A maior rede de estudos do Brasil

Como funcionam as vias de sinalização intracelular?

Preciso saber como funciona o processo da proteína G, até a fosforilação de PKA.


2 resposta(s)

User badge image

Vanessa Goulart

Há mais de um mês

E geral o mecanismo sinalização inicia-se com: 1. o sinal (molécula sinalizadora) interage com um receptor; 2. o receptor ativa mecanismos celulares, produzindo um segundo sinal ou uma mudança na atividade de uma proteína celular;  3.a atividade metabólica da célula alvo se altera; 4.o evento de transdução cessa e a célula retorna ao seu estado pré-estímulo. 

As proteínas G são proteínas que, no estado inativo, encontram-se acopladas a receptores no meio intracelular e, graças a propriedades funcionais e estruturais, quando ativadas por estímulos adequados podem migrar pelo citosol e ativar enzimas amplificadoras ou canais iônicos, consumando a transdução de sinais, que é o processo de ativação dos eventos intracelulares por estímulos externos. Receptores que transmitem o sinal celular via proteínas G possuem uma região extracelular e uma região transmembrana com sete domínios hidrofóbicos.

A proteína Gs (estimulatória), que ativa a adenilato ciclase – enzima intracelular aderida à membrana plasmática que catalisa a de AMPc a partir do trifosfato de adenosina (ATP) – está relacionada com o aumento da resposta celular. Assim, após a formação do complexo ligante/G, a subunidade da proteína Gs catalisa a troca de GDP por GTP, assumindo a forma ativa que aumenta a concentração de AMPc intracelular culminando na ativação da proteína cinase dependente de AMPc (PKA). A ativação da PKA pode fosforilar diversas estruturas intracelulares, obtendo
uma resposta específica ao estímulo.

Espero ter ajudado.

E geral o mecanismo sinalização inicia-se com: 1. o sinal (molécula sinalizadora) interage com um receptor; 2. o receptor ativa mecanismos celulares, produzindo um segundo sinal ou uma mudança na atividade de uma proteína celular;  3.a atividade metabólica da célula alvo se altera; 4.o evento de transdução cessa e a célula retorna ao seu estado pré-estímulo. 

As proteínas G são proteínas que, no estado inativo, encontram-se acopladas a receptores no meio intracelular e, graças a propriedades funcionais e estruturais, quando ativadas por estímulos adequados podem migrar pelo citosol e ativar enzimas amplificadoras ou canais iônicos, consumando a transdução de sinais, que é o processo de ativação dos eventos intracelulares por estímulos externos. Receptores que transmitem o sinal celular via proteínas G possuem uma região extracelular e uma região transmembrana com sete domínios hidrofóbicos.

A proteína Gs (estimulatória), que ativa a adenilato ciclase – enzima intracelular aderida à membrana plasmática que catalisa a de AMPc a partir do trifosfato de adenosina (ATP) – está relacionada com o aumento da resposta celular. Assim, após a formação do complexo ligante/G, a subunidade da proteína Gs catalisa a troca de GDP por GTP, assumindo a forma ativa que aumenta a concentração de AMPc intracelular culminando na ativação da proteína cinase dependente de AMPc (PKA). A ativação da PKA pode fosforilar diversas estruturas intracelulares, obtendo
uma resposta específica ao estímulo.

Espero ter ajudado.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes