A maior rede de estudos do Brasil

No exercício da profissão, o advogado pode ser preso, e, se sim, sob quais circunstâncias ?

Exercício advogacional.


3 resposta(s)

User badge image

Lyra

Há mais de um mês

se você quiser tratar sobre uma questão muito interessante e atual. A lei de lavagem de capitais, com a alteração formulada em 2013, passou a obrigar os advogados a fazer comunicação ao COAF sobre operações suspeitas praticadas por seus clientes. Então a doutrina falou que existem 2 tipos de atividade jurídica..a advocacia contenciosa e a advocacia consultiva sobre fatos abstratos. Segundo Renato Brasileiro de Lima (membro do mp militar) e rodrigo de Grandis (procurador da republica em sao paulo) para o advogado que exerce a advocacia consultiva, impõe-se o know you costumer, e ele está obrigado a notificar o COAF sobre operaçoes suspeitas e, inclusive, pode ser resposnabilizado em coautoria por lavagem de capitais.

se você quiser tratar sobre uma questão muito interessante e atual. A lei de lavagem de capitais, com a alteração formulada em 2013, passou a obrigar os advogados a fazer comunicação ao COAF sobre operações suspeitas praticadas por seus clientes. Então a doutrina falou que existem 2 tipos de atividade jurídica..a advocacia contenciosa e a advocacia consultiva sobre fatos abstratos. Segundo Renato Brasileiro de Lima (membro do mp militar) e rodrigo de Grandis (procurador da republica em sao paulo) para o advogado que exerce a advocacia consultiva, impõe-se o know you costumer, e ele está obrigado a notificar o COAF sobre operaçoes suspeitas e, inclusive, pode ser resposnabilizado em coautoria por lavagem de capitais.

User badge image

Kariston Amorim

Há mais de um mês

No que tange ao fato do advogado ser preso em flagrante vale dizer que essa prisão somente poderá ocorrer nos casos de infrações penais inafiançáveis e desde que o presidente da instituição (OAB) esteja presente no momento da prisão.

Sobre isso diz a LEI Nº 8.906/94:

Art. 7º São direitos do advogado:

§ 3º O advogado somente poderá ser preso em flagrante, por motivo de exercício da profissão, em caso de crime inafiançável, observado o disposto no inciso IV deste artigo. (IV – ter a presença de representante da OAB, quando preso em flagrante, por motivo ligado ao exercício da advocacia, para lavratura do auto respectivo, sob pena de nulidade e, nos demais casos, a comunicação expressa à seccional da OAB;).

User badge image

Lyra

Há mais de um mês

obs: se seu professor for advogado é melhor nem mencionar esta questão

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes