A maior rede de estudos do Brasil

Responda qual a natureza jurídica da sentença conforme o relato

O acusado quando citado por edital, não comparece a juízo e nem constitui advogado, dá causa a suspensão do processo e do prazo prescricional, conforme art. 366 do CPP, entretanto a legislação não estipula o lapso temporal dessa suspensão.

A CF veda a eternização das demandas judiciais, dessa forma, o STJ sumulou o entendimento de que esta suspensão deve atentar ao maximo da pena cominada segundo o art. 109 do CP.

Então se ocorrer a prescrição da pretensão punitiva o réu deverá ser absolvido, seria no caso então uma absolvição sumária por se tratar de extinção de punibilidade.

Mas vejamos, o STJ editou a súmula 438 que diz in verbis É inadmissível a extinção da punibilidade pela prescrição da pretensão punitiva com fundamento em pena hipotética, independentemente da existência ou sorte do processo penal. 

Então não seria o caso de absolvição sumária posto que o STJ assim entende. Mas, também não podemos dizer que é o caso de sentença absolutória posto que esta julga o mérito da ação penal de modo que se ocorre a prescrição, não há julgamento do mérito.

Qual seria a natureza jurídica da sentença que absolve o réu conforme o exposto?


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Estudante Verified user icon

Há mais de um mês

No caso em questão por não ser uma sentença condenatória em virtude de não ter analisado o mérito da demanda e como também não ser uma sentença eminentemente absolutória, em tese, trata-se de uma sentença declaratória sendo essa, segundo parte da doutrina, sua natureza jurídica. 

No caso em questão por não ser uma sentença condenatória em virtude de não ter analisado o mérito da demanda e como também não ser uma sentença eminentemente absolutória, em tese, trata-se de uma sentença declaratória sendo essa, segundo parte da doutrina, sua natureza jurídica. 

User badge image

Luciana

Há mais de um mês

Acredito que já que havendo prescrição não há julgamento do mérito da ação, a natureza jurídica seria sentença meramente declaratória da extinção da pretensão punitiva.

"A  sentença  que  reconhece  uma  causa  de  extinção  de  punibilidade  tem natureza declaratória. 
Assim  dizem  Nestor  Távora  e  Rosmar  Rodrigues  Alencar  que  a sentença declaratória de  extinção  da  punibilidade  é  uma  decisão  definitiva  que  encerra  a relação processual, julga o mérito, mas não condena e nem absolve. Ela aprecia o mérito da demanda, porém não de forma exauriente. É o que disse  Júlio Fabbrini Mirabete ao lecionar que nela se julga o mérito, se define o juízo,  mas não se condena nem absolve o acusado." ROMANO, Rogério Tadeu em http://www.jfrn.jus.br/institucional/biblioteca/doutrina/Doutrina371-a-morte-do-agente-e-a-prescricao.pdf

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas