A maior rede de estudos do Brasil

O que é neologismo ?

O que é ?

História

UFRRJ


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Neologismo é a criação de novas palavras na língua devido à uma necessidade de designar novos objetos ou conceitos. Geralmente, este fenômeno linguístico ocorre quando um indivíduo quer se expressar e não encontra a palavra existente que contemple tal necessidade. Esse tipo de situação é ocorrido pelos falantes nativos, tendo estes o total domínio linguístico. Os processos de formação de palavras são mais fáceis, pois o idioma já internalizado no mesmo. Sendo assim, o facilita sem ao menos perceber que utiliza os processos existentes da língua (sufixação, preposição, justaposição).


Um exemplo de neologismo é a linguagem neutra na língua portuguesa, utilizando “e”, “x” ou “@” para dar neutralidade a um substantivo. Exemplos: Amigx, interessade, bem-vind@. Estes são exemplos de neologismo semântico, quando a palavra é existente, mas ganha uma nova conotação, novo significado. O neologismo da linguagem neutra não é oficial ainda.

O neologismo sintático é o resultado da organização de um novo vocábulo, com derivações ou composições de elementos da língua. Um exemplo disso é a evolução do pronome de tratamento “você”, que se originou como “vossa mercê”, passando depois a ser utilizado como “vós mercê”, até sua forma atual “você” (com a versão “CE” também, mais utilizado em ocasiões informais).

Neologismo lexical é quando se cria uma nova palavra com um conceito novo. Por exemplo: Abobado, deletar, internetês, entre outros.


A necessidade do neologismo surgir pode ser considerado fútil em alguns casos, por exemplo fins pejorativos (gírias, palavrões, dialetos e expressões locais), pode ser simplesmente surgir para fins comunicativos entre pessoas de um local determinado (como algumas regiões brasileiras terem seus próprios dialeto), ou fins pejorativos (palavrões, gírias, ironias, etc). O neologismo português existe por ser uma língua viva, ou seja, passível de mudanças que podem vir a ser determinantes. O neologismo nada mais é do que a evolução linguística de um idioma, sendo assim, nascendo e morrendo terminologias e expressões todos os dias, durante séculos e séculos de fala.

Neologismo é a criação de novas palavras na língua devido à uma necessidade de designar novos objetos ou conceitos. Geralmente, este fenômeno linguístico ocorre quando um indivíduo quer se expressar e não encontra a palavra existente que contemple tal necessidade. Esse tipo de situação é ocorrido pelos falantes nativos, tendo estes o total domínio linguístico. Os processos de formação de palavras são mais fáceis, pois o idioma já internalizado no mesmo. Sendo assim, o facilita sem ao menos perceber que utiliza os processos existentes da língua (sufixação, preposição, justaposição).


Um exemplo de neologismo é a linguagem neutra na língua portuguesa, utilizando “e”, “x” ou “@” para dar neutralidade a um substantivo. Exemplos: Amigx, interessade, bem-vind@. Estes são exemplos de neologismo semântico, quando a palavra é existente, mas ganha uma nova conotação, novo significado. O neologismo da linguagem neutra não é oficial ainda.

O neologismo sintático é o resultado da organização de um novo vocábulo, com derivações ou composições de elementos da língua. Um exemplo disso é a evolução do pronome de tratamento “você”, que se originou como “vossa mercê”, passando depois a ser utilizado como “vós mercê”, até sua forma atual “você” (com a versão “CE” também, mais utilizado em ocasiões informais).

Neologismo lexical é quando se cria uma nova palavra com um conceito novo. Por exemplo: Abobado, deletar, internetês, entre outros.


A necessidade do neologismo surgir pode ser considerado fútil em alguns casos, por exemplo fins pejorativos (gírias, palavrões, dialetos e expressões locais), pode ser simplesmente surgir para fins comunicativos entre pessoas de um local determinado (como algumas regiões brasileiras terem seus próprios dialeto), ou fins pejorativos (palavrões, gírias, ironias, etc). O neologismo português existe por ser uma língua viva, ou seja, passível de mudanças que podem vir a ser determinantes. O neologismo nada mais é do que a evolução linguística de um idioma, sendo assim, nascendo e morrendo terminologias e expressões todos os dias, durante séculos e séculos de fala.

User badge image

Nilce

Há mais de um mês

Corresponde á formção de novos termos ou expressões da lingua os quais surgem com o intuito de suprir lacunas momentaneas ou permanentes.

User badge image

Andre

Há mais de um mês

Neologismo é a criação de novas palavras na língua devido à uma necessidade de designar novos objetos ou conceitos. Geralmente, este fenômeno linguístico ocorre quando um indivíduo quer se expressar e não encontra a palavra existente que contemple tal necessidade. Esse tipo de situação é ocorrido pelos falantes nativos, tendo estes o total domínio linguístico. Os processos de formação de palavras são mais fáceis, pois o idioma já internalizado no mesmo. Sendo assim, o facilita sem ao menos perceber que utiliza os processos existentes da língua (sufixação, preposição, justaposição).


Um exemplo de neologismo é a linguagem neutra na língua portuguesa, utilizando “e”, “x” ou “@” para dar neutralidade a um substantivo. Exemplos: Amigx, interessade, bem-vind@. Estes são exemplos de neologismo semântico, quando a palavra é existente, mas ganha uma nova conotação, novo significado. O neologismo da linguagem neutra não é oficial ainda.

O neologismo sintático é o resultado da organização de um novo vocábulo, com derivações ou composições de elementos da língua. Um exemplo disso é a evolução do pronome de tratamento “você”, que se originou como “vossa mercê”, passando depois a ser utilizado como “vós mercê”, até sua forma atual “você” (com a versão “CE” também, mais utilizado em ocasiões informais).

Neologismo lexical é quando se cria uma nova palavra com um conceito novo. Por exemplo: Abobado, deletar, internetês, entre outros.


A necessidade do neologismo surgir pode ser considerado fútil em alguns casos, por exemplo fins pejorativos (gírias, palavrões, dialetos e expressões locais), pode ser simplesmente surgir para fins comunicativos entre pessoas de um local determinado (como algumas regiões brasileiras terem seus próprios dialeto), ou fins pejorativos (palavrões, gírias, ironias, etc). O neologismo português existe por ser uma língua viva, ou seja, passível de mudanças que podem vir a ser determinantes. O neologismo nada mais é do que a evolução linguística de um idioma, sendo assim, nascendo e morrendo terminologias e expressões todos os dias, durante séculos e séculos de fala.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas