiar para a transferência de fosforilo para o grupo nucleofílico. Essa reação é unidirecional devido à grande quantidade de energia livre que é liberada quando a ligação fosfato-fosfato no ATP é quebrada para formar o difosfato de adenosina (ADP) e realizar a fosforilação da glicose.

User badge image

Leoto

Há mais de um mês

Torna-se possível porque o fosfato é oriundo da reação de hidrólise do ATP. A reação de hidrólise do ATP é uma reação exergônica, isto é, libera energia. Essa energia impulsiona a fosforilação da glicose.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas