A maior rede de estudos do Brasil

na presença de um veneno o antibiótico resolve

quando bacteria sao cultivadas sob condiçoes adversas, isto e, na precensa de um veneno como antibiotico, a maioria das celulas cresce e prolifera lentamente. contudo nao é imcomum que a velocidade de crescimento de uma cultura bacteriana mantida na presença do veneno seja restabelecida, apos alguns dias, para aquele observada na sua ausença. surgira como podemos explicar este caso.


1 resposta(s)

User badge image

Estudante

Há mais de um mês

A resistencia das bactérias aos antibióticos podem ser por indução de mutação no DNA ativo ou introdução de um DNA estranho. Este último pode se dar por transferência de material genético, entre células e espécies diferentes, para as bactérias.

Os mecanismos de resistência já descritos são:

Alteração de permeabilidade - ocorre em gram-negativas, onde as porinas presentes na membrana externa de polissacarídeos passam a ser impermeáveis a determinados antibióticos. Isto faz com que os mesmos não consigam entrar nas células.

Alteração no sítio de ação microbiano - ocorre quando há alteração do gene que codifica um produto resistente ao antimicrobiano. Este produto pode ser, por exemplo, uma proteína de membrana que inativa o antibiótico, quando o mesmo se liga a ela.

Bomba de efluxo - bombeamento ativo de antimicrobio do meio intracelular para o meio extracelular.

Degradação do antibiótico - Algumas bactérias gram-negativas podem produzir enzimas que degradam o antibiótico. Normalmente estas enzimas são secretadas no espaço periplasmático, onde agem em conjunto com a barreira de permeabilidade.

A resistencia das bactérias aos antibióticos podem ser por indução de mutação no DNA ativo ou introdução de um DNA estranho. Este último pode se dar por transferência de material genético, entre células e espécies diferentes, para as bactérias.

Os mecanismos de resistência já descritos são:

Alteração de permeabilidade - ocorre em gram-negativas, onde as porinas presentes na membrana externa de polissacarídeos passam a ser impermeáveis a determinados antibióticos. Isto faz com que os mesmos não consigam entrar nas células.

Alteração no sítio de ação microbiano - ocorre quando há alteração do gene que codifica um produto resistente ao antimicrobiano. Este produto pode ser, por exemplo, uma proteína de membrana que inativa o antibiótico, quando o mesmo se liga a ela.

Bomba de efluxo - bombeamento ativo de antimicrobio do meio intracelular para o meio extracelular.

Degradação do antibiótico - Algumas bactérias gram-negativas podem produzir enzimas que degradam o antibiótico. Normalmente estas enzimas são secretadas no espaço periplasmático, onde agem em conjunto com a barreira de permeabilidade.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes