A maior rede de estudos do Brasil

como pode ser explicada os comportamentos dos seres humanos segundo os estudos antropológicos ?

homem e sociedade

Enfermagem

UNIP


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Os antropólogos adotam uma abordagem ampla para entender os diversos aspectos da experiência humana, que chamamos de holismo. Eles consideram o passado, através da arqueologia, para ver como os grupos humanos viveram centenas ou milhares de anos atrás e o que era importante para eles. Eles consideram o que compõe nossos corpos biológicos e genética, bem como nossos ossos, dieta e saúde.

Antropólogos também comparam humanos com outros animais (na maioria das vezes, outros primatas como macacos e chimpanzés) para ver o que temos em comum com eles e o que nos torna únicos. Embora quase todos os seres humanos precisem das mesmas coisas para sobreviver, como comida, água e companhia, as maneiras pelas quais as pessoas atendem a essas necessidades podem ser muito diferentes.

Por exemplo, todos precisam comer, mas as pessoas comem alimentos diferentes e obtêm alimentos de diferentes maneiras. Assim, os antropólogos analisam como diferentes grupos de pessoas obtêm comida, preparam e compartilham. A fome no mundo não é um problema de produção, mas barreiras sociais à distribuição, e Amartya Sen ganhou um Prêmio Nobel por mostrar que esse era o caso de toda a fome do século XX. Os antropólogos também tentam entender como as pessoas interagem nas relações sociais (por exemplo, com famílias e amigos). Eles olham para as diferentes maneiras pelas quais as pessoas se vestem e se comunicam em diferentes sociedades.

Os antropólogos adotam uma abordagem ampla para entender os diversos aspectos da experiência humana, que chamamos de holismo. Eles consideram o passado, através da arqueologia, para ver como os grupos humanos viveram centenas ou milhares de anos atrás e o que era importante para eles. Eles consideram o que compõe nossos corpos biológicos e genética, bem como nossos ossos, dieta e saúde.

Antropólogos também comparam humanos com outros animais (na maioria das vezes, outros primatas como macacos e chimpanzés) para ver o que temos em comum com eles e o que nos torna únicos. Embora quase todos os seres humanos precisem das mesmas coisas para sobreviver, como comida, água e companhia, as maneiras pelas quais as pessoas atendem a essas necessidades podem ser muito diferentes.

Por exemplo, todos precisam comer, mas as pessoas comem alimentos diferentes e obtêm alimentos de diferentes maneiras. Assim, os antropólogos analisam como diferentes grupos de pessoas obtêm comida, preparam e compartilham. A fome no mundo não é um problema de produção, mas barreiras sociais à distribuição, e Amartya Sen ganhou um Prêmio Nobel por mostrar que esse era o caso de toda a fome do século XX. Os antropólogos também tentam entender como as pessoas interagem nas relações sociais (por exemplo, com famílias e amigos). Eles olham para as diferentes maneiras pelas quais as pessoas se vestem e se comunicam em diferentes sociedades.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas