A maior rede de estudos do Brasil

Bom dia, alguém sabe como fazer fluxo grama drawback de exportação?

Bom dia, alguém sabe como fazer fluxo grama drawback de exportação?

Logística

UNIFACS


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O Drawback Intermediáriocontribui para a desoneração do ciclo de fornecimento, por meio da isenção de impostos federais, como Imposto de Importação (II), IPI, taxa de marinha mercante (AFRMM) e Cofins, além de reduzir a base de cálculo do ICMS. Conhecendo as regras do Drawback Intermediário e buscando sempre o compliance, a cadeia de fornecedores e as empresas exportadoras têm muito a ganhar com esse benefício fiscal. Mantendo a perenidade de atos concessórios e estudando novos ciclos, há grande chance do produto final chegar à ponta da cadeia produtiva com preço competitivo, uma consequência positiva da redução de carga tributária proposta pela isenção dos impostos.

O Drawback Intermediáriocontribui para a desoneração do ciclo de fornecimento, por meio da isenção de impostos federais, como Imposto de Importação (II), IPI, taxa de marinha mercante (AFRMM) e Cofins, além de reduzir a base de cálculo do ICMS. Conhecendo as regras do Drawback Intermediário e buscando sempre o compliance, a cadeia de fornecedores e as empresas exportadoras têm muito a ganhar com esse benefício fiscal. Mantendo a perenidade de atos concessórios e estudando novos ciclos, há grande chance do produto final chegar à ponta da cadeia produtiva com preço competitivo, uma consequência positiva da redução de carga tributária proposta pela isenção dos impostos.

User badge image

Lima lima

Há mais de um mês

Drawback Intermediário: como usar na cadeia de fornecimento

Ainda pouco explorado pela cadeia de fornecimento, o Drawback Intermediáriocontribui para a desoneração do ciclo de fornecimento, por meio da isenção de impostos federais, como Imposto de Importação (II), IPI, taxa de marinha mercante (AFRMM) e Cofins, além de reduzir a base de cálculo do ICMS. Diante de suas vantagens, vamos descobrir neste post por que esta modalidade ainda não está sendo aproveitada e como utilizá-la.

Quem pode aderir ao Drawback Intermediário?

Todas as empresas que adquirem insumos e matérias primas, sejam nacionais ou importados, e que serão utilizados na fabricação de produtos intermediários que serão fornecidos a outra empresa na cadeia produtiva e serão utilizados na fabricação do produto a ser exportado.

Por que muitos fornecedores ficam de fora?

O principal motivo da baixa utilização do Drawback Intermediário é o desconhecimento das empresas em relação a este tipo de operação, que é regulamentada pela legislação atual e utilizada por várias empresas.

Essa modalidade de Drawback pressupõe uma maior colaboração entre o fabricante do produto intermediário e o exportador do produto final, com o objetivo de diminuir os custos de fabricação da cadeia produtiva e aumentar a competitividade no mercado internacional.

Algumas empresas, com receio de expor suas informações de custos para os clientes exportadores, acabam optando em abrir mão do benefício a que tem direito. Outra preocupação das empresas é em relação à responsabilidade de cada participante (fabricante ou exportador) no Drawback Intermediário, quando as exportações não ocorrem conforme o planejado. Isso pode ser solucionado com a escolha da modalidade correta de Drawback para a operação, seja isenção ou suspensão de impostos.

As oportunidades do Drawback Intermediário

Fornecedor e empresa exportadora dividem os ganhos da adesão.  A cadeia produtiva tem a chance de ter um Ato Concessório para repor estoques sem pagar impostos. A empresa exportadora sente no bolso o impacto de adquirir insumos de uma rede de fornecedores que está isenta de impostos. O benefício de ter um produto final mais competitivo é ainda mais visível com a continuidade dos ACs. Ou seja, é preciso pensar em longo prazo, prever novos ciclos a cada seis meses ou 1 ano.

Como gerenciar

Além de uma equipe capacitada, domínio do mercado e ferramentas que auxiliem a organização e validação de documentos, é preciso lembrar que o Drawback Intermediário lida com informações confidenciais da indústria e do fornecedor. Assim, para o sucesso na gestão desse benefício fiscal, é essencial a presença de uma consultoria especializada, que trabalhe os dados do mercado de forma confidencial, tendo um papel neutro na relação entre empresa e fornecedor.

Conhecendo as regras do Drawback Intermediário e buscando sempre o compliance, a cadeia de fornecedores e as empresas exportadoras têm muito a ganhar com esse benefício fiscal. Mantendo a perenidade de atos concessórios e estudando novos ciclos, há grande chance do produto final chegar à ponta da cadeia produtiva com preço competitivo, uma consequência positiva da redução de carga tributária proposta pela isenção dos impostos.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas