A maior rede de estudos do Brasil

De acordo com os princípios da educação de Paulo Freire as características consideradas fundamentais para a formação de um professor ideal são:

fundamentos da educação

Pedagogia

UNG


5 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para Paulo Freire, o mais célebre educador brasileiro, autor da “Pedagogia do Oprimido”, os princípios fundamentais para a formação de um professor ideal são: racionalidade mediação e autonomia.

O educador brasileiro resgata o sentido socrático da palavra para dizer que racionalidade é a consciência das próprias limitações, ou seja, é uma racionalidade que se coloca na atitude de não saber, e que reconhece que não sabe tudo e que ainda tem muito a aprender.

Quando se trata de Mediação, Freire se refere ao professor que sabe utilizar do meio social como mediador entre o professor e o aluno, que utiliza a realidade a que estão imersos para bem próprio do aprendizado.

E por fim, como autor da “Pedagogia da Autonomia”, Freire apresenta práticas pedagógicas que valorizam e respeitam tanto a cultura do educando como seu banco de conhecimentos em conjunto com a sua própria individualidade e atuam como forma de construir a autonomia do sujeito.

 

Para Paulo Freire, o mais célebre educador brasileiro, autor da “Pedagogia do Oprimido”, os princípios fundamentais para a formação de um professor ideal são: racionalidade mediação e autonomia.

O educador brasileiro resgata o sentido socrático da palavra para dizer que racionalidade é a consciência das próprias limitações, ou seja, é uma racionalidade que se coloca na atitude de não saber, e que reconhece que não sabe tudo e que ainda tem muito a aprender.

Quando se trata de Mediação, Freire se refere ao professor que sabe utilizar do meio social como mediador entre o professor e o aluno, que utiliza a realidade a que estão imersos para bem próprio do aprendizado.

E por fim, como autor da “Pedagogia da Autonomia”, Freire apresenta práticas pedagógicas que valorizam e respeitam tanto a cultura do educando como seu banco de conhecimentos em conjunto com a sua própria individualidade e atuam como forma de construir a autonomia do sujeito.

 

User badge image

Marilia

Há mais de um mês

Imparcialidade, objetividade, planejador ...

 

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Para Paulo Freire, o mais célebre educador brasileiro, autor da “Pedagogia do Oprimido”, os princípios fundamentais para a formação de um professor ideal são: racionalidade mediação e autonomia.

O educador brasileiro resgata o sentido socrático da palavra para dizer que racionalidade é a consciência das próprias limitações, ou seja, é uma racionalidade que se coloca na atitude de não saber, e que reconhece que não sabe tudo e que ainda tem muito a aprender.

Quando se trata de Mediação, Freire se refere ao professor que sabe utilizar do meio social como mediador entre o professor e o aluno, que utiliza a realidade a que estão imersos para bem próprio do aprendizado.

E por fim, como autor da “Pedagogia da Autonomia”, Freire apresenta práticas pedagógicas que valorizam e respeitam tanto a cultura do educando como seu banco de conhecimentos em conjunto com a sua própria individualidade e atuam como forma de construir a autonomia do sujeito.

 

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Para Paulo Freire, o mais célebre educador brasileiro, autor da “Pedagogia do Oprimido”, os princípios fundamentais para a formação de um professor ideal são: racionalidade mediação e autonomia.

O educador brasileiro resgata o sentido socrático da palavra para dizer que racionalidade é a consciência das próprias limitações, ou seja, é uma racionalidade que se coloca na atitude de não saber, e que reconhece que não sabe tudo e que ainda tem muito a aprender.

Quando se trata de Mediação, Freire se refere ao professor que sabe utilizar do meio social como mediador entre o professor e o aluno, que utiliza a realidade a que estão imersos para bem próprio do aprendizado.

E por fim, como autor da “Pedagogia da Autonomia”, Freire apresenta práticas pedagógicas que valorizam e respeitam tanto a cultura do educando como seu banco de conhecimentos em conjunto com a sua própria individualidade e atuam como forma de construir a autonomia do sujeito.

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas