A maior rede de estudos do Brasil

Natureza juridica de um nascituro

Preciso de uma explicação sobre isso , mas eu não acho em lugar nenhum 


3 resposta(s)

User badge image

Wilkinson Luciano

Há mais de um mês

Nos termos do art. 2º do Código Civil de 2002, "A personalidade civil da pessoa começa do nascimento com vida; mas a lei põe a salvo, desde a concepção, os direitos do nascituro". Nos termos de nossa legislação surge um impasse, pois, embora não tenha personalidade, que apenas começa com o nascimento com vida, o nascituro pode titularizar direitos, como, por exemplo, a busca de "alimentos gravídicos". Em razão das controvérsias acerca da natureza jurídica do nascituro, três teorias forjaram-se, basicamente. A primeira, natalista, afirma que o nascituro possui mera expectativa de direito, só fazendo jus à personalidade após o nascimento com vida (art.2º, 1ª parte do CC/02); já a teoria concepcionista assegura ao nascituro personalidade, desde a concepção, possuindo, assim, direito à personalidade antes mesmo de nascer; a teoria da "personalidade condicionada" forja, a seu turno, uma "personalidade virtual ao nascituro", vez que ele possui personalidade, mas sob a condição de nascer com vida.

 

Fonte:

Wikipedia

Nos termos do art. 2º do Código Civil de 2002, "A personalidade civil da pessoa começa do nascimento com vida; mas a lei põe a salvo, desde a concepção, os direitos do nascituro". Nos termos de nossa legislação surge um impasse, pois, embora não tenha personalidade, que apenas começa com o nascimento com vida, o nascituro pode titularizar direitos, como, por exemplo, a busca de "alimentos gravídicos". Em razão das controvérsias acerca da natureza jurídica do nascituro, três teorias forjaram-se, basicamente. A primeira, natalista, afirma que o nascituro possui mera expectativa de direito, só fazendo jus à personalidade após o nascimento com vida (art.2º, 1ª parte do CC/02); já a teoria concepcionista assegura ao nascituro personalidade, desde a concepção, possuindo, assim, direito à personalidade antes mesmo de nascer; a teoria da "personalidade condicionada" forja, a seu turno, uma "personalidade virtual ao nascituro", vez que ele possui personalidade, mas sob a condição de nascer com vida.

 

Fonte:

Wikipedia

User badge image

Karol Gonçalves

Há mais de um mês

Baseando-se no código civil de 2002, o nascituro não tem personalidade jurídica. Assim, não tem a aptidão genérica para ser titular de direitos e contrair obrigações. No entanto, como consta no próprio código civil, os seus direitos estão resguardados desde a concepção. Neste sentido, o nascituro pode ser titular de direitos personalíssimos, extrapatrimoniais, como o direito à vida e a um tratamento pré-natal. Assim, tem-se que a natureza jurídica do nascituro é a de "um ser a caminho da vida", que tem "expectativa de direitos". Diferente da natureza jurídica do embrião que é a de um "objeto de direito", e é isso que possibilita que este (embrião) seja usado em pesquisas científicas. É importante ressaltar a diferença entre embrião e nascituro. O nascituro é o embrião em desenvolvimento, dentro do útero materno.

User badge image

Tales Araujo

Há mais de um mês

Baseando-se no código civil de 2002, o nascituro não tem personalidade jurídica. Assim, não tem a aptidão genérica para ser titular de direitos e contrair obrigações. No entanto, como consta no próprio código civil, os seus direitos estão resguardados desde a concepção. Neste sentido, o nascituro pode ser titular de direitos personalíssimos, extrapatrimoniais, como o direito à vida e a um tratamento pré-natal. Assim, tem-se que a natureza jurídica do nascituro é a de "um ser a caminho da vida", que tem "expectativa de direitos". Diferente da natureza jurídica do embrião que é a de um "objeto de direito", e é isso que possibilita que este (embrião) seja usado em pesquisas científicas. É importante ressaltar a diferença entre embrião e nascituro. O nascituro é o embrião em desenvolvimento, dentro do útero materno.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes