A maior rede de estudos do Brasil

Por que é fundamental determinar se uma criança nasce com vida ou não e como está prova poderia ser produzida

Personalidade Jurídica.

Direito Civil IESTÁCIO

9 resposta(s)

User badge image

Alisson

Há mais de um mês

Porque só com o nascimento com vida que surge a personalidade jurídica sendo assim se a criança nasceu com vida ela adquiriu direitos e isso na parte de sucessões, estudado no direito civil, é de fundamental importância.

A averiguação é feita por um exame chamado "Docimasia Hidrostática de Galeno" que verifica o funcionamento do aparelho cardiovascular.  

Porque só com o nascimento com vida que surge a personalidade jurídica sendo assim se a criança nasceu com vida ela adquiriu direitos e isso na parte de sucessões, estudado no direito civil, é de fundamental importância.

A averiguação é feita por um exame chamado "Docimasia Hidrostática de Galeno" que verifica o funcionamento do aparelho cardiovascular.  

User badge image

Rômulo

Há mais de um mês

De um acadêmico da área de Saúde para acadêmicos da área de Direito acredito que talvez a Constituição Civil precisasse ser revista, pois não é só o método "Docimasia Hidrostática de Galeno" que é ultrapassado, o próprio fundamento constante do art. 2º da CC igualmente o é.

Hoje já é mais do que sabido que o feto, até mesmo o embrião, já é constituido de vida. O feto então é inquestionável, inclusive com aquisições de traços de personalidade e interações e influências que ele sofre do meio externo, já desde sua vida intrauterina.

Logo  no início do 2º mês de gestação, na 5ª semana de amnorréia, o embrião mede 1,25mm e já estão sendo formados o sistema nervoso central, cérebro e a medula espinhal. No final desta semana também o coração já começa a bater.

Talvez enterdermos melhor este processo da vida intrauterina e revisarmos nossa própria constituição, irão ajudar a esclarecer e estabelecer melhor o direito sobre questões tão polêmicas como por exemplo o aborto. Acredito que se o direito for revisado, também poderemos ver sob a ótica do embrião/feto que já desde a vida intrauterina já é de fato, e porque não dizermos também de direito, uma vida humana.

User badge image

Alisson

Há mais de um mês

Colegas juristas o código civil de 2002 no artigo 2º coloca a salvo os direitos do nascituro. Esse direito é um direito não patrimonial.

Segundo a Teoria Concepcionista na concepção do ser surge a personalidade jurídica formal, ou seja, o feto tem os direitos da personalidade como, por exemplo, direito a vida, dignidade, entre outros. Só que não possui personalidade jurídica material, esta só surge com o nascimento com vida. O feto só tem expectativa de direito material. 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes