A maior rede de estudos do Brasil

Quais os conceitos das Variantes da Nova Gestão Pública?

O conceito de eficiência e value for money e suas críticas; as descentralizações; da qualidade; sua problemáticas; a carta do cidadão

 


1 resposta(s)

User badge image

Eric Tabosa

Há mais de um mês

As Variantes da Nova Gestão tem como base três conceitos : Eficiência, Descentralização e da Qualidade

No Conceito de Eficiência, era fundamentada em duas fases, na Fase 1 (1979 - 1984) e enfâse era na disciplina monetária (Finantial Management Iniative), deveria ter um controle dos gastos, mas gastos com serviços gratuitos, como educação, saúde, segurança não são passíveis dessa disciplina monetária, já na Fase 2 (1984 - 1987/88) a enfâse se concentra nas privatizações do tipo Hard, onde eram privatizados todos os serviços públicos (Public Utilities). As principais críticas envolvendo esta variante é que a gestão empresarial não é superior à administração/gestão pública, esse mito deve acabar, outra crítica é o aumento do desemprego, porquê quando os serviços públicos passarem para os privados, eles terão apenas um objetivo, que é gerar lucro, e um dos meios para se chegar nesse objetivo é cortando gastos com vencimento de colaboradores, outra crítica à essa variante é que com a passagem dos serviços públicos para os privados, nem todos os cidadãos terão o acesso à esses bens e serviços, uma vez que não poderão pagar por aqueles bens e serviços, é o que chamamos de perda da igualdade dos cidadãos no acesso a bens e serviços

 

No Conceito da Descentralização, a enfâse é na privatização de tipo soft, onde só é privatizado as propriedades que apenas geram custos ao Estado, e são 3 suas críticas : 1 - Inexistência ou raridade de competição entre organizações, como aquele organização apenas gerava custo ao Estado e foi passado para o setor privado, isso acaba sem nenhuma competição entre as organizações, o privado estará preocupado em apenas manter o serviço.
2- Iniquidade de oportunidades, isso é a exclusão das oportunidades que o cidadão teria de ter acesso ao serviço
3- A qualidade é questionável, já que não existe concorência, o setor privado não se vê motivado em oferecer um serviço de qualidade

No Conceito Da Qualidade, tem uma enfâse nos Citizen's Charter (As Cartas dos Cidadões) em 1991, os cidadãos passam a utilizar essa ferramenta que atua como uma regulação em cima dos serviços públicos que lhe são prestados, a qualidade compreende três níveis : 1 - Micro - a ferramenta é utilizada dentra da organização e entre fornecedores e clientes internos; 2 - Meso - a ferramenta é utilizada entre a organização e os usuários do serviço e 3 - Macro - a ferramenta é utilizada entre a organização e os orgãos reguladores.

Espero ter ajudado!

As Variantes da Nova Gestão tem como base três conceitos : Eficiência, Descentralização e da Qualidade

No Conceito de Eficiência, era fundamentada em duas fases, na Fase 1 (1979 - 1984) e enfâse era na disciplina monetária (Finantial Management Iniative), deveria ter um controle dos gastos, mas gastos com serviços gratuitos, como educação, saúde, segurança não são passíveis dessa disciplina monetária, já na Fase 2 (1984 - 1987/88) a enfâse se concentra nas privatizações do tipo Hard, onde eram privatizados todos os serviços públicos (Public Utilities). As principais críticas envolvendo esta variante é que a gestão empresarial não é superior à administração/gestão pública, esse mito deve acabar, outra crítica é o aumento do desemprego, porquê quando os serviços públicos passarem para os privados, eles terão apenas um objetivo, que é gerar lucro, e um dos meios para se chegar nesse objetivo é cortando gastos com vencimento de colaboradores, outra crítica à essa variante é que com a passagem dos serviços públicos para os privados, nem todos os cidadãos terão o acesso à esses bens e serviços, uma vez que não poderão pagar por aqueles bens e serviços, é o que chamamos de perda da igualdade dos cidadãos no acesso a bens e serviços

 

No Conceito da Descentralização, a enfâse é na privatização de tipo soft, onde só é privatizado as propriedades que apenas geram custos ao Estado, e são 3 suas críticas : 1 - Inexistência ou raridade de competição entre organizações, como aquele organização apenas gerava custo ao Estado e foi passado para o setor privado, isso acaba sem nenhuma competição entre as organizações, o privado estará preocupado em apenas manter o serviço.
2- Iniquidade de oportunidades, isso é a exclusão das oportunidades que o cidadão teria de ter acesso ao serviço
3- A qualidade é questionável, já que não existe concorência, o setor privado não se vê motivado em oferecer um serviço de qualidade

No Conceito Da Qualidade, tem uma enfâse nos Citizen's Charter (As Cartas dos Cidadões) em 1991, os cidadãos passam a utilizar essa ferramenta que atua como uma regulação em cima dos serviços públicos que lhe são prestados, a qualidade compreende três níveis : 1 - Micro - a ferramenta é utilizada dentra da organização e entre fornecedores e clientes internos; 2 - Meso - a ferramenta é utilizada entre a organização e os usuários do serviço e 3 - Macro - a ferramenta é utilizada entre a organização e os orgãos reguladores.

Espero ter ajudado!

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes