A maior rede de estudos do Brasil

Como consigo identificar um carbono anomérico e sua ligação com a hidroxila ?

Como consigo identificar um carbono anomérico e sua ligação com a hidroxila ?


8 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Passei Direto

Há mais de um mês

Relembrando o conceito de Arrhenius, um ácido é uma substância que em meio aquoso libera prótons (H+), essa constante de dissociação é chamada de Ka. Quanto maior o Ka mais forte é o ácido. Como essas constantes são números muito grandes, usamos a equação pKa = -logKa para facilitar a comparação entre os ácidos fracos e fortes. Temos por exemplo o Ácido Fórmico (HCOOH) com Ka de 1,78x10-4 e pKa de 3,75, e o Ácido Fosfórico (H3PO4) com Ka de 7,25x10-3 e pKa de 2,14, analisando o Ka vemos que o ácido fosfórico é um ácido mais forte. Os tampões são soluções aquosas de ácidos fracos e suas bases conjugadas que dão a essa solução a capacidade de resistir às variações de pH. No corpo humano temos um importante sistema tampão, para manter o pH ideal para as reações intracelulares, formado pelo ácido carbônico e o bicarbonato. Um sistema tampão só é eficiente para manter pHs próximos do seu pKa.

Relembrando o conceito de Arrhenius, um ácido é uma substância que em meio aquoso libera prótons (H+), essa constante de dissociação é chamada de Ka. Quanto maior o Ka mais forte é o ácido. Como essas constantes são números muito grandes, usamos a equação pKa = -logKa para facilitar a comparação entre os ácidos fracos e fortes. Temos por exemplo o Ácido Fórmico (HCOOH) com Ka de 1,78x10-4 e pKa de 3,75, e o Ácido Fosfórico (H3PO4) com Ka de 7,25x10-3 e pKa de 2,14, analisando o Ka vemos que o ácido fosfórico é um ácido mais forte. Os tampões são soluções aquosas de ácidos fracos e suas bases conjugadas que dão a essa solução a capacidade de resistir às variações de pH. No corpo humano temos um importante sistema tampão, para manter o pH ideal para as reações intracelulares, formado pelo ácido carbônico e o bicarbonato. Um sistema tampão só é eficiente para manter pHs próximos do seu pKa.

User badge image

Mariana

Há mais de um mês

O átomo de carbono contendo o oxigênio da carbonila é o chamado carbono anomérico. "O átomo de carbono da carbonila ou hemiacetal é chamado de carbono anomérico" (Lehninger, 3 ed., pág. 228)"

O carnobo anomérico é aquele carbono  que passa a ser quiral ou assimétrico (faz 4 ligações diferentes) depois de ocorrer a ciclização da  molécula
 
Nas aldoses, o anomérico será o carbono 1 pois o carbono do grupo aldeido encontra se na ponta da estrutura linear da molécula, e nas cetoses corresponde ao carbono 2 pois o carbono do grupo cetona  não está  nas pontas da estrutura linear.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas