A maior rede de estudos do Brasil

Por que diminuir exportações não é aconselhável?

A partir da determinação da renda nacionla, pelo modelo macroeconômico básico de Keynes, em uma economia de inflação (pleno emprego), VASCONCELLOS cita 3 medidas fiscais puras para serem aplicadas para equilíbrio da economia: incentivo às importações, aumento dos tributos para inibir consumo e diminuição dos gastos do governo. ao contrário, numa economia em desemprego, ele recomendou aumentar os gastos, exportações, e diminuir importações e tributos. por que numa economia em inflação não seria recomendável também diminuir as exportações?

Economia I

UNIVAP


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

As exportações são um dos componentes do PIB e, portanto, aumentos das exportações contribuem para aumentar o crescimento da economia. Somado a isso, as empresas que produzem para o mercado interno e também para o mercado externo, acabam por fazer cálculos para saber se é melhor direcionar sua produção para exportação ou para venda interna. Dito isso, não é aconselhável diminuir as exportações, pois isso acaba afetando o crescimento econômico e prejudicando a indústria. Com efeito, diminuir as exportações também possui efeito sobre a balança comercial, pois significa aumento do déficit ou queda do superávit, prejudicando a conta corrente e piorando a dependência em relação a capitais estrangeiros para o fechamento do balanço de pagamentos. Em uma economia com pleno emprego, não é necessário diminuir as exportações pois esta não afeta a demanda interna, já que quem consome esses produtos são os consumidores estrangeiros, por outro lado um incentivo às importações pode auxiliar no aumento da oferta de produtos internamente e ainda estimular uma queda dos preços internos.

As exportações são um dos componentes do PIB e, portanto, aumentos das exportações contribuem para aumentar o crescimento da economia. Somado a isso, as empresas que produzem para o mercado interno e também para o mercado externo, acabam por fazer cálculos para saber se é melhor direcionar sua produção para exportação ou para venda interna. Dito isso, não é aconselhável diminuir as exportações, pois isso acaba afetando o crescimento econômico e prejudicando a indústria. Com efeito, diminuir as exportações também possui efeito sobre a balança comercial, pois significa aumento do déficit ou queda do superávit, prejudicando a conta corrente e piorando a dependência em relação a capitais estrangeiros para o fechamento do balanço de pagamentos. Em uma economia com pleno emprego, não é necessário diminuir as exportações pois esta não afeta a demanda interna, já que quem consome esses produtos são os consumidores estrangeiros, por outro lado um incentivo às importações pode auxiliar no aumento da oferta de produtos internamente e ainda estimular uma queda dos preços internos.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

As exportações são um dos componentes do PIB e, portanto, aumentos das exportações contribuem para aumentar o crescimento da economia. Somado a isso, as empresas que produzem para o mercado interno e também para o mercado externo, acabam por fazer cálculos para saber se é melhor direcionar sua produção para exportação ou para venda interna. Dito isso, não é aconselhável diminuir as exportações, pois isso acaba afetando o crescimento econômico e prejudicando a indústria. Com efeito, diminuir as exportações também possui efeito sobre a balança comercial, pois significa aumento do déficit ou queda do superávit, prejudicando a conta corrente e piorando a dependência em relação a capitais estrangeiros para o fechamento do balanço de pagamentos. Em uma economia com pleno emprego, não é necessário diminuir as exportações pois esta não afeta a demanda interna, já que quem consome esses produtos são os consumidores estrangeiros, por outro lado um incentivo às importações pode auxiliar no aumento da oferta de produtos internamente e ainda estimular uma queda dos preços internos.

User badge image

Maisson Alencar

Há mais de um mês

As exportações, de modo geral, beneficiam o país como um todo, promovem o ingresso de divisas, a geração e manutenção de emprego e renda, o aumento na qualificação dos recursos humanos, a evolução e o crescimento do parque industrial e do universo empresarial como um todo.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

As exportações são um dos componentes do PIB e, portanto, aumentos das exportações contribuem para aumentar o crescimento da economia. Somado a isso, as empresas que produzem para o mercado interno e também para o mercado externo, acabam por fazer cálculos para saber se é melhor direcionar sua produção para exportação ou para venda interna. Dito isso, não é aconselhável diminuir as exportações, pois isso acaba afetando o crescimento econômico e prejudicando a indústria. Com efeito, diminuir as exportações também possui efeito sobre a balança comercial, pois significa aumento do déficit ou queda do superávit, prejudicando a conta corrente e piorando a dependência em relação a capitais estrangeiros para o fechamento do balanço de pagamentos. Em uma economia com pleno emprego, não é necessário diminuir as exportações pois esta não afeta a demanda interna, já que quem consome esses produtos são os consumidores estrangeiros, por outro lado um incentivo às importações pode auxiliar no aumento da oferta de produtos internamente e ainda estimular uma queda dos preços internos.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas