A maior rede de estudos do Brasil

Correlacione a extinção dos contratos pelo cumprimento prestação pactuada e o princípio da boa-fé.

Direito Processual Civil III

FACULDADES DOCTUM


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Carlos Eduardo Ferreira de Souza Verified user icon

Há mais de um mês

Pelo princípio da boa-fé, dentre outras questões, se entende que as obrigações contraídas possuirão a extinção natural, que ocorre pelo adimplemento voluntário, sem necessidade de sanções ou busca do Judiciário para substituir as partes.

Assim, o cumprimento da prestação pactuada atende bem ao princípio, que impõe lisura, retidão, lealdade, etc.

Pelo princípio da boa-fé, dentre outras questões, se entende que as obrigações contraídas possuirão a extinção natural, que ocorre pelo adimplemento voluntário, sem necessidade de sanções ou busca do Judiciário para substituir as partes.

Assim, o cumprimento da prestação pactuada atende bem ao princípio, que impõe lisura, retidão, lealdade, etc.

User badge image

Antonio Avila

Há mais de um mês

O adimplemento da obrigação for muito próxima do resultado final, a parte credora não terá direito de pedir a resolução do contrato porque violaria a boa-fé objetiva. Mas, e o credor... Resta pedir o cumprimento da parte que ficou inadimplida ou pleitear indenização pelos prejuízos causados. Artigo 475 CC: A parte lesada pelo inadimplemento pode pedir a resolução do contrato, se não preferir exigir-lhe o cumprimento, cabendo, em qualquer dos casos, indenização por perdas e danos. Enunciado 361 CJF: O adimplemento substancial decorre dos princípios gerais contratuais, de modo a fazer preponderar a função social do contrato e o princípio da boa-fé objetiva, balizando a aplicação do artigo 475.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas