A maior rede de estudos do Brasil

Como é, e quando pode ser feita a Anulação de Paternidade?

Gostaria de saber mais sobre como é feita a anulação de registro de nascimento, por meio de ação negatória de paternidade.

Direito Civil IUNITOLEDO

3 resposta(s)

User badge image

alex

Há mais de um mês

Reconhecimento espontâneo da paternidade só pode ser desfeito diante de vício de consentimento.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que aquele que reconhece voluntariamente a paternidade de uma criança com a qual sabia não ter vínculo biológico não possui o direito subjetivo de propor posteriormente uma ação negatória de paternidade, sem que esteja caracterizado algum vício de consentimento, como por exemplo o erro ou a coação. A decisão, unânime, é da Terceira Turma, que sob a relatoria da ministra Nancy Andrighi deu provimento ao recurso especial do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

Reconhecimento espontâneo da paternidade só pode ser desfeito diante de vício de consentimento.

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu que aquele que reconhece voluntariamente a paternidade de uma criança com a qual sabia não ter vínculo biológico não possui o direito subjetivo de propor posteriormente uma ação negatória de paternidade, sem que esteja caracterizado algum vício de consentimento, como por exemplo o erro ou a coação. A decisão, unânime, é da Terceira Turma, que sob a relatoria da ministra Nancy Andrighi deu provimento ao recurso especial do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

User badge image

alex

Há mais de um mês

1 - SOBRE O JULGAMENTO

Trata-se de ação negatória de paternidade em que o autor alega não ser o pai biológico da criança, situação da qual tinha pleno conhecimento, e que teria agido sob coação quando do reconhecimento da paternidade.

No julgamento do REsp 1003628 , o STJ reformou a decisão do TJDF que declarava nulo o reconhecimento de paternidade espontâneo do pai que não possui vínculo biológico com o filho.

A Ministra Nancy Andrighi ressaltou que não é possível anular o reconhecimento de paternidade quando este foi feito de forma espontânea e sem qualquer vício de vontade.

Não foi acatada a alegação do autor de que este fora coagido, vez que o fato de ter reconhecido a paternidade para agradar sua esposa não configura coação.

Ademais, a recusa da paternidade causaria à criança imensos prejuízos psicológicos e violaria o princípio do interesse maior da criança

User badge image

Vitor Hugo

Há mais de um mês

Muito obrigado Alex!! Sua resposta foi de grande ajuda.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes