A maior rede de estudos do Brasil

Quais as principais síndromes ligadas a Isquemia Cardíaca?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Por definição, temos que a isquemia é caracterizada pela diminuição da passagem de sangue pelas artérias coronárias, que são os vasos que levam sangue ao coração. Essa condição é geralmente causada quando o fluxo sanguíneo para o coração é reduzido, impedindo que ele receba oxigênio suficiente.


Temos que a isquemia pode se desenvolver lentamente à medida que as artérias ficam bloqueadas ou podem também ocorrer rapidamente quando uma artéria é bloqueada repentinamente e seu tratamento é feito com medicamentos para melhorar o fluxo de sangue destes vasos, prescritos pelo cardiologista, como metoprolol, sinvastatina e AAS, por exemplo, além do controle do colesterol e sal na alimentação e realização de atividade física.


Portanto, nesse contexto, temos os seguinte tipos de isquemia:

Angina estável: é a mais comum e uma das mais fáceis de ser percebida. Normalmente ela age de forma regular, ou seja, segue um padrão.

Angina instável: também é um tipo de isquemia crônica, mas a dor no peito pode surgir à qualquer momento, dura mais que 20 minutos, não melhora com o descanso, e, se não for rapidamente tratada, irá evoluir para um infarto.

Isquemia silenciosa: é uma das condições mais perigosas, devido ao fato do paciente não apresentar dor, podendo inclusive causar um ataque cardíaco sem aviso prévio. 

Por definição, temos que a isquemia é caracterizada pela diminuição da passagem de sangue pelas artérias coronárias, que são os vasos que levam sangue ao coração. Essa condição é geralmente causada quando o fluxo sanguíneo para o coração é reduzido, impedindo que ele receba oxigênio suficiente.


Temos que a isquemia pode se desenvolver lentamente à medida que as artérias ficam bloqueadas ou podem também ocorrer rapidamente quando uma artéria é bloqueada repentinamente e seu tratamento é feito com medicamentos para melhorar o fluxo de sangue destes vasos, prescritos pelo cardiologista, como metoprolol, sinvastatina e AAS, por exemplo, além do controle do colesterol e sal na alimentação e realização de atividade física.


Portanto, nesse contexto, temos os seguinte tipos de isquemia:

Angina estável: é a mais comum e uma das mais fáceis de ser percebida. Normalmente ela age de forma regular, ou seja, segue um padrão.

Angina instável: também é um tipo de isquemia crônica, mas a dor no peito pode surgir à qualquer momento, dura mais que 20 minutos, não melhora com o descanso, e, se não for rapidamente tratada, irá evoluir para um infarto.

Isquemia silenciosa: é uma das condições mais perigosas, devido ao fato do paciente não apresentar dor, podendo inclusive causar um ataque cardíaco sem aviso prévio. 

User badge image

Daniela

Há mais de um mês

Angina, infarto agudo do miocárdio e morte súbita.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas