A maior rede de estudos do Brasil

Proteínas lectinas ?

Alguém sabe relacionar as funções exercidas pelas lectinas, sua relação com o ácido siálico?


2 resposta(s)

User badge image

Mariana

Há mais de um mês

As lectinas são definidas como proteínas de origem não imune que se ligam de maneira  reversível a carboidratos ou substâncias que contenham açúcares, tais como glicoproteínas. Têm capacidade em aglutinar células e/ou precipitar glicoconjugados devido a sua capacidade  específica de reconhecimento e ligação sem, entretanto, alterar a estrutura de nenhum glicosil  ligante. . Não existe, um papel típico de função biológica  desempenhada por este tipo de proteínas. Dentre os papéis biológicos detectáveis nas lectinas, podemos citar sua ação fungicida, antimicrobiana e inseticida, além de mimetizar as lectinas humanas e estimular células do sistema imune.

Lectinas acido siálico São em número muito reduzido as lectinas com especificidade para o acido siálico. Lectinas existentes na superfícies dos vírus ligam-se à  oligossacarídios da membrana que contém ácido siálico. A ocorrência da sialidase viral(enzima) degrada o ac. siálico  e permite a entrada do vírus na célula.

As lectinas são definidas como proteínas de origem não imune que se ligam de maneira  reversível a carboidratos ou substâncias que contenham açúcares, tais como glicoproteínas. Têm capacidade em aglutinar células e/ou precipitar glicoconjugados devido a sua capacidade  específica de reconhecimento e ligação sem, entretanto, alterar a estrutura de nenhum glicosil  ligante. . Não existe, um papel típico de função biológica  desempenhada por este tipo de proteínas. Dentre os papéis biológicos detectáveis nas lectinas, podemos citar sua ação fungicida, antimicrobiana e inseticida, além de mimetizar as lectinas humanas e estimular células do sistema imune.

Lectinas acido siálico São em número muito reduzido as lectinas com especificidade para o acido siálico. Lectinas existentes na superfícies dos vírus ligam-se à  oligossacarídios da membrana que contém ácido siálico. A ocorrência da sialidase viral(enzima) degrada o ac. siálico  e permite a entrada do vírus na célula.

User badge image

S. N.

Há mais de um mês

Muito Obrigado, Mariana!

Me ajudou muito!

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes