A maior rede de estudos do Brasil

Qual a diferença entre Marketing Comercial e Marketing Pessoal?

Façam a diferenciação entre o Marketing Pessoal do Comercial.

Marketing

UNEB


8 resposta(s)

User badge image

Matheus Leonardo

Há mais de um mês

Marketing Pessoal : 

Quando falamos de um produto, sabemos que existem esforços para que ele seja notado, apreciado e adquirido. São os esforços de marketing. Meios que visam potencializar as vendas dos produtos, utilizando a divulgação através da promoção, propaganda, embalagem etc.

O marketing pessoal é a mesma coisa, porém em benefício de sua própria carreira. É fazer-se notado! Não simplesmente ser notado, mas ser notado por suas qualidades, habilidades e competências. Não é ser o chamado “puxa- saco”.

Ser notado desnecessariamente e por suas “aparições” tolas é péssimo, uma vez que será lembrado, com freqüência, que não é um bom profissional. Neste caso, aquele ditado: “falem mal, mas falem de mim” não é um bom lema, uma vez que falar mal significa comentar que você não é a pessoa ou o profissional ideal.

 

Marketing Comercial :

Nas Diretorias Comerciais, os responsáveis pelas principais contas são os interlocutores privilegiados de um ou vários distribuidores e têm como objetivo desenvolver a atividade de modo rentável. Esses responsáveis negociam com as centrais de compra os objetivos comerciais (referenciamento, catálogos, promoções...) e o teor das operações entre o ponto de venda e o Groupe SEB, respeitando as estratégias comerciais e o marketing da filial. Eles colaboram estreitamente com a célula “Gerenciamento de Categoria” e os Gerentes de Produtos para garantir a rápida difusão das novidades, otimizando a presença dos produtos nas prateleiras e preparando os planos publicitários-promocionais.
No campo, os promotores comerciais zelam para que os objetivos de venda da sua regional sejam alcançados, estabelecendo relações de qualidade com os distribuidores. Eles acompanham os pedidos, verificam se os compromissos negociados com as centrais de compra foram corretamente aplicados nas lojas e incentivam a revenda dos produtos do Grupo, com o apoio de ferramentas de demonstração das vendas concebidas pelas equipes de Marketing Operacional (PLV, merchandising...). Eles têm também uma missão de treinamento dos vendedores e dos chefes de departamento de vendas e se constituem numa valiosa fonte de obtenção de informações comerciais sobre a área de atuação.  A função de representante comercial é um excelente meio de começar um percurso profissional no Groupe SEB, para os jovens diplomados de escolas de comércio que desejam adquirir experiência no campo da grande distribuição e do universo comercial.

Marketing Pessoal : 

Quando falamos de um produto, sabemos que existem esforços para que ele seja notado, apreciado e adquirido. São os esforços de marketing. Meios que visam potencializar as vendas dos produtos, utilizando a divulgação através da promoção, propaganda, embalagem etc.

O marketing pessoal é a mesma coisa, porém em benefício de sua própria carreira. É fazer-se notado! Não simplesmente ser notado, mas ser notado por suas qualidades, habilidades e competências. Não é ser o chamado “puxa- saco”.

Ser notado desnecessariamente e por suas “aparições” tolas é péssimo, uma vez que será lembrado, com freqüência, que não é um bom profissional. Neste caso, aquele ditado: “falem mal, mas falem de mim” não é um bom lema, uma vez que falar mal significa comentar que você não é a pessoa ou o profissional ideal.

 

Marketing Comercial :

Nas Diretorias Comerciais, os responsáveis pelas principais contas são os interlocutores privilegiados de um ou vários distribuidores e têm como objetivo desenvolver a atividade de modo rentável. Esses responsáveis negociam com as centrais de compra os objetivos comerciais (referenciamento, catálogos, promoções...) e o teor das operações entre o ponto de venda e o Groupe SEB, respeitando as estratégias comerciais e o marketing da filial. Eles colaboram estreitamente com a célula “Gerenciamento de Categoria” e os Gerentes de Produtos para garantir a rápida difusão das novidades, otimizando a presença dos produtos nas prateleiras e preparando os planos publicitários-promocionais.
No campo, os promotores comerciais zelam para que os objetivos de venda da sua regional sejam alcançados, estabelecendo relações de qualidade com os distribuidores. Eles acompanham os pedidos, verificam se os compromissos negociados com as centrais de compra foram corretamente aplicados nas lojas e incentivam a revenda dos produtos do Grupo, com o apoio de ferramentas de demonstração das vendas concebidas pelas equipes de Marketing Operacional (PLV, merchandising...). Eles têm também uma missão de treinamento dos vendedores e dos chefes de departamento de vendas e se constituem numa valiosa fonte de obtenção de informações comerciais sobre a área de atuação.  A função de representante comercial é um excelente meio de começar um percurso profissional no Groupe SEB, para os jovens diplomados de escolas de comércio que desejam adquirir experiência no campo da grande distribuição e do universo comercial.

User badge image

Marcelo Alves Lory

Há mais de um mês

As pessoas julgam umas às outras pela apresentação. E para o profissional que precisa se vender, o visual adquire uma força tão significativa na primeira impressão, que pode muitas vezes fazer com que ele seja melhor recebido já no primeiro contato. E o inverso é verdadeiro, pois uma impressão negativa pode prejudicar em muito a possibilidade de uma abertura no contato inicial.

As pessoas julgam umas às outras pela apresentação. E para o profissional que precisa se vender, o visual adquire uma força tão significativa na primeira impressão, que pode muitas vezes fazer com que ele seja melhor recebido já no primeiro contato. E o inverso é verdadeiro, pois uma impressão negativa pode prejudicar em muito a possibilidade de uma abertura no contato inicial.

Assim como os produtos que chamam a atenção positiva ou negativamente pelo seu visual externo, o profissional deve ter cuidado especial com a sua apresentação, que é a embalagem de seu produto: ELE PROFISSIONAL! Ter boa apresentação ou ter boa aparência/bom visual não significa beleza. Significa estar com aspecto positivo em relação a:

* Roupas limpas e alinhadas conforme o ambiente de trabalho ou ocasião;
* Postura e modo de andar;
* Modo de falar;
* Cabelos penteados;
* Higiene geral;
* Perfumes discretos (se usar ou adequado ao ambiente);

* Acessórios adequados (pastas, bolsas, cartões de visita);
* Barba bem feita ou aparada;

A boa apresentação deve ser planejada antes do contato inicial, considerando os objetivos a serem alcançados e as características de quem vai receber. Deve haver equilíbrio entre o que o profissional é, ou oferece, e a realidade do ambiente que vai visitar. Deve normalmente prevalecer o que o profissional é, ou seja, se a atividade dele exige o uso de uma apresentação mais social, deve primar por ela, podendo decidir se vai usar terno ou apenas calça e camisa social, dependendo do ambiente. Vale aí o bom senso.

A boa apresentação não quer dizer exibição, nem mesmo extravagância, que soam mal. Devem ser evitadas: Para a mulher abuso nas saias curtas, excesso de maquiagem, blusas muito decotadas, saltos muito altos, saias ou bijuterias/adornos em excesso. Para o homem o abuso nas correntes, anéis, colares, relógio e em outros assessórios.

Uma roupa inadequada pode transmitir imagem errada. Não pode ser extravagante ou casual demais. Neste item devem predominar o bom senso, a sobriedade, a elegância discreta e sem exibição, a adequada combinação das peças e a atualidade (roupas desatualizadas indicam desatualização do profissional).

A postura é também importante elemento da apresentação: dela fazem parte a cabeça erguida, o olhar para frente (e não para baixo), fisionomia alegre, coluna ereta, andar elegante, gestos suaves e ombros levantados. Um profissional “caído” não transmite otimismo, e sim desânimo e derrotismo.

Os cabelos são a “moldura” do rosto e merecem atenção. Devem combinar com o profissional e sua atividade, estar sempre penteados e bem cuidados.

Para as mulheres o rosto deve ter maquiagem de acordo com o ambiente, o mesmo acontecendo com os brincos e colares. Mais uma vez deve predominar a discrição. Para os homens, barbas bem cuidadas, aparadas.

Os acessórios devem denotar organização e profissionalismo: pastas e bolsas de acordo com a imagem que o profissional quer passar, cartões bem escritos e com as informações necessárias (sem excessos) para conhecimento de qual é a atividade do profissional e os dados para sua fácil localização. Um acessório inadequado em um encontro de negócios, como um executivo com pasta de desportista, um advogado com boné de time de futebol, um consultor de gestão com tênis e outras “descombinações” podem prejudicar muito a abertura para uma conversa. Muitas vezes geram ruído até mesmo na aceitação de argumentos técnicos.

Um acessório que ainda tem muita rejeição nesses ambientes é o “piercing” menos discreto como o aplicado na língua. As tatuagens discretas em executivos/executivas começam a ser aceitas em muitos ambientes.

O modo de falar é importante para gerar confiabilidade e, neste caso, é função do profissional mais do que o ambiente. A expressão correta do idioma Português é fundamental. Poucos são os ambientes que admitem a gíria em uma apresentação inicial.

A etiqueta deve sempre permanecer e ser adequada ao ambiente do cliente a ser visitado. Bons modos e cortesia não devem faltar. Na mesa de um restaurante, o uso adequado dos talheres e a mastigação elegante são fundamentais. Sem esquecer a discreta preferência aos mais velhos e às mulheres.

Assim, os cuidados com a sua apresentação, envolvendo posturas e o visual, podem assegurar ao profissional uma abertura mais positiva e uma continuidade do processo de venda de seu produto: ELE, PROFISSIONAL!

 

Palavras-chave: | carreira | marketing |

User badge image

amanda ronara

Há mais de um mês

O Marketing Comercial, é aquele que você elabora para tornar o seu produto chamativo em relação à venda. Por exemplo, quando você observa a grande variedade de remédios com as mesmas funcionalidades, você opta por aquele mais consumido pela população, mas por trás deste grande consumo, desenvolve-se diversas propagandas para que você, através de seu senso comum, optasse por comprá-lo. 

O Marketing Pessoal, está intimamente ligado com o termo 'vender-se'. Esta é a funcionalidade deste tipo de marketing, "vender-se a si mesmo". Isto ocorre, por exemplo, quando você está em uma entrevista de emprego e precisa apontar razões plausíveis para que o contratante escolha você e não outro candidato.

Leia mais em Brainly.com.br - https://brainly.com.br/tarefa/10484395#readmore

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes