A maior rede de estudos do Brasil

Defina pré carga e pós carga no sistema cardiovascular e explique quais os fatores que determinam. E como elas se comportam durante o exercício?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Nesta questão, devemos aplicar diretamente os conceitos de pré-carga e de pós-carga.

Temos que:

  • Pré-carga é a dificuldade de ejeção do sangue enfrentada pelo ventrículo, no momento antes da ejeção;
    •  Pode ser medida como o volume diastólico final, ou seja, quanto maior o enchimento, maior será a quantidade de sangue ejetado, ou seja, a pré-carga será aumentada. Quando se aumenta a pré-carga, normalmente há um aumento da ejeção de sangue.
  • Pós-carga é a dificuldade de ejeção do sangue enfrentada pelo ventrículo, durante a ejeção;
    • Quanto maior a pressão arterial, maior é a pós-carga, ou seja, mais difícil é a ejeção.
    • É determinada por vários fatores:
      • Volume e massa do sangue ejetado;
      • Tamanho e espessura das paredes dos ventrículos; e
      • Impedância dos vasos.
    • Na aplicação clínica, para a medida da pós-carga são utilizadas:
      • Resistência vascular sistêmica (RVS) para o ventrículo esquerdo; e
      • Resistência vascular pulmonar (RVP) para o ventrículo direito.

Além disso, durante o exercício físico ocorre, em relação a estes dois conceitos:

  • Aumento da pré-carga, devido ao aumento da atividade das bombas muscular e respiratória; e
  • Diminuição da pós-carga, em consequência à vasodilatação.

Nesta questão, devemos aplicar diretamente os conceitos de pré-carga e de pós-carga.

Temos que:

  • Pré-carga é a dificuldade de ejeção do sangue enfrentada pelo ventrículo, no momento antes da ejeção;
    •  Pode ser medida como o volume diastólico final, ou seja, quanto maior o enchimento, maior será a quantidade de sangue ejetado, ou seja, a pré-carga será aumentada. Quando se aumenta a pré-carga, normalmente há um aumento da ejeção de sangue.
  • Pós-carga é a dificuldade de ejeção do sangue enfrentada pelo ventrículo, durante a ejeção;
    • Quanto maior a pressão arterial, maior é a pós-carga, ou seja, mais difícil é a ejeção.
    • É determinada por vários fatores:
      • Volume e massa do sangue ejetado;
      • Tamanho e espessura das paredes dos ventrículos; e
      • Impedância dos vasos.
    • Na aplicação clínica, para a medida da pós-carga são utilizadas:
      • Resistência vascular sistêmica (RVS) para o ventrículo esquerdo; e
      • Resistência vascular pulmonar (RVP) para o ventrículo direito.

Além disso, durante o exercício físico ocorre, em relação a estes dois conceitos:

  • Aumento da pré-carga, devido ao aumento da atividade das bombas muscular e respiratória; e
  • Diminuição da pós-carga, em consequência à vasodilatação.
User badge image

Lucas

Há mais de um mês

Pré-carga pode ser entendida como a sobrecarga de volume sanguíneo no ventrículo do coração antes deste se contrair para ejetar o sangue. Ou seja, é o volume diastólico final (o max de sangue que entra no ventriculo antes deste se contrair e ejetar). Já a pós-carga é a força que o ventriculo faz para ejetar o sangue (durante sua contração). Imagine que o ventrículo é um balão (uma bexiga de borracha), e o sangue o ar dentro dele. Você sopra o ar pra dentro do balão até o maximo, este volume máximo seria a pré-carga. Mas agora imagine que você pode soltar o ar de duas formas: 1- soltar o bico do balão e deixar o ar sair naturalmente; 2- soltar o ar prendendo o bico um pouco, logo o ar vai sair com mais dificuldade, e numa velocidade menor, e pra sair na mesma velocidade que no exemplo "1", você teria que apertar o balão com suas mãos. Entao, esta força que você faz com as mãos para ejetar o ar é a pós-carga, que pode ser diferente entre pessoas. No exemplo "1" o balão poderia ser o coração de uma pessoa normotensa, ja no exemplo "2", poderia ser um coração de uma pessoa hipertensa (que tem maior resistencia nas artérias, dificultadno a saida do sangue).

Durante o exercício físico ambas são elevadas, a pré-carga (pois o coração se dilata em maior quantidade, acumulando maior quantidade de sangue nos ventrículos) e na pós-carga, pois o sistema nervoso autonomo libera noradrenalina nas paredes do ventrículo, que aumenta a força de contração do ventrículo (pós-carga).

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas