A maior rede de estudos do Brasil

a escola constitui a sua propia cultura?

História

UNOPAR


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Podemos olhar para a relação entre escola e cultura de três perspectivas: Funcionalista, estruturalista e interacionista.


Abordando a primeira perspectiva que é o funcionalismo, temos a noção que a “cultura escolar”, em suma, é a cultura (padrões de comportamento de um grupo social). A instituição é o sistema transmissor de uma determinada cultura, a qual é definida e elaborada pelo grupo, no qual a escola está inserida, e que é apresentada da maneira que os poderes do grupo/nação definem que é útil para o aprendizado de crianças e jovens.


Na segunda perspectiva, a estruturalista, a “cultura escolar” é feita pela forma que a organização da escola, através de modelos, formas e estruturas dos planos de estudos e da organização pedagógica.


Na terceira perspectiva, a interacionista, a “cultura escolar” não vemos a escola como uma instituição genérica de uma região, mas sim como uma instituição particular ou local, como especificamente um indivíduo. A instituição tem sua própria cultura, através da sua organização, sua relação com as áreas do conhecimento e com seu espaço.


Podemos concluir que, a escola constitui sua própria cultura até certo ponto. Quando olhamos para a escola em particular (Interacionista), encontramos a mesma com sua própria forma de realizar as aulas e esta possui também sua própria organização, porém, a mesma encontra na perspectiva do estruturalismo, seus modelos, formas e estruturas; enquanto na primeira perspectiva, funcionalista vemos a escola como um reprodutor e transmissor de uma cultura geral de um grupo social ou nação.


Podemos olhar para a relação entre escola e cultura de três perspectivas: Funcionalista, estruturalista e interacionista.


Abordando a primeira perspectiva que é o funcionalismo, temos a noção que a “cultura escolar”, em suma, é a cultura (padrões de comportamento de um grupo social). A instituição é o sistema transmissor de uma determinada cultura, a qual é definida e elaborada pelo grupo, no qual a escola está inserida, e que é apresentada da maneira que os poderes do grupo/nação definem que é útil para o aprendizado de crianças e jovens.


Na segunda perspectiva, a estruturalista, a “cultura escolar” é feita pela forma que a organização da escola, através de modelos, formas e estruturas dos planos de estudos e da organização pedagógica.


Na terceira perspectiva, a interacionista, a “cultura escolar” não vemos a escola como uma instituição genérica de uma região, mas sim como uma instituição particular ou local, como especificamente um indivíduo. A instituição tem sua própria cultura, através da sua organização, sua relação com as áreas do conhecimento e com seu espaço.


Podemos concluir que, a escola constitui sua própria cultura até certo ponto. Quando olhamos para a escola em particular (Interacionista), encontramos a mesma com sua própria forma de realizar as aulas e esta possui também sua própria organização, porém, a mesma encontra na perspectiva do estruturalismo, seus modelos, formas e estruturas; enquanto na primeira perspectiva, funcionalista vemos a escola como um reprodutor e transmissor de uma cultura geral de um grupo social ou nação.


User badge image

Andre

Há mais de um mês

 

Podemos olhar para a relação entre escola e cultura de três perspectivas: Funcionalista, estruturalista e interacionista.


Abordando a primeira perspectiva que é o funcionalismo, temos a noção que a “cultura escolar”, em suma, é a cultura (padrões de comportamento de um grupo social). A instituição é o sistema transmissor de uma determinada cultura, a qual é definida e elaborada pelo grupo, no qual a escola está inserida, e que é apresentada da maneira que os poderes do grupo/nação definem que é útil para o aprendizado de crianças e jovens.


Na segunda perspectiva, a estruturalista, a “cultura escolar” é feita pela forma que a organização da escola, através de modelos, formas e estruturas dos planos de estudos e da organização pedagógica.


Na terceira perspectiva, a interacionista, a “cultura escolar” não vemos a escola como uma instituição genérica de uma região, mas sim como uma instituição particular ou local, como especificamente um indivíduo. A instituição tem sua própria cultura, através da sua organização, sua relação com as áreas do conhecimento e com seu espaço.


Podemos concluir que, a escola constitui sua própria cultura até certo ponto. Quando olhamos para a escola em particular (Interacionista), encontramos a mesma com sua própria forma de realizar as aulas e esta possui também sua própria organização, porém, a mesma encontra na perspectiva do estruturalismo, seus modelos, formas e estruturas; enquanto na primeira perspectiva, funcionalista vemos a escola como um reprodutor e transmissor de uma cultura geral de um grupo social ou nação.

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas