A maior rede de estudos do Brasil

Porque as células dendríticas não reconhecem as bactérias que estão no intestino?

Imunologia

UNICEUMA


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

As células dendríticas são importantes células do sistema imunológico que têm a função de capturar microorganismos prejudiciais ao organismo; em seguida, elas apresentam estes microorganismos aos linfócitos T ou B, que são células responsáveis por regular o sistema imune, defendendo o corpo contra possíveis doenças. 


Assim, quando o sistema imune se sente ameaçado, ativa este tipo de célula para identificar a ameaça e eliminá-la corretamente. Desta forma, se as células dendríticas não funcionarem corretamente, o sistema imune tem mais dificuldade para defender o corpo, existindo maior chance de desenvolver uma doença ou até câncer.


Ao se ligarem com o patógeno ou à substância estranha os anticorpos podem bloquear a associação do patógeno com seus alvos. Por exemplo, anticorpos contra toxinas bacterianas podem impeder a ligação da toxina às células hospedeiras próximas ao tornar a toxina inócua. Similarmente, anticorpos que se ligam a patógenos virais ou bacterianos podem impeder a ligação do patógeno ao seu alvo nas proximidades impedindo a infecção ou colonização.

As células dendríticas são importantes células do sistema imunológico que têm a função de capturar microorganismos prejudiciais ao organismo; em seguida, elas apresentam estes microorganismos aos linfócitos T ou B, que são células responsáveis por regular o sistema imune, defendendo o corpo contra possíveis doenças. 


Assim, quando o sistema imune se sente ameaçado, ativa este tipo de célula para identificar a ameaça e eliminá-la corretamente. Desta forma, se as células dendríticas não funcionarem corretamente, o sistema imune tem mais dificuldade para defender o corpo, existindo maior chance de desenvolver uma doença ou até câncer.


Ao se ligarem com o patógeno ou à substância estranha os anticorpos podem bloquear a associação do patógeno com seus alvos. Por exemplo, anticorpos contra toxinas bacterianas podem impeder a ligação da toxina às células hospedeiras próximas ao tornar a toxina inócua. Similarmente, anticorpos que se ligam a patógenos virais ou bacterianos podem impeder a ligação do patógeno ao seu alvo nas proximidades impedindo a infecção ou colonização.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas