A maior rede de estudos do Brasil

O que é controle de constitucionalidade?!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


10 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

Segundo Paulo Bonavides, "controle de constitucionalidade é o conjunto de instrumentos através do qual uma Corte ou outro órgão legitimado exerce um juízo de verificação de compatibilidade (validade) formal, material e circunstancial de determinado ato estatal em relação aos preceitos da constituição".

Segundo Márcio Diniz, o controle visa "preservar a supremacia, formal e material, da Constituição, eliminando do sistema as normas com ela incompatíveis, mantendo a unidade (formal) de sua estrutura escalonada".

Para Gilmar Ferreira Mendes, "os conceitos de constitucionalidade e inconstitucionalidade não traduzem, tão-somente, a ideia de conformidade ou inconformidade com a Constituição. Assim, tomando de empréstimo a expressão de Bittar, dir-se-á que constitucional será o ato que não incorrer em sanção, por ter sido criado por autoridade constitucionalmente competente e sob a forma que a Constituição prescreve para sua perfeita integração; inconstitucional será o ato que incorrer em sanção – de nulidade ou de anulabilidade – por desconformidade com o ordenamento constitucional".

 

Segundo Paulo Bonavides, "controle de constitucionalidade é o conjunto de instrumentos através do qual uma Corte ou outro órgão legitimado exerce um juízo de verificação de compatibilidade (validade) formal, material e circunstancial de determinado ato estatal em relação aos preceitos da constituição".

Segundo Márcio Diniz, o controle visa "preservar a supremacia, formal e material, da Constituição, eliminando do sistema as normas com ela incompatíveis, mantendo a unidade (formal) de sua estrutura escalonada".

Para Gilmar Ferreira Mendes, "os conceitos de constitucionalidade e inconstitucionalidade não traduzem, tão-somente, a ideia de conformidade ou inconformidade com a Constituição. Assim, tomando de empréstimo a expressão de Bittar, dir-se-á que constitucional será o ato que não incorrer em sanção, por ter sido criado por autoridade constitucionalmente competente e sob a forma que a Constituição prescreve para sua perfeita integração; inconstitucional será o ato que incorrer em sanção – de nulidade ou de anulabilidade – por desconformidade com o ordenamento constitucional".

 

User badge image

Dany Alves

Há mais de um mês

eu aprendi assim: controle de constitucionalidade é o cuidado que se tem com as leis em geral para não infringir, ir contra o que manda a constituição federal de 1988. Eu fiz isso como primeiro passo para ir além dia após dia. É isso aí, continue firme e forte.
User badge image

Bruna

Há mais de um mês

Antes de se explicar o que seja constrole de constitucionalidade é necessário entender que as leis e atos normativos são dotados de presunção relativa de constitucionalidade. Isso porque não se pode dizer que as leis em seua elaboração, função originária do Legislativo, são inconstitucionais, uma vez que isso engessaria a própria função desse poder. Ao mesmo tempo se diz que ela é relativa porque caso verificada alguma ordem de inconstitucionalidade, esta poderá ser,posteriormente detectada pela corte competente,desconstituindo os efeitos que anteriormente produzira a lei ou oato inoconstitucional.

Assim, o Controle de constitucionalidade é uma garantia da Constituição,de forma a zelar pela sua preservação. Suas origens remontam ao caso Marbury vs. Madison (1803) nos Estados Unidos, em que o juiz Marshall, mesmo a CF Americana não tendo explicitamente afirmado sua supremacia, ele consegue verificá-la.  O controle de constitucionalidade é uma decorrencia assim do pressuposto da Suprema da constituição, do Estado de Direito, da existência de uma Corte Constitucional e do Poder Constituinte Derivado, que limita a produção legislativa ulterior nos moldes das condições de possibilidade da própria CF. Sendo uma garantia, o controle é o meio pelo qual a mais Alta Corte do país verifica a compatibilidade vertical, a posteriori, de leis e atos normativos à Constituição Federal, já que como Guardião da Lei Maior,o Supremo Tribunal Federal tem a função privativa e originária de exercer controle de constitucionalidade em relação às afrontas feitas a nossa Carta Política. As inconstitucionalidades detectáveis podem ser de ordem material , formal ( de iniciativa, circunstancial, temporal), total, parcial, originária, não se admite inconstititucionalidade superveniente de norma anterior à constituição, por omissão.

Há várias espécies normativas que podem ser objeto de controle de constitucionalidade como leis ordinárias, resoluções, emendas constitucionais entre outras.

E alguns exemplos de outras que não podem ser são os Tratados Internacionais, as normas constitucionais originárias,por exemplo. ( Ver a teoria sobre poder Constituinte Originário)

No Brasil não se admite controle preventivo de constitucionalidade,mas tão somente controle jurisdicional de constitucionalidade,pelo que àquele corresponde apenas a processo legislativo. Há também uma certa convivência entre o controle concentrado ( o controle feito de forma direta e originária, sem base recursal, de modo abstrato no STF) e o controle difuso (incidental em um processo, feito por qualquer juiz, com efeitos inter partes) no sistema de controle de constitucionalidade brasileiro, que, diferente de outros países mundo afora, é misto,sendo que recentemente tem se notado uma atrofia do sistema difuso de controle e sua abstrativização, a exemplo do uso do Recurso Extraordinário em sede de STF.

O STF usa de várias ações para a verificação da inconstitucionalidade. São elas a Ação Direta de Inconstitucionalidade, A Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental, Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão e a Ação Declaratória de Constitucionalidade. Cada uma delas possui objetivos diferentes, sendo que a ADI é a mais abrangente, ao passo que a ADO é específica para a detectar a inconstitucionalidade gerada por omissão legislativa ou do executivo e Arguição de Preceito Fundamental é voltada para identificar agressoes aos preceitos fundamentais da Constituição,ensejando a intervenção federal ; e a Ação Declaratória de Constitucionalidade é o meio de tornar vinculante a observância , caso declarada procedente,  lei ou ato normativo , pelo que se antes da presunção de constitucionalidade era relativa,agora é absoluta, não podendo em controle difuso serem depois declarados estes inconstitucioanais.

As ações acima são meios de exercício da jurisdição constitucional para a verificação da compatibilidade das leis e atos normativos à CF.

Há várias particularidades do controle, há inclusive o controle feito pelos Tribunais de Justiça Estaduais,mas o parâmetro, embora seja o controle concentrado, é diferente, pois é a Constituição Estadual.

Além disso, existem os efeitos da declaração: podem ser ex tunc, ex nunc, pode haver modulação temporais dos efeitos e a impossibilidade de efeito repristinatório na declaração de inconstitucionalidade. Há particularidades desses efeitos em cada ação anteriormente citada.

Como nosso caro colega Jonadson Hastings disse : - a matéria é extensa! Isso é só a pontinha do Iceberg . Espero ter ajudado! 

User badge image

Nubia

Há mais de um mês

O controle de constitucionalidade caracteriza-se em princípio,como um mecanismo de correção presente em determinado ordenamento juridico,consistindo em um sistema de verificaação da conformidade de um ato lei,decreto e etc em relação à constituição.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas