A maior rede de estudos do Brasil

Segundo Caminha os índios não tinham religião, sobre isso podemos afirmar que: (Ref.: 201401464243)


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O registro de Caminha carrega um sentimento de superioridade religiosa e cultural. No contexto da carta o mesmo não reconhecia outra possibilidade de religião que não fosse a praticada pelos colonizadores em questão.


Outro fator importante a ser ressaltado é a legitimação da introdução da fé católica junto a esse contexto. Sendo os índios naquele momento um povo que não possuía religião, era, além de conveniente, necessário fosse introduzido um processo de catequização dos nativos.


Portanto, podemos afirmar que o argumento de Caminha além de ressaltar convenções etnocentrista, legitimava a introdução dos costumes religiosos dos colonizadores ao povo nativo.

O registro de Caminha carrega um sentimento de superioridade religiosa e cultural. No contexto da carta o mesmo não reconhecia outra possibilidade de religião que não fosse a praticada pelos colonizadores em questão.


Outro fator importante a ser ressaltado é a legitimação da introdução da fé católica junto a esse contexto. Sendo os índios naquele momento um povo que não possuía religião, era, além de conveniente, necessário fosse introduzido um processo de catequização dos nativos.


Portanto, podemos afirmar que o argumento de Caminha além de ressaltar convenções etnocentrista, legitimava a introdução dos costumes religiosos dos colonizadores ao povo nativo.

User badge image

Geovana

Há mais de um mês

Ele estava errado, os índios eram politeístas e suas religiões tinham alguns aspectos xamãnicos.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

O registro de Caminha carrega um sentimento de superioridade religiosa e cultural. No contexto da carta o mesmo não reconhecia outra possibilidade de religião que não fosse a praticada pelos colonizadores em questão.


Outro fator importante a ser ressaltado é a legitimação da introdução da fé católica junto a esse contexto. Sendo os índios naquele momento um povo que não possuía religião, era, além de conveniente, necessário fosse introduzido um processo de catequização dos nativos.


Portanto, podemos afirmar que o argumento de Caminha além de ressaltar convenções etnocentrista, legitimava a introdução dos costumes religiosos dos colonizadores ao povo nativo.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

O registro de Caminha carrega um sentimento de superioridade religiosa e cultural. No contexto da carta o mesmo não reconhecia outra possibilidade de religião que não fosse a praticada pelos colonizadores em questão.


Outro fator importante a ser ressaltado é a legitimação da introdução da fé católica junto a esse contexto. Sendo os índios naquele momento um povo que não possuía religião, era, além de conveniente, necessário fosse introduzido um processo de catequização dos nativos.


Portanto, podemos afirmar que o argumento de Caminha além de ressaltar convenções etnocentrista, legitimava a introdução dos costumes religiosos dos colonizadores ao povo nativo.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas