A maior rede de estudos do Brasil

ALGUÉM TEM AS QUESTÕES DESTA DISCIPLINA? Educação Física Escolar no Ensino Fundamental


4 resposta(s)

User badge image

Harison

Há mais de um mês

1.Quando um professor que atua no Ensino Médio dificulta ou proíbe a participação de um aluno deficiente em suas aulas, ele está contribuindo para:

Assinale a alternativa correta:

A)Proteger este corpo de constrangimentos frente a atividades que ele não logrará fazer.

B)Proteger este corpo de discriminação dos colegas de classe.

C)Seguir promovendo a eugenia e assepsia dos corpos.

D)Proteger este corpo de possíveis acidentes que podem danar ainda mais a condição de deficiência desse aluno.

2.O conteúdo “lutas”, por vezes, encontra pouco espaço nas aulas de Educação Física escolar. Muito se discute sobre a falta de vivência pessoal dos professores com esse elemento da cultura e a associação entre o conteúdo e a violência e agressividade poderiam ser restritivos ao trato pedagógico das lutas como prática corporal a ser ensinada na escola.

 A escolha pelo conteúdo lutas nas aulas de Educação Física se deve ao seguinte critério pedagógico:

Assinale a alternativa correta:

A) Apesar de ser um elemento da cultura corporal, os limites citados realmente impõem restrições ao ensino.

B) Os estudantes têm o direito de aprender a lutar e aprender a se defender.

C)A escolha desse conteúdo exige que o professor já tenha praticado lutas para uma melhor organização metodológica do ensino.

D)É um elemento da cultura corporal que deve receber trato e organização metodológica de acordo com uma concepção de ensino da Educação Física.

3.A meu ver, as diferenças não podem ser apresentadas nem descritas em termos de melhor e/ou pior, bem e/ou mal, superior e/ou inferior, positivas e/ou negativas, maioria e/ou minoria etc. São simplesmente – porém não simplificadamente –, diferenças. Mas, o fato de traduzir algumas dessas diferenças como “diferentes” – e já não simplesmente como diferenças – volta a posicionar essas marcas, essas identidades, esse “ser diferença” como contrárias, como opostas e negativas à ideia de “norma”, do “normal” e, então, daquilo que é pensado e fabricado como “correto”, o “positivo”, o “melhor” etc.

SKLIAR, C. A inclusão é “nossa” e a diferença é do “outro”. In: RODRIGUES, D. Educação e inclusão: doze olhares sobre a educação inclusiva. São Paulo: Summus, 2006.

Maria Alice é uma menina de 10 anos que frequenta a 4ª série. Num jogo durante a aula de Educação Física ela comete um erro e um de seus colegas de turma grita: “essa negra ***** não serve para jogar na nossa equipe!”. Que tipo de atitude o professor deve tomar frente ao ocorrido:

Assinale a alternativa correta: 

A)Conversar com a turma sobre o ocorrido. Tratar sobre as questões de preconceito relativas à raça. Nas próximas aulas, trabalhar com acontecimentos ligados ao racismo no esporte a fim de promover a cultura do respeito ao diferente e à diferença.

B)Deve parar a aula e levar a turma toda de volta para a sala de aula como forma de castigo pelo ocorrido.

C) O professor deve colocar de castigo o aluno que efetivou a violência simbólica sobre Maria Alice.

D) O professor não deve dar importância. Afinal, todos estão expostos a deboches oriundos de nossa aparência corporal. Até o Pelé já foi vítima de racismo.

4.A criança não pode ser considerada somente como um mero dado natural (ainda que do ponto de vista biológico e orgânico o “ser criança” seja atravessado por um fato natural), mas também um dado social, historicamente construído a partir dos interesses sociais, econômicos, culturais, políticos ou outros de uma dada sociedade, num determinado tempo e lugar.

BUSS, M. S.; ROCHA, E. A. C. Crianças, infâncias, educação e corpo. Revista Nuances, v. 14, n. 15. 2007.

“O professor de Educação Física, ao elaborar práticas corporais para a Educação Infantil, não pode reduzir a criança à sua dimensão biológica”.

Defendemos este pressuposto, pois a dimensão biológica do corpo o expressa tão somente como:

Assinale a alternativa correta:

A)Superficial, afinal uma prótese pode substituir a falta de uma perna.

B)Variável, afinal uma criança pode viver e se socializar mesmo com uma deficiência visual.

C)Universal, logo toda criança seria igual.

D) Complexo, logo toda criança seria única.

5.Reflexos primitivos/arcaicos estão intimamente relacionados à alimentação e proteção do bebê. Movimentos que facilitam atos como a amamentação, a busca e a sucção, proteção (sustos), preensão palmar, preensão planar e firmeza do pescoço, ou seja, tudo engloba o ato de alimentar e proteger-se. Envolve ainda mobilidade dos olhos e do pescoço na procura do alimento, sucção para sugar o alimento, reflexo nas mãos para pegar o alimento e proteger-se, e nos pés para proteção.

Assinale a alternativa que contém reflexos primitivos e arcaicos: 

A) Reflexo corretivo labiríntico. Reflexo de engatinhar.

B) Reflexos de busca e sucção. Reflexo de Babinski.

C)Reflexo de amortecimento e de apoio. Reflexo de preensão palmar.

D)Reflexo de Babinski. Reflexo corretivo labiríntico.

6.“Quanto a mim, valorizo o sono tranquilo, coisa que nunca se celebrou nas Olimpíadas, mas que deveria ser um dos grandes direitos universais dos seres humanos. Poucas pessoas, neste mundo, irão jamais correr os 100 metros rasos, mas todos temos que dormir... Porém, não me consta que coisas relativas ao dormir bem se encontre nos currículos da Educação Física. Talvez porque não se considere que o corpo dormindo seja corpo.”

ALVES, Rubem. O corpo e as palavras. In: BRUHNS, Heloisa Turini. (Org.). Conversando sobre o corpo. Campinas/SP: Papirus, 1986, p. 17-42.

A Educação Física tem um vínculo histórico com a ideia de corpo a partir do movimento e atividades físicas voltadas para o aprimoramento técnico e rendimento esportivo.

A crítica expressa pelo texto de Rubem Alves denuncia o quê?

Assinale a alternativa correta: 

A) As aulas de Educação Física deveriam ser utilizadas para tratar de alimentação e sono. Afinal, são estas necessidades primárias de um corpo.

B) A competição não deveria fazer parte das aulas de Educação Física.

C) O professor de Educação Física não deveria ensinar esportes na escola.

D) A esportivização e o tecnicismo no modo com que a Educação Física olha e atua sobre o corpo.

7.“[...] trata-se, antes de tudo, de um objeto que a criança manipula livremente, sem estar condicionado às regras ou a princípios de utilização de outra natureza”.

BROUGÈRE, Gilles. Brinquedo e Cultura. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

A enunciação acima de Gilles Brougère diz respeito ao conceito de:

Assinale a alternativa correta:

A) Jogo.

B)Lúdico.

C)Brinquedo.

D)Brincadeira.

8“[...] poderíamos considerá-lo uma atividade livre, conscientemente tomada como ‘não séria’ e exterior à vida habitual, mas ao mesmo tempo capaz de absorver o jogador de maneira intensa e total. É uma atividade desligada de todo e qualquer interesse material, com a qual não se pode obter qualquer lucro, praticada dentro de limites espaciais e temporais próprios, segundo uma certa ordem e certas regras”.

HUIZINGA, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 1990.

A enunciação acima de Johan Huizinga diz respeito ao conceito de:

Assinale a alternativa correta:

A) Brincadeira.

B)Lúdico.

C)Jogo.

D)Brinquedo.

9.“A Educação Física se caracterizou como um componente curricular secundarizado na organização escolar. E isso não é aleatório, é fruto de uma questão histórica estabelecida na relação escola e sociedade. Nessa relação, a organização da escola, de uma forma geral, deixou em segundo plano aqueles componentes entendidos como atividade. Pelo fato de a Educação Física lidar com os aspectos que dizem respeito à dimensão afeita ao corpo, o desprestígio foi ainda maior, já que o espaço da aula convencional, da escola tradicional, era, e ainda é, o espaço da matrícula da mente humana, do intelecto, como se tais atribuições eximissem a Educação Física de oferecer aos alunos uma reflexão acerca de um corpo de conhecimentos, como se a cognição fosse a única dimensão a compor o ser humano de uma forma geral, como se o intelecto fosse apenas informação, como se a mente humana não fosse corpo.” (SOUZA JUNIOR, 2006, p. 152).

Sobre a caracterização das concepções de ensino da Educação Física escolar, assinale V para verdadeiro e F para falso nos itens que seguem:

( ) A abordagem crítico-superadora não considera o processo de transformação social, mas o processo de autonomia dos estudantes no universo da cultura corporal de movimento.

( ) O se-movimentar humano ou a cultura de movimento é definido como o objeto da Educação Física segundo a abordagem crítico-emancipatória.

( ) A concepção de aulas abertas considera a possibilidade de formação dos estudantes como sujeitos autônomos e críticos, por isso ela se caracteriza como uma abordagem que acata a participação e decisão dos estudantes no processo de ensino.

( ) As abordagens críticas consideram a cultura corporal como uma dimensão da cultura, levando em conta os aspectos sociopolítico-econômicos de suas manifestações.

Assinale a alternativa com a sequência correta:

A) V - F - F - V.

B) F - F - V - V.

C)F - V - V - V.

D) V - V - V - F.

10.Reflexos posturais “estão associados ao comportamento motor voluntário posterior e devem ser cuidadosamente estudados por todos que se interessam pelo desenvolvimento de padrões voluntários de movimento”.

GALLAHUE, D. L.; OZMUN, J. C. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. Tradução Maria Aparecida da Silva Pereira Araujo, Juliana de Medeiros Ribeiro e Juliana Pinheiros Souza e Silva. 3. ed. São Paulo: Phorte, 2005.

Assinale a alternativa abaixo que apresenta somente “reflexos posturais”: 

A)Reflexo corretivo labiríntico. Reflexo de engatinhar.

B)Reflexo de engatinhar. Reflexo de sucção.

C) Reflexo de amortecimento e de apoio. Reflexo de preensão palmar.

D) Reflexo de Babinski. Reflexo corretivo labiríntico.

11.Brincar não é uma dinâmica interna do indivíduo, mas uma atividade dotada de uma significação social precisa que, como outras, necessita de aprendizagem.”

BROUGÈRE, Gilles. A criança e a cultura lúdica. Revista da Faculdade de Educação, São Paulo, v. 24 n. 2, jul./dez. 1998.

A dimensão do brincar não está descolada do contexto do ser humano que brinca, desta forma, o ser faz-se necessário ser “educado” para brincar. Essa afirmação nos permite entender que:

Assinale a alternativa correta: 

A) Que brincar de algo ou com alguma coisa pressupõe uma enunciação de sentido, na medida em que brinquedo/brincadeira são reflexos vetoriais de um contexto.

B) A menina já nasce predisposta a brincar de boneca por ser mulher e o menino já nasce predisposto a brincar de carrinho por ser homem.

C)Que quando uma criança imigrante de outro país chega à sua escola, ela deve brincar em separado com brinquedos que trouxe de seu país. Afinal, brinquedos de outras culturas não devem ser inseridos no ambiente escolar de crianças com nacionalidade ou regionalidade diferente.

D)Que crianças com menor poder aquisitivo não devem brincar com brinquedos de crianças ricas, pois esses brinquedos não fazem parte de seu contexto.

12.Se pensarmos o humano sob uma perspectiva histórico-filosófica ocidental, vamos perceber que o mesmo sempre foi tratado a partir de duas esferas: a res extensa (parte material: o corpo) e a res cogitans (parte imaterial: a mente). Mais importante que esta cisão é a observação de que no tratamento distinto entre ambos o corpo sempre foi relegado a uma condição menor e negativa.

A Educação escolar está pautada historicamente nessa herança filosófica racionalista que valoriza as atividades mentais em detrimento das práticas corporais.

Isso fica evidenciado em qual afirmação abaixo?

Assinale a alternativa correta: 

A)Educação Física e Artes não são tão importantes. Na escola deve-se priorizar as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática.

B)O professor de Educação Física deveria liberar os alunos/as de suas aulas, principalmente aqueles/as que já treinam alguma modalidade esportiva.

C)Todas as afirmativas estão corretas.

D) O professor de Educação Física pode ficar com as turmas do professor que faltou num determinado dia. Ele dá uma bola e deixa os alunos brincarem.

13.Num dos capítulos do livro organizado por Tizuko Morchida Kishimoto, cujo título é “Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação”, ela apresenta e conceitua vários tipos de brincadeiras. Dentre elas, apresenta as brincadeiras tradicionais infantis que estão ligadas ao folclore e à oralidade, incorpora a mentalidade popular e guarda a produção espiritual de um povo em certo período histórico.

KISHIMOTO, T. M. O jogo e a educação infantil. In: KISHIMOTO, T. M. (org). Jogo, brinquedo, brincadeira e educação. 9ª ed. São Paulo: Cortez, 2008, p. 13-44.

Assinale a alternativa que contém “brincadeiras tradicionais infantis”: 

A)Peteca Amarelinha. Cantigas de Roda.

B) Xadrez. Pião. Gangorra.

C) Jogo de encaixe. O conto da “Branca de Neve e os Sete anões”. Peteca.

D)Brinquedos cantados. Quebra-cabeça. Pião.

14."A zona de desenvolvimento proximal é a distância entre o nível de desenvolvimento atual determinado pela resolução independente de problemas e o nível de desenvolvimento potencial determinado pela resolução de problemas sob orientação ou em colaboração com parceiros mais capazes".

VYGOTSKY, Lev Semenovich. Formação social da mente. 4ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

Responda baseado no conceito de “zona de desenvolvimento proximal” de Vygotsky. Se de uma turma de 21 alunos, quatro deles não conseguirem assimilar as regras de um jogo de tabuleiro, o que o professor de Educação Física deve fazer?

Assinale a alternativa correta: 

A)O professor deve ignorar que os alunos não conseguiram alcançar o entendimento do jogo e partir para jogos seguintes mais complexos, afinal, todo conteúdo precisa ser dado até o final do ano.

B) Dar uma cartilha com as regras do jogo para esses quatro alunos estudarem em casa para que na próxima aula o professor possa ver se aprenderam.

C) Organizar grupos em que os alunos que aprenderam as regras do jogo auxiliem os alunos que não lograram compreendê-las.

D) Mudar a atividade, afinal, no processo de ensino-aprendizagem o aluno não deve ser exposto a situações de frustração.

15.“O habitus representa a naturalização dos comportamentos sociais de um grupo, depositada em cada organismo sob a forma de esquemas de percepção, apreciação e ação que tendem, com mais firmeza do que todas as normas explícitas (aliás, geralmente congruentes com essas disposições), a assegurar a conformidade das práticas para além das gerações”.

BOURDIEU, Pierre. Escritos de Educação. In: NOGUEIRA, M. A.; CATANI, A. (Orgs.). As categorias do juízo professoral. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 1998, p. 185-216.

Quando pensamos na “cultura escolar” sob a ótica da Educação Física, visualizamos uma preocupação exacerbada voltada aos tecnicismos e à monocultura do esporte. O conceito de “habitus” do sociólogo francês Pierre Bourdieu nos mostra como o papel do professor de Educação Física é importante para significar no aluno um esquema de percepção sobre o que esta prática significa.

Contra esta cisão reducionista de Educação Física, as práticas corporais na Educação Infantil pré-escolar devem estar preocupadas com:

Assinale a alternativa correta:

A)Disponibilizar brinquedos para que as crianças brinquem, afinal, a criança nesta idade só quer brincar e isso ela já sabe por sua própria natureza.

B)As três principais preocupações nessa faixa etária, no que tange às práticas corporais, devem estar pautadas em: Cuidar para que a criança seja alimentada a cada três ou quatro horas. Estipular horários para que ela possa dormir na escola, principalmente após se alimentar. Vigiar e manter a criança limpa (afinal, ela ainda não tem idade para higienizar-se sozinha).

C)Desenvolver atividades pautadas em aspectos lúdicos ligados ao brincar. No entanto, esse brincar precisa ter relação com a ideia de experimentar uma brincadeira mais do que necessariamente se apropriar de uma determinada técnica que o brinquedo manipulado exige. Além disso, a brincadeira deve estar relacionada com o processo de interação da criança ao meio social para além dos muros da família.

D)Desenvolver atividades técnicas motoras que capacitem a criança a chegar no Ensino Fundamental com vocabulário motor para escolher um esporte e se dedicar a ele. Afinal, a Educação Física brasileira deve se preocupar com a formação de atletas para os grandes eventos desportivos.

16.Ser levados, embalados, acariciados, pegos, massageados constitui, para os bebês, alimentos tão indispensáveis, senão mais, do que vitaminas, sais minerais e proteínas. Se for privada disso tudo e do cheiro, do calor e da voz que ela conhece bem, mesmo cheia de leite, a criança vai se deixar morrer de fome”.

A Shantala é uma arte indiana tradicional de massagens para bebês e passou a ser um método das Práticas Integrativas disponíveis no SUS aqui no Brasil.Quem é o autor do livro Shantala:

Assinale a alternativa correta:

A)Fréderick Leboyer.

B) Johan Huizinga.

C)David Lee Gallahue e John Ozmun.

D)João Batista Freire.

17.O conteúdo “dança” na Educação Física escolar desperta algumas polêmicas. De forma equivocada, ela tem sido descartada do ensino ou isolada no currículo escolar por se entender que dançar na escola ou é coisa de meninas ou somente em festas comemorativas. Um debate atual sobre a presença da dança na escola que merece nossa atenção, e que promete boas reflexões entre os professores, é a recepção e consumo das músicas pelas nossas crianças e jovens que trazem conteúdos relacionados ao consumo do álcool, a incitação da violência ou ao estímulo da erotização. Esse tipo de conteúdo está presente em quase todos os estilos musicais, pois responde às demandas da indústria fonográfica e aos seus significados pré-fabricados.

Quanto ao consumo, recepção e a presença na escola de músicas veiculadas pela mídia, uma postura reflexiva do professor de Educação Física para tratamento desse tema estaria expressa na assertiva:

Assinale a alternativa correta: 

A)Apesar de essas músicas estarem presentes no cotidiano dos estudantes, elas não possuem nenhum valor cultural e educacional.

B)Evitar os conteúdos veiculados pela mídia, quer dizer, as danças da moda seriam uma postura segura e correta.

C)Escolher músicas classificadas pela faixa etária é o critério a ser adotado.

D)Investigar se a produção e conteúdos dessas músicas podem revelar outros sentidos além dos significados evidentes.

18.Os reflexos posturais fornecem ao bebê a manutenção de uma postura ereta em relação ao ambiente. Esses reflexos estão presentes já nos primeiros meses de vida pós-natal, podendo persistir no decorrer dos dois primeiros anos.

GALLAHUE, D. L.; OZMUN, J. C. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. Tradução Maria Aparecida da Silva Pereira Araujo, Juliana de Medeiros Ribeiro e Juliana Pinheiros Souza e Silva. 3. ed. São Paulo: Phorte, 2005.

É um reflexo de proteção. Quando desequilibrado, o bebê estende os braços para baixo na tentativa aparente de amortecer uma possível queda.

Assinale a alternativa que se refere a este tipo de reflexo postural: 

A)Reflexo primário de caminhar.

B)Reflexos de amortecimento e de apoio.

C)Reflexos corretivos do pescoço e do corpo.

D) Reflexos corretivos labirínticos e visuais.

19.“O desenvolvimento cognitivo da criança ocorre por meio dos estágios sensório-motor, pré-operatório, operatório concreto e operatório formal”. PIAGET, Jean. Seis estudos de psicologia. 24ª ed. Rio de Janeiro: Florence, 2002.

Baseado no estágio pré-operatório de Jean Piaget, que tipos de jogos e brincadeiras o professor de Educação Física deve privilegiar nesta etapa da Educação Infantil?

Assinale a alternativa correta: 

A) Jogos de associações simples e brincadeiras de faz-de-conta.

B)Jogos de regras complexas e brincadeiras tradicionais infantis.

C)Nesta fase se aconselha a não utilizar nem jogos e nem brincadeiras.

D)Jogos matemáticos e brincadeiras de faz-de-conta.

20.Para estudantes de Educação Física há uma dificuldade inicial de distinção entre os conceitos e sentidos de três fenômenos do universo infantil: o jogo, o brinquedo e a brincadeira. É comum confundir as diferenças, assim como é comum ouvir comentários de que “é tudo a mesma coisa”.

Qual a diferença entre jogo e brinquedo?

Assinale a alternativa correta: 

A) Jogo e brinquedo têm as mesmas características. Prova disso é a existência de brinquedos feitos para jogar.

B)O brinquedo supõe uma materialidade à criança e uma indeterminação quanto ao uso. O jogo requer um sistema de regras que organizam sua utilização.

C) O brinquedo e o jogo são semelhantes. Ambos são regidos por regras de uso e comportamentos.

D)O brinquedo permite brincar sozinho. O jogo exige no mínimo um oponente.


1.Quando um professor que atua no Ensino Médio dificulta ou proíbe a participação de um aluno deficiente em suas aulas, ele está contribuindo para:

Assinale a alternativa correta:

A)Proteger este corpo de constrangimentos frente a atividades que ele não logrará fazer.

B)Proteger este corpo de discriminação dos colegas de classe.

C)Seguir promovendo a eugenia e assepsia dos corpos.

D)Proteger este corpo de possíveis acidentes que podem danar ainda mais a condição de deficiência desse aluno.

2.O conteúdo “lutas”, por vezes, encontra pouco espaço nas aulas de Educação Física escolar. Muito se discute sobre a falta de vivência pessoal dos professores com esse elemento da cultura e a associação entre o conteúdo e a violência e agressividade poderiam ser restritivos ao trato pedagógico das lutas como prática corporal a ser ensinada na escola.

 A escolha pelo conteúdo lutas nas aulas de Educação Física se deve ao seguinte critério pedagógico:

Assinale a alternativa correta:

A) Apesar de ser um elemento da cultura corporal, os limites citados realmente impõem restrições ao ensino.

B) Os estudantes têm o direito de aprender a lutar e aprender a se defender.

C)A escolha desse conteúdo exige que o professor já tenha praticado lutas para uma melhor organização metodológica do ensino.

D)É um elemento da cultura corporal que deve receber trato e organização metodológica de acordo com uma concepção de ensino da Educação Física.

3.A meu ver, as diferenças não podem ser apresentadas nem descritas em termos de melhor e/ou pior, bem e/ou mal, superior e/ou inferior, positivas e/ou negativas, maioria e/ou minoria etc. São simplesmente – porém não simplificadamente –, diferenças. Mas, o fato de traduzir algumas dessas diferenças como “diferentes” – e já não simplesmente como diferenças – volta a posicionar essas marcas, essas identidades, esse “ser diferença” como contrárias, como opostas e negativas à ideia de “norma”, do “normal” e, então, daquilo que é pensado e fabricado como “correto”, o “positivo”, o “melhor” etc.

SKLIAR, C. A inclusão é “nossa” e a diferença é do “outro”. In: RODRIGUES, D. Educação e inclusão: doze olhares sobre a educação inclusiva. São Paulo: Summus, 2006.

Maria Alice é uma menina de 10 anos que frequenta a 4ª série. Num jogo durante a aula de Educação Física ela comete um erro e um de seus colegas de turma grita: “essa negra ***** não serve para jogar na nossa equipe!”. Que tipo de atitude o professor deve tomar frente ao ocorrido:

Assinale a alternativa correta: 

A)Conversar com a turma sobre o ocorrido. Tratar sobre as questões de preconceito relativas à raça. Nas próximas aulas, trabalhar com acontecimentos ligados ao racismo no esporte a fim de promover a cultura do respeito ao diferente e à diferença.

B)Deve parar a aula e levar a turma toda de volta para a sala de aula como forma de castigo pelo ocorrido.

C) O professor deve colocar de castigo o aluno que efetivou a violência simbólica sobre Maria Alice.

D) O professor não deve dar importância. Afinal, todos estão expostos a deboches oriundos de nossa aparência corporal. Até o Pelé já foi vítima de racismo.

4.A criança não pode ser considerada somente como um mero dado natural (ainda que do ponto de vista biológico e orgânico o “ser criança” seja atravessado por um fato natural), mas também um dado social, historicamente construído a partir dos interesses sociais, econômicos, culturais, políticos ou outros de uma dada sociedade, num determinado tempo e lugar.

BUSS, M. S.; ROCHA, E. A. C. Crianças, infâncias, educação e corpo. Revista Nuances, v. 14, n. 15. 2007.

“O professor de Educação Física, ao elaborar práticas corporais para a Educação Infantil, não pode reduzir a criança à sua dimensão biológica”.

Defendemos este pressuposto, pois a dimensão biológica do corpo o expressa tão somente como:

Assinale a alternativa correta:

A)Superficial, afinal uma prótese pode substituir a falta de uma perna.

B)Variável, afinal uma criança pode viver e se socializar mesmo com uma deficiência visual.

C)Universal, logo toda criança seria igual.

D) Complexo, logo toda criança seria única.

5.Reflexos primitivos/arcaicos estão intimamente relacionados à alimentação e proteção do bebê. Movimentos que facilitam atos como a amamentação, a busca e a sucção, proteção (sustos), preensão palmar, preensão planar e firmeza do pescoço, ou seja, tudo engloba o ato de alimentar e proteger-se. Envolve ainda mobilidade dos olhos e do pescoço na procura do alimento, sucção para sugar o alimento, reflexo nas mãos para pegar o alimento e proteger-se, e nos pés para proteção.

Assinale a alternativa que contém reflexos primitivos e arcaicos: 

A) Reflexo corretivo labiríntico. Reflexo de engatinhar.

B) Reflexos de busca e sucção. Reflexo de Babinski.

C)Reflexo de amortecimento e de apoio. Reflexo de preensão palmar.

D)Reflexo de Babinski. Reflexo corretivo labiríntico.

6.“Quanto a mim, valorizo o sono tranquilo, coisa que nunca se celebrou nas Olimpíadas, mas que deveria ser um dos grandes direitos universais dos seres humanos. Poucas pessoas, neste mundo, irão jamais correr os 100 metros rasos, mas todos temos que dormir... Porém, não me consta que coisas relativas ao dormir bem se encontre nos currículos da Educação Física. Talvez porque não se considere que o corpo dormindo seja corpo.”

ALVES, Rubem. O corpo e as palavras. In: BRUHNS, Heloisa Turini. (Org.). Conversando sobre o corpo. Campinas/SP: Papirus, 1986, p. 17-42.

A Educação Física tem um vínculo histórico com a ideia de corpo a partir do movimento e atividades físicas voltadas para o aprimoramento técnico e rendimento esportivo.

A crítica expressa pelo texto de Rubem Alves denuncia o quê?

Assinale a alternativa correta: 

A) As aulas de Educação Física deveriam ser utilizadas para tratar de alimentação e sono. Afinal, são estas necessidades primárias de um corpo.

B) A competição não deveria fazer parte das aulas de Educação Física.

C) O professor de Educação Física não deveria ensinar esportes na escola.

D) A esportivização e o tecnicismo no modo com que a Educação Física olha e atua sobre o corpo.

7.“[...] trata-se, antes de tudo, de um objeto que a criança manipula livremente, sem estar condicionado às regras ou a princípios de utilização de outra natureza”.

BROUGÈRE, Gilles. Brinquedo e Cultura. 7. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

A enunciação acima de Gilles Brougère diz respeito ao conceito de:

Assinale a alternativa correta:

A) Jogo.

B)Lúdico.

C)Brinquedo.

D)Brincadeira.

8“[...] poderíamos considerá-lo uma atividade livre, conscientemente tomada como ‘não séria’ e exterior à vida habitual, mas ao mesmo tempo capaz de absorver o jogador de maneira intensa e total. É uma atividade desligada de todo e qualquer interesse material, com a qual não se pode obter qualquer lucro, praticada dentro de limites espaciais e temporais próprios, segundo uma certa ordem e certas regras”.

HUIZINGA, Johan. Homo ludens: o jogo como elemento da cultura. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 1990.

A enunciação acima de Johan Huizinga diz respeito ao conceito de:

Assinale a alternativa correta:

A) Brincadeira.

B)Lúdico.

C)Jogo.

D)Brinquedo.

9.“A Educação Física se caracterizou como um componente curricular secundarizado na organização escolar. E isso não é aleatório, é fruto de uma questão histórica estabelecida na relação escola e sociedade. Nessa relação, a organização da escola, de uma forma geral, deixou em segundo plano aqueles componentes entendidos como atividade. Pelo fato de a Educação Física lidar com os aspectos que dizem respeito à dimensão afeita ao corpo, o desprestígio foi ainda maior, já que o espaço da aula convencional, da escola tradicional, era, e ainda é, o espaço da matrícula da mente humana, do intelecto, como se tais atribuições eximissem a Educação Física de oferecer aos alunos uma reflexão acerca de um corpo de conhecimentos, como se a cognição fosse a única dimensão a compor o ser humano de uma forma geral, como se o intelecto fosse apenas informação, como se a mente humana não fosse corpo.” (SOUZA JUNIOR, 2006, p. 152).

Sobre a caracterização das concepções de ensino da Educação Física escolar, assinale V para verdadeiro e F para falso nos itens que seguem:

( ) A abordagem crítico-superadora não considera o processo de transformação social, mas o processo de autonomia dos estudantes no universo da cultura corporal de movimento.

( ) O se-movimentar humano ou a cultura de movimento é definido como o objeto da Educação Física segundo a abordagem crítico-emancipatória.

( ) A concepção de aulas abertas considera a possibilidade de formação dos estudantes como sujeitos autônomos e críticos, por isso ela se caracteriza como uma abordagem que acata a participação e decisão dos estudantes no processo de ensino.

( ) As abordagens críticas consideram a cultura corporal como uma dimensão da cultura, levando em conta os aspectos sociopolítico-econômicos de suas manifestações.

Assinale a alternativa com a sequência correta:

A) V - F - F - V.

B) F - F - V - V.

C)F - V - V - V.

D) V - V - V - F.

10.Reflexos posturais “estão associados ao comportamento motor voluntário posterior e devem ser cuidadosamente estudados por todos que se interessam pelo desenvolvimento de padrões voluntários de movimento”.

GALLAHUE, D. L.; OZMUN, J. C. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. Tradução Maria Aparecida da Silva Pereira Araujo, Juliana de Medeiros Ribeiro e Juliana Pinheiros Souza e Silva. 3. ed. São Paulo: Phorte, 2005.

Assinale a alternativa abaixo que apresenta somente “reflexos posturais”: 

A)Reflexo corretivo labiríntico. Reflexo de engatinhar.

B)Reflexo de engatinhar. Reflexo de sucção.

C) Reflexo de amortecimento e de apoio. Reflexo de preensão palmar.

D) Reflexo de Babinski. Reflexo corretivo labiríntico.

11.Brincar não é uma dinâmica interna do indivíduo, mas uma atividade dotada de uma significação social precisa que, como outras, necessita de aprendizagem.”

BROUGÈRE, Gilles. A criança e a cultura lúdica. Revista da Faculdade de Educação, São Paulo, v. 24 n. 2, jul./dez. 1998.

A dimensão do brincar não está descolada do contexto do ser humano que brinca, desta forma, o ser faz-se necessário ser “educado” para brincar. Essa afirmação nos permite entender que:

Assinale a alternativa correta: 

A) Que brincar de algo ou com alguma coisa pressupõe uma enunciação de sentido, na medida em que brinquedo/brincadeira são reflexos vetoriais de um contexto.

B) A menina já nasce predisposta a brincar de boneca por ser mulher e o menino já nasce predisposto a brincar de carrinho por ser homem.

C)Que quando uma criança imigrante de outro país chega à sua escola, ela deve brincar em separado com brinquedos que trouxe de seu país. Afinal, brinquedos de outras culturas não devem ser inseridos no ambiente escolar de crianças com nacionalidade ou regionalidade diferente.

D)Que crianças com menor poder aquisitivo não devem brincar com brinquedos de crianças ricas, pois esses brinquedos não fazem parte de seu contexto.

12.Se pensarmos o humano sob uma perspectiva histórico-filosófica ocidental, vamos perceber que o mesmo sempre foi tratado a partir de duas esferas: a res extensa (parte material: o corpo) e a res cogitans (parte imaterial: a mente). Mais importante que esta cisão é a observação de que no tratamento distinto entre ambos o corpo sempre foi relegado a uma condição menor e negativa.

A Educação escolar está pautada historicamente nessa herança filosófica racionalista que valoriza as atividades mentais em detrimento das práticas corporais.

Isso fica evidenciado em qual afirmação abaixo?

Assinale a alternativa correta: 

A)Educação Física e Artes não são tão importantes. Na escola deve-se priorizar as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática.

B)O professor de Educação Física deveria liberar os alunos/as de suas aulas, principalmente aqueles/as que já treinam alguma modalidade esportiva.

C)Todas as afirmativas estão corretas.

D) O professor de Educação Física pode ficar com as turmas do professor que faltou num determinado dia. Ele dá uma bola e deixa os alunos brincarem.

13.Num dos capítulos do livro organizado por Tizuko Morchida Kishimoto, cujo título é “Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação”, ela apresenta e conceitua vários tipos de brincadeiras. Dentre elas, apresenta as brincadeiras tradicionais infantis que estão ligadas ao folclore e à oralidade, incorpora a mentalidade popular e guarda a produção espiritual de um povo em certo período histórico.

KISHIMOTO, T. M. O jogo e a educação infantil. In: KISHIMOTO, T. M. (org). Jogo, brinquedo, brincadeira e educação. 9ª ed. São Paulo: Cortez, 2008, p. 13-44.

Assinale a alternativa que contém “brincadeiras tradicionais infantis”: 

A)Peteca Amarelinha. Cantigas de Roda.

B) Xadrez. Pião. Gangorra.

C) Jogo de encaixe. O conto da “Branca de Neve e os Sete anões”. Peteca.

D)Brinquedos cantados. Quebra-cabeça. Pião.

14."A zona de desenvolvimento proximal é a distância entre o nível de desenvolvimento atual determinado pela resolução independente de problemas e o nível de desenvolvimento potencial determinado pela resolução de problemas sob orientação ou em colaboração com parceiros mais capazes".

VYGOTSKY, Lev Semenovich. Formação social da mente. 4ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

Responda baseado no conceito de “zona de desenvolvimento proximal” de Vygotsky. Se de uma turma de 21 alunos, quatro deles não conseguirem assimilar as regras de um jogo de tabuleiro, o que o professor de Educação Física deve fazer?

Assinale a alternativa correta: 

A)O professor deve ignorar que os alunos não conseguiram alcançar o entendimento do jogo e partir para jogos seguintes mais complexos, afinal, todo conteúdo precisa ser dado até o final do ano.

B) Dar uma cartilha com as regras do jogo para esses quatro alunos estudarem em casa para que na próxima aula o professor possa ver se aprenderam.

C) Organizar grupos em que os alunos que aprenderam as regras do jogo auxiliem os alunos que não lograram compreendê-las.

D) Mudar a atividade, afinal, no processo de ensino-aprendizagem o aluno não deve ser exposto a situações de frustração.

15.“O habitus representa a naturalização dos comportamentos sociais de um grupo, depositada em cada organismo sob a forma de esquemas de percepção, apreciação e ação que tendem, com mais firmeza do que todas as normas explícitas (aliás, geralmente congruentes com essas disposições), a assegurar a conformidade das práticas para além das gerações”.

BOURDIEU, Pierre. Escritos de Educação. In: NOGUEIRA, M. A.; CATANI, A. (Orgs.). As categorias do juízo professoral. 3. ed. Petrópolis: Vozes, 1998, p. 185-216.

Quando pensamos na “cultura escolar” sob a ótica da Educação Física, visualizamos uma preocupação exacerbada voltada aos tecnicismos e à monocultura do esporte. O conceito de “habitus” do sociólogo francês Pierre Bourdieu nos mostra como o papel do professor de Educação Física é importante para significar no aluno um esquema de percepção sobre o que esta prática significa.

Contra esta cisão reducionista de Educação Física, as práticas corporais na Educação Infantil pré-escolar devem estar preocupadas com:

Assinale a alternativa correta:

A)Disponibilizar brinquedos para que as crianças brinquem, afinal, a criança nesta idade só quer brincar e isso ela já sabe por sua própria natureza.

B)As três principais preocupações nessa faixa etária, no que tange às práticas corporais, devem estar pautadas em: Cuidar para que a criança seja alimentada a cada três ou quatro horas. Estipular horários para que ela possa dormir na escola, principalmente após se alimentar. Vigiar e manter a criança limpa (afinal, ela ainda não tem idade para higienizar-se sozinha).

C)Desenvolver atividades pautadas em aspectos lúdicos ligados ao brincar. No entanto, esse brincar precisa ter relação com a ideia de experimentar uma brincadeira mais do que necessariamente se apropriar de uma determinada técnica que o brinquedo manipulado exige. Além disso, a brincadeira deve estar relacionada com o processo de interação da criança ao meio social para além dos muros da família.

D)Desenvolver atividades técnicas motoras que capacitem a criança a chegar no Ensino Fundamental com vocabulário motor para escolher um esporte e se dedicar a ele. Afinal, a Educação Física brasileira deve se preocupar com a formação de atletas para os grandes eventos desportivos.

16.Ser levados, embalados, acariciados, pegos, massageados constitui, para os bebês, alimentos tão indispensáveis, senão mais, do que vitaminas, sais minerais e proteínas. Se for privada disso tudo e do cheiro, do calor e da voz que ela conhece bem, mesmo cheia de leite, a criança vai se deixar morrer de fome”.

A Shantala é uma arte indiana tradicional de massagens para bebês e passou a ser um método das Práticas Integrativas disponíveis no SUS aqui no Brasil.Quem é o autor do livro Shantala:

Assinale a alternativa correta:

A)Fréderick Leboyer.

B) Johan Huizinga.

C)David Lee Gallahue e John Ozmun.

D)João Batista Freire.

17.O conteúdo “dança” na Educação Física escolar desperta algumas polêmicas. De forma equivocada, ela tem sido descartada do ensino ou isolada no currículo escolar por se entender que dançar na escola ou é coisa de meninas ou somente em festas comemorativas. Um debate atual sobre a presença da dança na escola que merece nossa atenção, e que promete boas reflexões entre os professores, é a recepção e consumo das músicas pelas nossas crianças e jovens que trazem conteúdos relacionados ao consumo do álcool, a incitação da violência ou ao estímulo da erotização. Esse tipo de conteúdo está presente em quase todos os estilos musicais, pois responde às demandas da indústria fonográfica e aos seus significados pré-fabricados.

Quanto ao consumo, recepção e a presença na escola de músicas veiculadas pela mídia, uma postura reflexiva do professor de Educação Física para tratamento desse tema estaria expressa na assertiva:

Assinale a alternativa correta: 

A)Apesar de essas músicas estarem presentes no cotidiano dos estudantes, elas não possuem nenhum valor cultural e educacional.

B)Evitar os conteúdos veiculados pela mídia, quer dizer, as danças da moda seriam uma postura segura e correta.

C)Escolher músicas classificadas pela faixa etária é o critério a ser adotado.

D)Investigar se a produção e conteúdos dessas músicas podem revelar outros sentidos além dos significados evidentes.

18.Os reflexos posturais fornecem ao bebê a manutenção de uma postura ereta em relação ao ambiente. Esses reflexos estão presentes já nos primeiros meses de vida pós-natal, podendo persistir no decorrer dos dois primeiros anos.

GALLAHUE, D. L.; OZMUN, J. C. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. Tradução Maria Aparecida da Silva Pereira Araujo, Juliana de Medeiros Ribeiro e Juliana Pinheiros Souza e Silva. 3. ed. São Paulo: Phorte, 2005.

É um reflexo de proteção. Quando desequilibrado, o bebê estende os braços para baixo na tentativa aparente de amortecer uma possível queda.

Assinale a alternativa que se refere a este tipo de reflexo postural: 

A)Reflexo primário de caminhar.

B)Reflexos de amortecimento e de apoio.

C)Reflexos corretivos do pescoço e do corpo.

D) Reflexos corretivos labirínticos e visuais.

19.“O desenvolvimento cognitivo da criança ocorre por meio dos estágios sensório-motor, pré-operatório, operatório concreto e operatório formal”. PIAGET, Jean. Seis estudos de psicologia. 24ª ed. Rio de Janeiro: Florence, 2002.

Baseado no estágio pré-operatório de Jean Piaget, que tipos de jogos e brincadeiras o professor de Educação Física deve privilegiar nesta etapa da Educação Infantil?

Assinale a alternativa correta: 

A) Jogos de associações simples e brincadeiras de faz-de-conta.

B)Jogos de regras complexas e brincadeiras tradicionais infantis.

C)Nesta fase se aconselha a não utilizar nem jogos e nem brincadeiras.

D)Jogos matemáticos e brincadeiras de faz-de-conta.

20.Para estudantes de Educação Física há uma dificuldade inicial de distinção entre os conceitos e sentidos de três fenômenos do universo infantil: o jogo, o brinquedo e a brincadeira. É comum confundir as diferenças, assim como é comum ouvir comentários de que “é tudo a mesma coisa”.

Qual a diferença entre jogo e brinquedo?

Assinale a alternativa correta: 

A) Jogo e brinquedo têm as mesmas características. Prova disso é a existência de brinquedos feitos para jogar.

B)O brinquedo supõe uma materialidade à criança e uma indeterminação quanto ao uso. O jogo requer um sistema de regras que organizam sua utilização.

C) O brinquedo e o jogo são semelhantes. Ambos são regidos por regras de uso e comportamentos.

D)O brinquedo permite brincar sozinho. O jogo exige no mínimo um oponente.


User badge image

Harison

Há mais de um mês

ajudou? quantas peunta voce precisa ? tem resposta de alguma ? responde ai? por favor.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes