A maior rede de estudos do Brasil

ANALISE A RELAÇÃO DA PEDAGOGIA COM FILOSOFIA?


1 resposta(s)

User badge image

Joana Yahn

Há mais de um mês

Segundo Luckesi (1995, 31), as relações entre filosofia e educação parecem naturais. Enquanto a educação trabalha o desenvolvimento das novas gerações de uma sociedade, a filosofia é a reflexão sobre o que e como devem ser ou se desenvolver as gerações e a sociedade. É a filosofia que exige postura do educador. Por isso diz Nas relações entre filosofia e educação só existem realmente duas opções: ou se pensa e se reflete sobre o que se faz e assim se realiza uma ação educativa consciente; ou não se reflete criticamente e opaca o existente na cultura da vida do dia-a-dia – e assim se realiza uma ação educativa com baixo nível de consciência. [...] Filosofia e educação, pois, estão vinculadas no tempo e no espaço. Não há como fugir dessa ‘fatalidade’ da nossa existência. Assim sendo, parece-nos ser mais válido e mais rico, para nós e para a vida humana, fazer esta junção de uma maneira consciente, como bem cabe a qualquer ser humano [...] (Luckesi, 1995, p.32-33). A propósito do ser humano, vale complementar que os objetivos educacionais devem sempre compreender a constituição de sujeitos conscientes, críticos e responsáveis.

Segundo Luckesi (1995, 31), as relações entre filosofia e educação parecem naturais. Enquanto a educação trabalha o desenvolvimento das novas gerações de uma sociedade, a filosofia é a reflexão sobre o que e como devem ser ou se desenvolver as gerações e a sociedade. É a filosofia que exige postura do educador. Por isso diz Nas relações entre filosofia e educação só existem realmente duas opções: ou se pensa e se reflete sobre o que se faz e assim se realiza uma ação educativa consciente; ou não se reflete criticamente e opaca o existente na cultura da vida do dia-a-dia – e assim se realiza uma ação educativa com baixo nível de consciência. [...] Filosofia e educação, pois, estão vinculadas no tempo e no espaço. Não há como fugir dessa ‘fatalidade’ da nossa existência. Assim sendo, parece-nos ser mais válido e mais rico, para nós e para a vida humana, fazer esta junção de uma maneira consciente, como bem cabe a qualquer ser humano [...] (Luckesi, 1995, p.32-33). A propósito do ser humano, vale complementar que os objetivos educacionais devem sempre compreender a constituição de sujeitos conscientes, críticos e responsáveis.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes