A maior rede de estudos do Brasil

AV1 Paleontologia

Segundo Romano et al. (2007) a expressão “fóssil vivo” costuma ser associada a um espécie vivente (ou um grupo) que é anatomicamente bastante similar a uma espécie fóssil que ocorreu bem cedo na história de uma linhagem. Mas esses autores recomendam não usar esse conceito que eles consideram falho. Os autores justificam o abandono desse termo a partir de uma série de evidências da biologia. Assinale a alternativa a seguir que NÃO representa essas evidências discutidas por esses autores. *
 
 
(A) As ferramentas operacionais para reconstrução filogenética e os conceitos modernos de espécie não permitem a identificação de fósseis vivos no processo evolutivo.
 
(B) A confirmação dessa hipótese “fóssil vivo” está baseada em um conjunto reduzido de características morfológicas.
 
(C) A ocorrência de caracteres-chave em espécies fósseis e espécies atuais é um argumento forte para demonstrar que os fósseis vivos existem.
 
(D) A confirmação dessa hipótese “fóssil vivo” dependeria de um registro fossilífero abundante, antigo e bastante completo.

1 resposta(s)

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes