A maior rede de estudos do Brasil

O que é Jurisdição Voluntária ?


6 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Carlos Eduardo Ferreira de Souza Verified user icon

Há mais de um mês

Jurisdição voluntária é aquela em que inexiste conflito de interesses, mas que aqueles interesses privados das partes se submetem ao controle jurisdicional. É verdadeira exceção no processo civil (e.g. divórcio consensual - não há conflito de interesses, mas é necessária a participação do Estado). Aqui não há litígio (lide) e partes litigantes, havendo interesses convergentes.

Jurisdição voluntária é aquela em que inexiste conflito de interesses, mas que aqueles interesses privados das partes se submetem ao controle jurisdicional. É verdadeira exceção no processo civil (e.g. divórcio consensual - não há conflito de interesses, mas é necessária a participação do Estado). Aqui não há litígio (lide) e partes litigantes, havendo interesses convergentes.

User badge image

Roberta

Há mais de um mês

Jurisdição voluntária é considerada por alguns doutrinadores como mero ato administrativo já que não existe uma lide, o Estado atua apenas para confirmar um desejo dos indivíduos envolvidos, os quais são chamados de interessados e não de "partes", como ocorre na jurisdição contenciosa. Tem-se como exemplo basilar o casamento, em que as partes recorrem à atuação do Estado para atestar a vontade dos interessados, ou seja, foi invocado a Jurisdição Voluntária do Estado para agir como ato administrativo.
User badge image

Cidiney

Há mais de um mês

É atividade resultante de negócio jurídico que se exige um ato do Estado, para que o negócio se realize ou complete. Aqui não há lide nem partes, mas apenas um negócio jurídico processual, envolvendo o juiz e os interessados.
EX: interdição, nomeações de tutores, nas alienações de bens de incapazes, na extinção do usufruto ou do fideicomisso etc.

User badge image

Joao Victor

Há mais de um mês

A jurisdição representa uma função do Estado e mesmo monopólio estatal, atuando como poder do Estado tendo capacidade de decidir imperativamente e impor decisões, possuindo a função de buscar a paz social dirimindo conflitos e tem como atividade um complexo de atos do magistrado no processo, cumprindo a função que a lei lhe comete.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas