A maior rede de estudos do Brasil

Controle de osmolaridade e regulação glicêmica. o que é e como funciona cada uma ?


6 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O corpo humano quer glicose no sangue (açúcar no sangue) mantida em um intervalo muito estreito. Insulina e glucagon são os hormônios que fazem isso acontecer. Tanto a insulina como o glucagon são secretados pelo pâncreas e, portanto, são referidos como hormônios endócrinos pancreáticos. A imagem da esquerda mostra a relação íntima que a insulina e o glucagon têm entre si. Note-se que o pâncreas serve como o jogador central neste esquema. É a produção de insulina e glucagon pelo pâncreas que, em última análise, determina se um paciente tem diabetes, hipoglicemia ou algum outro problema de açúcar.


A insulina e o glucagon são hormônios secretados pelas células das ilhotas do pâncreas. Ambos são secretados em resposta aos níveis de açúcar no sangue, mas de maneira oposta! A insulina é normalmente secretada pelas células beta (um tipo de célula das ilhotas) do pâncreas. O estímulo para a secreção de insulina é uma ALTA glicose no sangue ... é tão simples assim! Embora exista sempre um baixo nível de insulina secretada pelo pâncreas, a quantidade secretada no sangue aumenta à medida que a glicose no sangue aumenta.


Da mesma forma, à medida que a glicose no sangue diminui, a quantidade de insulina secretada pelas ilhotas pancreáticas diminui. Como pode ser visto na foto, a insulina tem um efeito em várias células, incluindo músculos, glóbulos vermelhos e células adiposas. Em resposta à insulina, essas células absorvem a glicose do sangue, tendo o efeito líquido de reduzir os níveis elevados de glicose no sangue para a faixa normal.


O glucagon é secretado pelas células alfa das ilhotas pancreáticas da mesma maneira que a insulina ... exceto na direção oposta. Se a glicose no sangue é alta, então nenhum glucagon é secretado. Quando a glicose no sangue fica BAIXA, no entanto (como entre as refeições e durante o exercício), mais e mais glucagon é secretado. Como a insulina, o glucagon tem um efeito em muitas células do corpo, mas principalmente no fígado.

O corpo humano quer glicose no sangue (açúcar no sangue) mantida em um intervalo muito estreito. Insulina e glucagon são os hormônios que fazem isso acontecer. Tanto a insulina como o glucagon são secretados pelo pâncreas e, portanto, são referidos como hormônios endócrinos pancreáticos. A imagem da esquerda mostra a relação íntima que a insulina e o glucagon têm entre si. Note-se que o pâncreas serve como o jogador central neste esquema. É a produção de insulina e glucagon pelo pâncreas que, em última análise, determina se um paciente tem diabetes, hipoglicemia ou algum outro problema de açúcar.


A insulina e o glucagon são hormônios secretados pelas células das ilhotas do pâncreas. Ambos são secretados em resposta aos níveis de açúcar no sangue, mas de maneira oposta! A insulina é normalmente secretada pelas células beta (um tipo de célula das ilhotas) do pâncreas. O estímulo para a secreção de insulina é uma ALTA glicose no sangue ... é tão simples assim! Embora exista sempre um baixo nível de insulina secretada pelo pâncreas, a quantidade secretada no sangue aumenta à medida que a glicose no sangue aumenta.


Da mesma forma, à medida que a glicose no sangue diminui, a quantidade de insulina secretada pelas ilhotas pancreáticas diminui. Como pode ser visto na foto, a insulina tem um efeito em várias células, incluindo músculos, glóbulos vermelhos e células adiposas. Em resposta à insulina, essas células absorvem a glicose do sangue, tendo o efeito líquido de reduzir os níveis elevados de glicose no sangue para a faixa normal.


O glucagon é secretado pelas células alfa das ilhotas pancreáticas da mesma maneira que a insulina ... exceto na direção oposta. Se a glicose no sangue é alta, então nenhum glucagon é secretado. Quando a glicose no sangue fica BAIXA, no entanto (como entre as refeições e durante o exercício), mais e mais glucagon é secretado. Como a insulina, o glucagon tem um efeito em muitas células do corpo, mas principalmente no fígado.

User badge image

Gerson

Há mais de um mês

Regulação glicêmica plasmática:

Células hipotalâmicas possuem proteínas sensoras de glicose em sua membrana plasmática. Quando os níveis de glicose plasmática elevam, o hipotálamo consegue detectar, já que a glicose ultrapassa a barreira hematoencefálica, estimulando as células pancreáticas a produzirem e liberarem insulina no sangue. A insulina aumenta a permeabilidade das células `glicose, reduzindo sua concentração sérica. Em caso de queda da glicemia, o hipotálamo percebe e estimula as células alfa pancreáticas, que produzem e liberam glucagón. Este, por sua vez, age nas células hepáticas, estimulando a quebra do glicogênio e liberação de glicose no plasma.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas