A maior rede de estudos do Brasil

A coerência e uma das características do ordenamento jurídico e significa


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

DLRV Advogados Verified user icon

Há mais de um mês

A coerência de um ordenamento jurídico se dá quando não há incompatibilidades insanáveis entre suas normas.

Segundo Bobbio, a incompatibilidade entre duas normas é um mal a ser eliminado e, portanto, pressupõe uma regra da coerência, que “em um ordenamento jurídico não devem existir antinomias”.

Em um ordenamento coerente, os produtores das normas não criam normas "que sejam incompatíveis com outras normas do sistema”, bem como os aplicadores, ao se depararem com antinomias, têm o dever de eliminá-las. 

A coerência de um ordenamento jurídico se dá quando não há incompatibilidades insanáveis entre suas normas.

Segundo Bobbio, a incompatibilidade entre duas normas é um mal a ser eliminado e, portanto, pressupõe uma regra da coerência, que “em um ordenamento jurídico não devem existir antinomias”.

Em um ordenamento coerente, os produtores das normas não criam normas "que sejam incompatíveis com outras normas do sistema”, bem como os aplicadores, ao se depararem com antinomias, têm o dever de eliminá-las. 

User badge image

Katiane Oliveira

Há mais de um mês

Concluímos que o ordenamento jurídico, apesar do problema das antinomias apresenta coerência. Quando surgem as antinomias sua solução dar-se-á pelos critérios: cronológico, hierárquico, ou da especialidade, se estas forem solúveis, sendo estas insolúveis, contar-se-á com a discricionariedade do intérprete.
Mesmo apresentando antinomias, o que se verifica é que as mesmas não causam o desmoronamento do sistema, mantendo assim uma determinada ordem.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas